A voz dos sábios – parte 2

Há cerca de um ano escrevi neste blogue um artigo sobre o professor Gonçalo Ribeiro Telles intitulado “A voz dos sábios” e no qual defendi a importância da nossa sociedade recuperar o antigo mas muito válido costume de dar voz aos sábios.

Hoje voltei a ter o impulso de partilhar com todos aqueles que se cruzam com estas palavras mais uma “voz de sábio”. De facto, tenho andado a ouvir umas entrevistas de um podcast do Expresso intitulado “A beleza das pequenas coisas” e a que foi feita ao professor Sobrinho Simões deixou-me siderado.

O espanto, a admiração e todos os demais adjetivos que possa aqui escrever não traduzirão as mensagens comunicadas por este grande cientista que é admirado e respeitado no mundo inteiro.

Foi a sua sabedoria técnica na área da patologia, designadamente a que está ligada ao cancro, mas acima de tudo foi a normalidade de um homem extraordinário por mais paradoxal que isto possa parecer. Sendo o professor Sobrinho Simões o melhor da sua área, também é um pai, um avô, um marido, um médico, um amante de música, cinema ou leitura que exprimiu sem qualquer pudor o que gostava ou não gostava sem se preocupar com o politicamente correto.

E tudo dito com uma serenidade, diria mesmo com ternura e assumindo as suas preferências, os seus medos, as suas idiossincracias, os seus defeitos com uma naturalidade imbatível.

Com ele aprende-se que as pessoas normais podem ser extraordinárias ou, se quiserem, que as pessoas extraordinárias são pessoas normais e nem por isso perdem o seu encantamento, a sua capacidade de serem referência para muitos.

Por tudo isto, recomendo-vos que ganhem uma hora da vossa vida a ouvir esta entrevista incrível porque a voz dos sábios deve ser sempre ouvida!

Anúncios