À janela

Arrumou a cozinha depois de ter jantado uma sopa. Antes de ir para a cama comeria uma maçã daquelas que a assistente social lhe deixou à porta de casa. Agora mal trocavam umas palavras por causa da pandemia e porque a assistente social tinha mais casas para visitar do que era normal. Estava uma noite […]

A propósito de presidentes da república

Há muito tempo que não escrevia sobre a república e a monarquia, sobre as suas diferenças e sobre as razões que me levam a manter a convicção que Portugal estaria mais bem servido com um rei. Como algumas vezes tenho referido, não gosto de incluir nesta discussão exemplos bons e maus, no meu caso de […]

A polémica racial do filme “Soul”

Não consigo deixar de ficar surpreendido com a facilidade que hoje se inventam “guerras” ou supostas causas para tornar os nossos dias aparentemente mais valiosos e as nossas ações com mais significado. Apesar de todas as evoluções sociais, tecnológicas e económicas, o Homem continua como espécie a funcionar numa lógica tribal e com uma necessidade […]

As regras e as exceções

A situação de emergência que vivemos veio acentuar a nossa perceção de alguns aspetos do nosso comportamento social, designadamente aqueles que para mim constituem debilidades. Estas debilidades, a que muitos de nós chamam “chico-espertismo”, são evidentes na capacidade que temos face a novas regras de identificar as formas de as contornar e assim vangloriarmo-nos de […]

Geringonças, caranguejolas e…a coerência?

Uma das qualidades que mais admiro num decisor é a coerência, a capacidade de evidenciar uma ação ao longo do tempo consistente com a sua linha de pensamento. Chamo a atenção que utilizei a palavra “consistente” e não “imutável”. Com efeito, muitas vezes a coerência é confundida com imutabilidade, mas se formos ao significado das […]

Um adeus irreparável

Esta semana Portugal viu partir mais um dos seus sábios, mais um português que se distinguiu pela sua inteligência, visão, princípios éticos e cívicos. Há quase três anos escrevi sobre este grande sábio português, o arquiteto Gonçalo Ribeiro Telles, num artigo que intitulei de “A voz dos sábios“. Quero prestar a minha sincera homenagem a […]

A que mundo pertencemos?

A Organização das Nações Unidas desenvolveu um índice de desenvolvimento humano para classificar os países tendo em conta três critérios (esperança média de vida, educação e riqueza). Ora, no último relatório publicado em 2019 e com dados de 2018 de cerca de 200 países, esta organização internacional coloca Portugal na 40.ª posição, ou seja, no […]

Um novo paradigma?

Hoje adquiri o primeiro livro do Adolfo Mesquita Nunes intitulado “A grande escolha – mundo global ou países fechados?”, uma vez que este é um tema que me interessa há algum tempo como já partilhei aqui neste blogue. Ao ler a contracapa constata-se que o autor é apologista de um mundo global, ficando para a […]

Referências – parte 2

Há cerca de dois anos e meio escrevi um post neste blogue sobre a importância das referências para mim, entendendo-se como referências aquelas pessoas, personalidades ou individualidades que de alguma maneira influenciam ou influenciaram o meu percurso de vida. No mesmo âmbito publiquei a A voz dos sábios e A voz dos sábios – parte […]

Os Portugueses e a produtividade

A produtividade dos Portugueses no trabalho é um argumento muito utilizado por todas as áreas políticas, embora com objetivos diferentes. Com efeito, aqueles que acham que os nossos salários são baixos dizem que somos pouco produtivos porque o nível salarial é demasiado baixo. Por outro lado, temos aqueles que dizem que primeiro é necessário aumentar […]