3 de julho de 1821

3 de julho de 1821

Depois da transferência da corte portuguesa para o Brasil para fugir das invasões napoleónicas, no dia 3 de julho de 1821 aconteceu o regresso a Lisboa depois de 13 anos naquele país.

Contudo, porque havia uma grande contestação ao afastamento da corte de Portugal durante este período, o regresso de D. João VI e respetivo séquito não teve o mesmo impacto junto da população comparativamente ao que tinha acontecido com a sua partida.

domjoaoviemportugal

Personalidade nascida neste dia

No dia 3 de julho de 1850 nasceu o compositor, poeta, pintor, arqueólogo e colecionador de arte, Alfredo Cristiano Keil.

Qualquer referência a esta personalidade tem que começar por mencionar que foi o compositor d’ A Portuguesa, atual hino nacional português e que surge depois do ultimato britânico em 1891.

A sua ascendência era alemã, de pai e mãe, tendo efetuado toda a sua educação básica na Alemanha, o que explica as influências do romantismo que ficaram patentes nas centenas de quadros que deixou.

Morreu na cidade alemã de Hamburgo no dia 4 de outubro de 1907.

alfredo-keil

 

Anúncios

11 de junho de 1891

11 de junho de 1891

Neste dia foi assinado na cidade de Londres mais um tratado luso-britânico com o objetivo de regulamentar a delimitação das esferas de influência em África.

Personalidade nascida neste dia

No dia 11 de junho de 1704 nasceu o compositor e organista português, José António Carlos de Seixas.

Nascido em Coimbra, partiu aos 16 anos para Lisboa e as suas qualidades valeram-lhe a nomeação de organista da Sé Patriarcal e da Capela Real.

Apesar das influências italianas e francesas, desenvolveu um estilo muito próprio, não deixando que a sua obra se confundisse com os compositores contenporâneos estrangeiros.

As suas obras estão guardadas na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, na Biblioteca Nacional de Lisboa e na Biblioteca do Palácio Nacional da Ajuda.

Morreu em Lisboa no dia 25 de agosto de 1742 com apenas 38 anos.

200px-Carlos_Seixas

 

27 de maio de 1128

27 de maio de 1128

Neste dia D. Afonso Henriques garantiu o apoio de D. Paio Mendes, arcebispo de Braga, ao confirmar e ampliar o couto de Braga, dando-lhe também o couto da Lapela, o Castelo de Penafiel de Bastanço, as mercês de capelão-mor e chanceler-mor da Cúria Régia, assim como o direito de cunhagem.

Refira-se que D. Paio Mendes era um fervoroso adepto da causa do infante D. Afonso Henriques contra a sua mãe, D. Teresa, tendo sido um dos seus conselheiros mais importantes.

Personalidade nascida neste dia

No dia 27 de maio de 1918 nasceu Álvaro Augusto Martins dos Santos, intérprete de guitarra portuguesa, compositor e letrista.

Acompanhou os grandes nomes do fado (Amália Rodrigues, Fernando Farinha, Fernando Maurício e Tristão da Silva, entre outros) e deixou mais de 100 trabalhos editados, embora não seja um nome muito conhecido por ter feito grande parte da carreira no Porto.

Começou a tocar guitarra portuguesa aos cinco anos de idade na barbearia do pai e dizia que era barbeiro de profissão e guitarrista de paixão.

Um familiar de Álvaro Martins, de seu nome André Almeida Rodrigues, produziu e realizou em 2015 um documentário sobre este artista intitulado O Barbeiro Guitarrista.

Álvaro Martins morreu com 85 anos no dia 8 de novembro de 2003 na sua terra natal, Padrão da Légua.

alvaro_martins_guitarrista

 

 

21 de maio de 1662

21 de maio de 1662

Neste dia D. Catarina de Bragança, filha do rei D. João IV e de D. Luisa de Gusmão, casou-se com o rei de Inglaterra, Carlos II.

Por via deste casamento tornou-se rainha consorte de Inglaterra, Escócia e Irlanda.

Não foi uma rainha popular entre os ingleses pelo facto de ser católica, tendo deixado mesmo assim hábitos que perduram na cultura inglesa como o “chá das cinco” e a geleia de laranja.

Este casamento foi infeliz dado o caráter libidinoso de Carlos II de Inglaterra.

Personalidade nascida neste dia

No dia 21 de maio de 1940 nasceu António Victorino Goulart de Medeiros e Almeida, compositor, maestro, pianista, escritor e apresentador português.

A sua primeira obra foi composta quando tinha apenas cinco anos de idade.

Paralelamente à música desenvolveu diversas atividades na área da escrita, do teatro, do cinema e da televisão, além de ter sido sido adido cultural da Embaixada Portuguesa em Viena. Aliás, a sua atividade diplomática foi reconhecida pela república austríaca ao atribuir-lhe uma condecoração.

Em Portugal foi-lhe atribuída a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

040320132303-94-AntnioVitorinoDAlmeida

 

14 de maio de 1122

14 de maio de 1122

Nesta data o infante D. Afonso Henriques armou-se cavaleiro na catedral de Zamora ou em Tui.

Este facto acontece depois do infante, sob a influência do arcebispo de Braga, D. Paio Mendes, ter tomado em 1120 uma posição política oposta à de sua mãe e que culminou em 1128 com a batalha de São Mamede.

Personalidade nascida neste dia

No dia 14 de maio de 1924 nasceu o compositor, maestro e professor de música, Joly Braga Santos.

Compôs uma vasta obra musical e sobre ele disse o musicólogo João de Freitas Branco que “Ele é o inverso do artista que se dirige apenas a minorias privilegiadas. Ele queria que muitas pessoas viessem a usufruir da sua arte.“.

A UNESCO elegeu-o como um dos 10 melhores compositores de música contemporânea da sua época e Portugal reconheceu o seu mérito quando lhe atribuiu a comenda da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada (13 de julho de 1981), além de lhe ter concedido também a Medalha de Mérito Cultural a título póstumo (1 de outubro de 1990).

Morreu no auge da sua criatividade no dia 18 de julho de 1988.

joly_braga_santos

24 de março de 1975

24 de março de 1975

Neste dia o Conselho da Revolução, que se pode considerar a estrutura antecessora do atual Conselho de Estado, expulsou das Forças Armadas o general Spínola e mais 18 oficiais.

Refira-se que este orgão tinha ainda a competência de declarar a guerra, fazer a paz e declarar os estados de sítio e de emergência.

Personalidade nascida neste dia

No dia 24 de março de 1762 nasceu em Lisboa um dos mais famosos compositores portugueses de todos os tempos, Marcos António da Fonseca Portugal, mais conhecido por Marcos Portugal.

Compôs a sua primeira obra com 14 anos e aos 20 já era o organista e compositor da Santa Igreja Patriarcal de Lisboa.

Ao longo da sua carreira em Portugal, Itália e no Brasil compôs mais de 40 óperas e um grande número de obras sacras, destacando-se as que foram compostas para os seis órgãos da Basílica de Mafra.

Foi ainda o autor dos primeiros hinos oficiais de Portugal e do Brasil, respetivamente Hymno Patriótico de 1809 e Hino da Independência do Brasil de 1822.

Morreu no Rio de Janeiro no dia 17 de fevereiro de 1830.

Marcos_Portugal

 

28 de dezembro de 1889

28 de dezembro de 1889

Neste dia D. Carlos I foi aclamado como rei de Portugal depois de ter subido ao trono no dia 19 de outubro de 1889 após a morte de seu pai, D. Luís I de Portugal.

Aclamação_de_D._Carlos_(1889)_-_A_Illustração_(20_Jan_1890)

Iniciou-se assim o reinado daquele que viria a ser o penúltimo rei de Portugal.

Na cerimónia de aclamação esteve presente o seu tio-avô, D. Pedro II, imperador do Brasil, que estava exilado desde o dia 6 de dezembro.

Personalidade nascida neste dia

No dia 28 de dezembro de 1771 nasceu João Domingos Bomtempo, conhecido pianista clássico, compositor e pedagogo.

No início do século XIX decide ir para Paris onde são reconhecidas as suas qualidades de pianista e compositor.

Regressou definitivamente a Portugal com o constitucionalismo e é nomeado professor da rainha D. Maria II por D. Pedro IV.

A sua música, apesar da inegável qualidade, não é considerada de vanguarda, sendo mesmo menos moderna que a de Haydn, Mozart ou Beethoven.

Contudo, salienta-se que na sua obra é patente a defesa dos valores portugueses e da soberania da nação portuguesa.

Morreu no dia 18 de agosto de 1842.

Retrato_João_Domingos_Bomtempo.png