25 de maio de 1773

25 de maio de 1773

Neste dia, sob a influência do Marquês de Pombal, D. José I, rei de Portugal, promulgou a lei que extinguiu as diferenças entre cristãos velhos e cristão novos.

Com esta lei, o Marquês de Pombal pretendeu transformar a Inquisição num instrumento político, esvaziando-a de uma das suas principais competências, que era perseguir todos aqueles que professavam outras religiões.

Personalidade nascida neste dia

No dia 25 de maio de 1922 nasceu Gonçalo Pereira Ribeiro Telles, arquiteto paisagista, ecologista e político português.

Foi subsecretário de Estado nos três primeiros governos provisórios depois do 25 de abril e Ministro de Estado e da Qualidade de Vida no VII Governo Constitucional, entre 1981 e 1983.

Enquanto ministro deixou uma marca importante com a criação das zonas protegidas da Reserva Agrícola Nacional, da Reserva Ecológica Nacional e das bases do Plano Diretor Municipal (PDM).

Tem pautado a sua vida pública pela defesa de valores ambientais e paisagistas, tendo recebido em abril de 2013 o prémio Sir Geoffrey Jellicoe, a mais importante distinção internacional na arquitetura paisagista.

O Presidente da República Américo Tomás concedeu-lhe o grau de Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada no dia 31 de outubro de 1969 e o presidente da república Mário Soares concedeu-lhe a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo e a a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, respetivamente a 6 de abril de 1988 e a 10 de junho de 1990.

goncalo_ribeiro_telles.JPG

1 de março de 1290

1 de março de 1290

Foi neste dia que o rei D. Dinis assinou o documento Scientiae thesaurus mirabilis em Leiria, que cria a Universidade de Coimbra, fazendo com que seja uma das universidades mais antigas do mundo em operação.

1353409295_visit-torre-big

Personalidade nascida neste dia

No dia 1 de março de 1647 nasceu João Heitor de Brito, missionário jesuíta muitas vezes chamado de O Francisco Xavier Português.

Depois de fazer os seus estudos partiu para a Índia onde chega em 1673. Neste país desenvolveu um trabalho missionário notável, convertendo milhares de pessoas ao cristianismo.

Foi perseguido pelo rei de Maravá, mesmo depois de ter curado o príncipe. Aliás, o príncipe ao converter-se ao cristianismo acicatou a ira do rei que o mandou decapitar e desmembrar.

Morreu no dia 4 de fevereiro de 1693.

Foi canonizado pelo Papa Pio XII no dia 22 de junho de 1947.

O Papa João Paulo II na homilia proferida no Parque Eduardo VII no dia 14 de maio de 1982 disse:

Como não lembrar o exemplo de S. João de Brito, jovem lisboeta que, deixando a vida fácil da corte, partiu para a Índia, a anunciar o Evangelho da salvação aos mais pobres e desprotegidos, identificando-se com eles e selando a sua fidelidade a Cristo e aos irmãos com o testemunho do martírio?

200px-Jean_de_Brito_(1647-1693)_2