18 de agosto de 1502

18 de agosto de 1502

Neste dia o navegador galego, João da Nova, ao serviço do rei de Portugal, D. Manuel I, descobriu uma ilha a que deu nome da santa do dia, Santa Helena.

Esta ilha teve como primeiro habitante permanente o português Fernão Lopes que lá viveu isolado entre 1515 e 1545, com um pequeno interregno para uma visita à Europa depois de 10 anos.

A ilha, que nunca foi colonizada por Portugal, acabou por ser ocupada pela marinha britânica no século XIX. Também é famosa porque acolheu Napoleão Bonaparte no exílio até à sua morte.

Personalidade nascida neste dia

No dia 18 de agosto de 1828 nasceu Eduardo de Serpa Pimentel.

Foi bacharel em Direito pela Universidade de Coimbra, tendo exercido as funções de Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça.

Foi também governador civil de Vila Real, Par do Reino e Vice-presidente da Câmara Alta do Conselho de Sua Majestade.

Morreu na cidade invicta no dia 24 de abril de 1917.

eduardo_pimentel.jpg

10 de julho de 1499

10 de julho de 1499

Neste dia o navegador Nicolau Coelho foi o primeiro a chegar ao rio Tejo em Lisboa e informar o reino da descoberta do caminho marítimo para a Índia.

Foi ao comando da nau Bérrio que fez parte da armada de Vasco da Gama.

A sua chegada a Lisboa foi vivida com grande alegria e o rei D. Manuel I recompensou-o devidamente.

Personalidade nascida neste dia

No dia 10 de julho de 1925 nasceu o grande divulgador do cinema de animação e da banda desenhada em Portugal, de seu nome Vasco de Oliveira Granja.

Marcou diversas gerações, designadamente através dos programas transmitidos pela RTP através dos quais dava a conhecer filmes de animação realizados pelo mundo inteiro.

Morreu no dia 4 de maio de 2009 com 83 anos.

vascogranja2b

 

6 de julho de 1484

6 de julho de 1484

Neste dia o navegador português Diogo Cão descobriu a foz do rio Congo, também conhecido por rio Zaire.

É o sétimo rio do mundo em comprimento e o segundo de África, a seguir ao rio Nilo, sendo o maior de África e o segundo do mundo em volume de água.

Quando chegou à foz deste rio pensou ter atingido o cabo da Boa Esperança ou das Tormentas, mas que foi dobrado pouco tempo depois por Bartolomeu Dias.

painel_snobre_diogo_cao.jpg

Personalidade nascida neste dia

No dia 6 de julho de 1825 nasceu em Lisboa D. António Maria José de Mello César e Menezes, que foi 8.º conde de Sabugosa, 10.º conde de São Lourenço e 3.º marquês de Sabugosa.

Destacou-se como militante do Partido Histórico e como par do reino, tendo sido governador civil de Lisboa por três vezes e administrador de empresas. Foi ainda diretor da Companhia das Águas de Lisboa, precursora da atual EPAL, e enfermeiro-mor do Hospital de São José.

Na sua atividade política divergiu do pai e avô, que eram miguelistas, aderindo aos ideais liberais e tendo-se integrado facilmente nas instituições da monarquia constitucional.

Morreu no dia 2 de dezembro de 1897 em Lisboa.

MarquesDeSabugosa

 

6 de junho de 1999

6 de junho de 1999

Neste dia foi inaugurado o Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves na cidade do Porto.

O edifício, projetado por Siza Vieira, está localizado no Parque de Serralves e é um espaço de referência internacional no âmbito da arte contemporânea.

A sua coleção permanente tem obras de artistas desde os finais da década de 60 do século XX até aos dias de hoje.

museu_serralves.jpg

Personalidade nascida neste dia

No dia 6 de junho de 1502 nasceu o rei de Portugal, D. João III, que teve os cognomes de O Piedoso ou O Colonizador.

O seu reinado durou quase 36 anos entre 13 de dezembro de 1521 e 11 de junho de 1557, dia da sua morte.

Herdou de seu pai, o rei D. Manuel I, um vasto império, tendo dado continuidade à política centralizadora do seu antecessor.

O seu reinado também ficou marcado pela negociação das ilhas Molucas com Espanha, pela aquisição das colónias de Diu, Bombaim ou Macau e pela chegada pioneira de um grupo de portugueses ao Japão em 1543. Ficou assim a presença portuguesa estendida entre Lisboa e Nagasaki.

Foi também durante o seu reinado que se iniciou a colonização efetiva do Brasil e se deu a introdução da Inquisição em Portugal em 1536.

Os seus dez filhos pereceram, pelo que após a sua morte subiu ao trono D. Sebastião, seu neto.

D._João_III_-_Cristóvão_Lopes_(attrib).png

31 de maio de 1790

31 de maio de 1790

Nesta data foram criadas as primeiras escolas femininas em Lisboa, depois da reforma pombalina ter determinado em 6 de novembro de 1772 a criação de uma rede nacional de escolas régias para o ensino elementar dos rapazes.

Personalidade nascida neste dia

No dia 31 de maio de 1469 nasceu D. Manuel I, rei de Portugal, com os cognomes de O AfortunadoO Bem-Aventurado.

D. Manuel I subiu ao trono após a morte do seu primo, o rei D. João II, que o nomeou como sucessor por não ter deixado herdeiros legítimos.

Foi durante o seu reinado que, ao prosseguir as explorações portuguesas iniciadas pelos seus antecessores, se descobriu o caminho marítimo para a Índia, o Brasil e as ilhas Molucas (ilhas das especiarias).

Os descobrimentos levaram-no a ser o primeiro rei a assumir o título de Senhor do Comércio, da Conquista e da Navegação da Arábia, Pérsia e Índia.

A instalação da inquisição em Portugal foi autorizada por este monarca.

Toda a atividade comercial resultante do comércio de especiarias gerou um ambiente de prosperidade que lhe permitiu realizar inúmeras obras com um novo estilo arquitetónico que ficou conhecido por “manuelino”.

Morreu no dia 13 de dezembro de 1521 e está enterrado no Mosteiro dos Jerónimos.

Manuel_I1

3 de maio de 1911

3 de maio de 1911

Um decreto deste dia criou oficialmente a Guarda Nacional Republicana (GNR), força de segurança responsável por velar pela segurança pública e policiar as povoações, estradas, pontes, vias férreas e linhas telefónicas e telegráficas.

A GNR substituiu a Guarda Republicana, que por sua vez resultou da transformação da Guarda Municipal de Lisboa e do Porto. É de realçar que a Guarda Municipal foi a última força monárquica a render-se aos republicanos.

Personalidade nascida neste dia

No dia 3 de maio de 1455 nasceu D. João II, o rei de Portugal que recebeu o cognome de O Príncipe Perfeito.

Era o filho de D. Afonso V, tendo inclusivamente acompanhado o seu pai nas campanhas em África. Mais tarde, enquanto o seu pai combatia os castelhanos, D. João II assumiu a direção da expansão marítima iniciada pelo seu tio-avô, o infante D. Henrique.

Enquanto monarca, foi um grande defensor da política de exploração atlântica, priorizando a descoberta do caminho marítimo para a Índia.

O seu reinado foi caraterizado por ter retirado o poder à aristocracia portuguesa, o que lhe granjeou alguns inimigos, designadamente da Casa de Bragança. Refira-se ainda que eliminou pessoalmente alguns dos seus detratores, entre os quais D. Fernando II, duque de Bragança, e o seu primo e cunhado D. Diogo, duque de Viseu.

Negociou o Tratado de Tordesilhas em 1494 com os reis católicos de Espanha, um ano antes de morrer (25 de outubro de 1495).

Joao_II

 

 

 

1 de maio de 1500

1 de maio de 1500

A carta escrita por Pero Vaz de Caminha ao rei D. Manuel I com a data de 1 de maio de 1500 é considerada a certidão de nascimento do Brasil, embora só tivesse sido publicada no século XIX, mais concretamente em 1817.

220px-Carta-caminha.png

Esta carta constitui um dos três únicos testemunhos do descobrimento do Brasil, sendo os outros dois a Relação do Piloto Anônimo e a Carta do Mestre João.

Personalidade nascida neste dia

No dia 1 de maio de 1626 nasceu na Índia o nobre e político português, D. António Álvares da Cunha, 17.º senhor de Tábua, que se notabilizou como um dos Quarenta Conjurados.

Foi ainda trinchante da Casa Real de D. João IV, D. Afonso VI e de D. Pedro II, guarda-mór da Torre do Tombo e deputado da Junta dos Três Estados.

Refira-se ainda que foi o primeiro membro português da Royal Society de Londres, tendo sido eleito em 1668.

Morreu no dia 26 de maio de 1690.

9 de março de 1500

9 de março de 1500

Neste dia, ao meio-dia, partiu de Lisboa a frota comandada por Pedro Álvares Cabral em direção a Calecute, mas que acabou por descobrir o Brasil que era já um território português depois da assinatura do Tratado de Tordesilhas.

Personalidade nascida neste dia

A cidade de Guimarães viu nascer no dia 9 de março de 1833 o arqueólogo e escritor português, Francisco Martins de Gouveia de Morais Sarmento.

Formou-se em Direito na Universidade de Coimbra, mas dedicou-se com grande fervor à arqueologia. Nesta área ficou para a posteridade o trabalho desenvolvido na citânia de Briteiros, sítio arqueológico da Idade do Ferro próximo de Guimarães.

220px-Citania_briteiros_ruinas

As suas qualidades de escritor ficaram patentes nas colaborações com as revistas RenascençaO Pantheon. A sua Magnum opus é a obra Ora maritima.

Morreu na cidade onde nasceu no dia 9 de agosto de 1899.

180px-Martins_Sarmento

4 de março de 1777

4 de março de 1777

Neste dia foi publicado o decreto régio que destituiu o marquês de Pombal de todos os seus cargos públicos.

A morte do rei D. José I conduziu ao trono D. Maria I que detestava o marquês de Pombal.

Aliás, a atitude impiedosa de Sebastião José de Carvalho e Melo no processo dos Távora por alegada tentativa de regicídio contra D. José I determinou que a nova rainha retirasse todos os poderes ao então primeiro-ministro do reino.

O marquês de Pombal partiu para o exílio na vila de Pombal, onde acabou por morrer no dia 8 de maio de 1782.

245px-O_marques_de_pombal,_conde_de_Oeiras

Personalidade nascida neste dia

Nasceu no Porto no dia 4 de março de 1394 o infante D. Henrique de Avis, filho de D. João I e de D. Filipa de Lencastre.

Ficou para a história como a figura mais importante do início das descobertas que levaram Portugal a dominar metade do mundo. Os seus feitos deixaram-lhe os cognomes de Infante de Sagres ou O Navegador.

Morreu em Sagres no dia 13 de novembro de 1460, solteiro e sem deixar descendência.

200px-Henry_the_Navigator1