3 de julho de 1821

3 de julho de 1821

Depois da transferência da corte portuguesa para o Brasil para fugir das invasões napoleónicas, no dia 3 de julho de 1821 aconteceu o regresso a Lisboa depois de 13 anos naquele país.

Contudo, porque havia uma grande contestação ao afastamento da corte de Portugal durante este período, o regresso de D. João VI e respetivo séquito não teve o mesmo impacto junto da população comparativamente ao que tinha acontecido com a sua partida.

domjoaoviemportugal

Personalidade nascida neste dia

No dia 3 de julho de 1850 nasceu o compositor, poeta, pintor, arqueólogo e colecionador de arte, Alfredo Cristiano Keil.

Qualquer referência a esta personalidade tem que começar por mencionar que foi o compositor d’ A Portuguesa, atual hino nacional português e que surge depois do ultimato britânico em 1891.

A sua ascendência era alemã, de pai e mãe, tendo efetuado toda a sua educação básica na Alemanha, o que explica as influências do romantismo que ficaram patentes nas centenas de quadros que deixou.

Morreu na cidade alemã de Hamburgo no dia 4 de outubro de 1907.

alfredo-keil

 

Anúncios

24 de março de 1975

24 de março de 1975

Neste dia o Conselho da Revolução, que se pode considerar a estrutura antecessora do atual Conselho de Estado, expulsou das Forças Armadas o general Spínola e mais 18 oficiais.

Refira-se que este orgão tinha ainda a competência de declarar a guerra, fazer a paz e declarar os estados de sítio e de emergência.

Personalidade nascida neste dia

No dia 24 de março de 1762 nasceu em Lisboa um dos mais famosos compositores portugueses de todos os tempos, Marcos António da Fonseca Portugal, mais conhecido por Marcos Portugal.

Compôs a sua primeira obra com 14 anos e aos 20 já era o organista e compositor da Santa Igreja Patriarcal de Lisboa.

Ao longo da sua carreira em Portugal, Itália e no Brasil compôs mais de 40 óperas e um grande número de obras sacras, destacando-se as que foram compostas para os seis órgãos da Basílica de Mafra.

Foi ainda o autor dos primeiros hinos oficiais de Portugal e do Brasil, respetivamente Hymno Patriótico de 1809 e Hino da Independência do Brasil de 1822.

Morreu no Rio de Janeiro no dia 17 de fevereiro de 1830.

Marcos_Portugal