29 de novembro de 1387

29 de novembro de 1387

Neste dia foi assinada uma trégua de três anos entre Portugal e Castela depois de diversas batalhas subsequentes à Batalha de Aljubarrota.

A assinatura foi feita em Monção entre D. João I de Portugal e D. João I de Castela e permitiu a Portugal reaver as praças de Olivença, Mértola, Castelo Mendo e Castelo Melhor, tendo Portugal cedido Salvaterra e Tui.

Personalidade nascida neste dia

No dia 29 de novembro de 1874 nasceu aquele que viria ser o primeiro Prémio Nobel português, António Caetano de Abreu Freire Egas Moniz.

Provinha de uma família aristocrata rural, os viscondes de Baçar.

O seu tio paterno e padrinho, padre Caetano de Pina Resende Abreu e Sá Freire, insistiu para que fosse adicionado Egas Moniz ao seu apelido devido à sua descendência direta do aio de D. Afonso Henriques, Egas Moniz.

150px-Egas_Moniz_na_Estacao_S._Bento

A sua atividade médica já foi descrita sucintamente no post relativo à atribuição do prémio Nobel em 27 de outubro de 1949.

O Professor Egas Moniz também se distinguiu nas áreas política e literária, tendo sido fundador do Partido Republicano Centrista.

Foi embaixador de Portugal em Madrid em 1917 e em 1918 foi Ministro dos Negócios Estrangeiros.

Em termos literários destacam-se as obras “A nossa casa” e “Confidências de um investigador científico”. Realce ainda para um notável ensaio de crítica literária sobre a obra de Júlio Dinis, publicado em 1924, no qual demonstrou que este escritor se tinha inspirado em personagens reais.

Morreu em Lisboa no dia 13 de dezembro de 1955.

200px-Moniz