28 de junho de 1927

28 de junho de 1927

Neste dia o médico e professor, Egas Moniz, realizou a primeira angiografia cerebral com sucesso num doente vivo.

220px-Cerebral_angiography,_arteria_vertebralis_sinister_injection

Esta técnica inventada por ele mereceu a sua nomeação para o Prémio Nobel da Medicina por quatro vezes, que finalmente viria a ganhar em 1949 pela descoberta da leucotomia pré-frontal.

Personalidade nascida neste dia

No dia 28 de junho de 1910 nasceu Manuel Alfredo de Macedo Tito de Morais, engenheiro eletrotécnico e político português.

Foi um resistente anti-salazarista, tendo sido preso pela PIDE e vivido no exílio em diversos países de África e da Europa.

Após o 25 de abril de 1974 foi deputado, secretário de estado, vice-presidente e presidente da Assembleia da República, sempre pelo Partido Socialista, do qual foi um dos fundadores.

Recebeu diversas condecorações nacionais e estrangeiras como reconhecimento dos serviços prestados à nação portuguesa.

Morreu com 89 anos no dia 14 de dezembro de 1999.

tito_morais

 

Anúncios

25 de junho de 1825

25 de junho de 1825

Neste dia foram criadas as Escolas Régias de Cirurgia de Lisboa e do Porto com a seguinte justificação:

“Sendo indispensável e da mais absoluta necessidade que os Cirurgiões adquiram os precisos conhecimentos para bem e dignamente prehencherem, e com publica utilidade, os empregos de Cirurgiões no Exército e na Armada; assim como para poderem socorrer os Povos, tanto nos lugares onde não existirem Medicos, como naqueles cujo número não for sufficiente para ocorrer a todas as affecções do seu foro”.

Personalidade nascida neste dia

No dia 25 de junho de 1933 nasceu o mais premiado arquiteto contemporâneo português, de seu nome Álvaro Joaquim de Melo Siza Vieira.

A sua obra é de tal modo extensa que não cabe aqui enumerar todos os trabalhos que projetou, mas é importante referir que contempla uma ampla diversidade na tipologia dos edifícios e na sua localização geográfica, uma vez que se espalha por Portugal, Alemanha, China ou Itália, entre outros.

Refira-se a título de curiosidade que a sua primeira obra data de 1952 e respeitava à cozinha da casa da sua avó.

Recebeu os mais importantes prémios nacionais e internacionais e foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique a 9 de julho de 1999 depois de ter sido feito Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada no dia 10 de junho de 1992.

siza-vieira.jpg

10 de junho de 1580

10 de junho de 1580

Neste dia morreu o maior poeta português, Luís Vaz de Camões.

250px-Jeronimos_12.jpg

Ironicamente, aquele que escreveu a grande obra épica dos feitos do povo lusitano morreu no ano em que Filipe II de Espanha, mais tarde Filipe I de Portugal, se tornou também monarca de Portugal iniciando uma ocupação do território português que durou 60 anos até 1 de dezembro de 1640.

Personalidade nascida neste dia

No dia 10 de junho de 1906 nasceu o médico e investigador português, Mário Corino da Costa Andrade.

Foi um dos grandes expoentes da neurologia portuguesa do século XX, tendo sido o primeiro cientista a identificar a paramiloidose, hoje conhecida como a doença de Andrade ou Corino-Andrade.

Foi também o primeiro diretor e um dos fundadores do Instituto das Ciências Biomédicas Abel Salazar.

Morreu no dia 16 de junho de 2005 depois de completar 99 anos.

corino.jpg

 

4 de junho de 1991

4 de junho de 1991

Neste dia Portugal ratificou o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990, tratado internacional que foi criado com o objetivo de unificar a ortografia da língua portuguesa.

Este acordo foi firmado entre Portugal e os restantes países da lusofonia (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Sãso Tomé e Príncipe).

A adesão ao acordo por parte de Timor-Leste só aconteceu em 2004 depois da respetiva independência.

Personalidade nascida neste dia

No dia 4 de junho de 1944 nasceu o neurocirurgião português, João Lobo Antunes.

O Doutor João Lobo Antunes desenvolveu uma carreira extraordinária, quer como médico, quer como professor universitário, tendo desempenhado dezenas de cargos e publicado cerca de duas centenas de artigos científicos.

Recebeu diversos prémios, destacando-se o Prémio Pfizer em 1969, o Prémio Pessoa em 1996 ou o Prémio Nacional de saúde em 2015.

Foi condecorado com as medalhas de Honra do concelho de Cascais e de Mérito de Ouro do Ministério da Saúde em 2001 e 2003, respetivamente.

Recebeu ainda a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique a 9 de junho de 2004,  a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada a 3 de junho de 2014 e a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade a 7 de abril de 2016.

joao_lobo_antunes.jpg

 

 

29 de maio de 1385

29 de maio de 1385

Nesta data aconteceu a Batalha de Trancoso entre os exércitos português e castelhano com 300 e 600 homens, respetivamente.

Esta batalha, que teve como desfecho a vitória portuguesa, teve como comandante das forças castelhanas, Juan Rodriguez de Castañeda. As forças portuguesas foram comandadas por Gonçalo Vasques Coutinho, Alcaide do Castelo de Trancoso. Teve o auxílio dos homens de Martim Vasques da Cunha, Alcaide do Castelo de Linhares, e de João Fernandes Pacheco, Alcaide do Castelo de Celorico.

Personalidade nascida neste dia

No dia 29 de maio de 1885 nasceu em Angra do Heroísmo o médico Jorge de Almeida Monjardino.

Foi médico-cirurgião, formado na Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa e M.D. em Massachussetts no ano de 1910.

Exerceu a sua especialidade de cirurgia no exército português, designadamente no Corpo Expedicionário Português durante a I Grande Guerra.

Era o irmão mais novo de Augusto de Almeida Monjardino, reitor da Universidade de Lisboa e fundador e primeiro diretor da Maternidade Alfredo da Costa.

Morreu em Lisboa no dia 24 de junho de 1940.

jorge_almeida_monjardino

 

 

27 de fevereiro de 1978

27 de fevereiro de 1978

Neste dia a Presidência, o Governo e a Assembleia da República repudiam o pedido de independência da ilha da Madeira feito pelo líder líbio Muammar Abu Minyar al-Gaddafi.

Com efeito, para grande surpresa de Portugal a Organização de Unidade Africana considerava a Madeira como um território pertencente a África.

Personalidade nascida neste dia

No dia 27 de fevereiro de 1878 nasceu na localidade de Alcácer do Sal o médico-cirurgião e professor, Francisco Soares Branco Gentil.

Foi um dos fundadores e diretor do Instituto Português de Oncologia, além de ter dirigido também a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

No dia 20 de maio de 1953 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada.

Morreu em Lisboa no dia 13 de outubro de 1964.

42__Francisco_Gentil

29 de novembro de 1387

29 de novembro de 1387

Neste dia foi assinada uma trégua de três anos entre Portugal e Castela depois de diversas batalhas subsequentes à Batalha de Aljubarrota.

A assinatura foi feita em Monção entre D. João I de Portugal e D. João I de Castela e permitiu a Portugal reaver as praças de Olivença, Mértola, Castelo Mendo e Castelo Melhor, tendo Portugal cedido Salvaterra e Tui.

Personalidade nascida neste dia

No dia 29 de novembro de 1874 nasceu aquele que viria ser o primeiro Prémio Nobel português, António Caetano de Abreu Freire Egas Moniz.

Provinha de uma família aristocrata rural, os viscondes de Baçar.

O seu tio paterno e padrinho, padre Caetano de Pina Resende Abreu e Sá Freire, insistiu para que fosse adicionado Egas Moniz ao seu apelido devido à sua descendência direta do aio de D. Afonso Henriques, Egas Moniz.

150px-Egas_Moniz_na_Estacao_S._Bento

A sua atividade médica já foi descrita sucintamente no post relativo à atribuição do prémio Nobel em 27 de outubro de 1949.

O Professor Egas Moniz também se distinguiu nas áreas política e literária, tendo sido fundador do Partido Republicano Centrista.

Foi embaixador de Portugal em Madrid em 1917 e em 1918 foi Ministro dos Negócios Estrangeiros.

Em termos literários destacam-se as obras “A nossa casa” e “Confidências de um investigador científico”. Realce ainda para um notável ensaio de crítica literária sobre a obra de Júlio Dinis, publicado em 1924, no qual demonstrou que este escritor se tinha inspirado em personagens reais.

Morreu em Lisboa no dia 13 de dezembro de 1955.

200px-Moniz

27 de outubro de 1949

27 de outubro de 1949

Neste dia foi atribuído a António Cetano de Abreu Freire Egas Moniz, médico, neurologista, investigador, professor, político e escritor, o prémio Nobel de Fisiologia ou Medicina, que foi partilhado com Walter Rudolf Hess.

200px-Moniz

Refira-se que o Prof. Egas Moniz foi proposto para o prémio Nobel por cinco vezes (1928, 1933, 1937, 1944 e 1949), tendo sido finalmente galardoado em 1949.

O prémio é-lhe atribuído pela introdução de um procedimento cirúrgico, denominado por leucotomia pré-frontal, mais tarde designado por lobotomia, que foi particularmente útil no tratamento da esquizofrenia. Refira-se que nessa época não existia um tratamento efetivo para a esquizofrenia e este procedimento tornou as consequências desta doença mais suportáveis para os doentes.

Contudo, na década de 50 do século XX a introdução de um medicamento eficaz no tratamento da esquizofrenia, clorpromazina, tornou este procedimento cirúrgico uma alternativa se a terapia medicamentosa não produzisse os efeitos desejados.

Após forte controvérsia na década de 60, este procedimento cirúrgico deixou de ser praticado, tendo inclusivamente sido exigido por alguns familiares de doentes a anulação do prémio Nobel atribuído a Egas Moniz.

Personalidade nascida neste dia

No dia 27 de outubro de 1838, nasceu em Lisboa Adolfo de Lima Mayer, que foi sócio-gerente da firma Lima Mayer e Filhos, foi responsável pela distribuição em Portugal dos explosivos Nobel, fundou a Companhia de Gás de Lisboa e o Banco Lisboa & Açores, tendo-lhe sido atribuída a comenda da Ordem Militar de Cristo no dia 19 de abril de 1879.

Adolfo de Lima Mayer mandou construir na Avenida da Liberdade o Palácio Lima Mayer, que é atualmente o Consulado de Espanha.

palcio_lima_mayer

Este palácio, projetado pelo arquiteto italiano Nicola Bigaglia, ganhou em 1902 o 1.º Prémio Valmor. Refira-se que nos seus jardins foi criado em 1921 o Parque Mayer, local histórico para o teatro e para a revista portuguesa.

Adolfo de Lima Mayer morreu no dia 16 de março de 1918.

adolfo_lima_mayer