21 de janeiro de 1481

21 de janeiro de 1481

Neste dia foi assinado em Toledo um tratado entre D. Afonso V, rei de Portugal, e os reis católicos de Espanha sobre as ilhas Canárias.

Este tratado determinava que estas ilhas ficariam sob pertença castelhana e Portugal garantia a soberania da Guiné e de todas as ilhas achadas ou por achar a sul das Canárias.

Personalidade nascida neste dia

No dia 21 de janeiro de 1796 nasceu o historiógrafo, paleógrafo, músico, organeiro e político açoriano Francisco Ferreira de Drummond.

Nascido na Vila de São Sebastião na ilha Terceira, a sua obra ocupa um lugar de destaque na historiografia açoreana.

Uma das suas grandes obras é o manuscrito dos Anais da Ilha Terceira com 1420 páginas e 510 documentos, que cobre o período desde a descoberta e povoamento da ilha até 1832.

Morreu na Vila de São Sebastião no dia 11 de setembro de 1858.

Autograph_of_Francisco_Ferreira_Drummond

 

19 de janeiro de 1218

19 de janeiro de 1218

Nesta data o papa Honório III pôs termo à questão da primazia entre Braga e Toledo com as bulas Cum tu fraterCum veberabilis frater.

Refira-se que esta contenda arrastava-se desde os tempos do papa Inocêncio III, antecessor de Honório III.

É de salientar que ainda hoje o arcebispo de Braga utiliza o título de Primaz das Espanhas, título usado por Braga ser a diocese mais antiga da Península Ibérica, remontando a sua fundação a 45 d.C.

Personalidade nascida neste dia

O poeta português Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas, nasceu no dia 19 de janeiro de 1923.

Recebeu inúmeras distinções, entre as quais o Prémio da Associação Internacional de Críticos Literários (1986), Prémio D. Dinis da Fundação Casa de Mateus (1988), Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores (1989) e Prémio Camões (2001).

O seu enorme prestígio nacional e internacional não o impediu de viver afastado da vida social e mundana, sendo raras as suas aparições públicas.

A 8 de julho de 1982 foi feito Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada e a 4 de fevereiro de 1989 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito.

Morreu a 13 de junho de 2005, no Porto, após uma doença neurológica prolongada.

eugenio-andrade120615