4 de agosto de 1578

4 de agosto de 1578

Neste dia aconteceu uma das batalhas mais negras da história de Portugal, a batalha de Alcácer-Quibir, conhecida em Marrocos como a batalha dos Três Reis.

Esta batalha resultou numa derrota estrondosa das forças portuguesas comandadas pelo rei D. Sebastião, o país perdeu grande parte da sua nobreza e da sua capacidade económica com o dinheiro gasto nos resgates para reaver os prisioneiros de guerra.

Foi na sequência desta derrota que surgiu o mito do Sebastianismo com a alegada morte do rei português, mas acima de tudo contribuiu para o fim da Dinastia de Avis e o início da Dinastia Filipina em 1580 com a consequente perda da independência nacional até 1 de dezembro de 1640.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu na cidade flaviense no dia 4 de agosto de 1745 aquele que viria a ser o primeiro conde de Linhares, D. Rodrigo Domingos de Sousa Coutinho Teixeira de Andrade.

Foi um diplomata e político português com grande preponderância nas áreas de administração do reino relacionadas com as finanças e os negócios estrangeiros.

Teve um papel preponderante na corte, que acompanhou até ao Brasil. Foi neste país que promoveu com grande empenho a criação da siderurgia em grande escala.

Morreu na cidade maravilhosa no dia 26 de janeiro de 1812.

Rodrigo_de_Sousa_Coutinho

 

Anúncios

28 de abril de 1886

28 de abril de 1886

Neste dia foi inaugurado o monumento à libertação de Portugal do domínio espanhol em 1 de dezembro de 1640.

Este monumento, que consiste num obelisco com 30 metros de altura, foi custeado por subscrição pública aberta em Portugal e no Brasil.

A autoria do monumento é de António Tomás da Fonseca, de José Simões de Almeida (execução das estátuas do lado norte) e de Alberto Nunes (execução das estátuas do lado sul).

A sua construção foi da responsabilidade de Sérgio Augusto de Barros.

restauradores

Personalidade nascida neste dia

No dia 28 de abril de 1568 nasceu em Vila Viçosa o 7.º duque de Bragança, D. Teodósio II.

Foi feito pagem do rei D. sebastião que, estimando tanto a sua presença, levou-o para Alcácer-Quibir com apenas 10 anos.

Durante a batalha só abandonou a companhia do rei quando este, vendo a situação a ficar muito grave, determinou a sua retirada.

Contudo, D. Teodósio fugiu à primeira oportunidade para a frente de combate tendo acabado por ser ferido e capturado pelos marroquinos.

A sua bravura impressionou tanto o rei de Marrocos que o deixou regressar a casa, via Espanha, em agosto de 1579.

As suas aspirações ao trono de Portugal, depois da morte do Cardeal-Rei Henrique de Portugal em 1580, foram frustradas pelo início da dinastia filipina.

Morreu na localidade onde nasceu no dia 29 de novembro de 1630.

210px-Teodósio_II.png

20 de janeiro de 1790

20 de janeiro de 1790

Neste dia foi inaugurada solenemente a Academia Real de Fortificação, Artilharia e Desenho, instituição portuguesa de ensino superior militar, precursora da Academia Militar do Exército Português.

350px-Museu_Militar_Norte

Este academia, instítuida pela rainha D. Maria I por carta de lei de 2 de janeiro de 1790, tinha como principal objetivo formar oficiais engenheiros militares.

Personalidade nascida neste dia

No dia 20 de janeiro de 1554 nasceu O Desejado, 16.º rei de Portugal, D. Sebastião.

Sucedeu ao seu avô, rei D. João III, com apenas três anos de idade, tendo a regência do reino sido assumida até aos seus 14 anos pela sua avó, D. Catarina de Áustria e mais tarde pelo seu tio-avô Cardeal Henrique de Évora.

Ficou ligado à derrota portuguesa em Alcácer-Quibir no dia 4 de agosto de 1578 e que levou à perda de independência para a dinastia filipina entre 1580 e 1640.

Permanece até hoje a dúvida sobre se D. Sebastião terá mesmo morrido em Alcácer-Quibir ou se terá aparecido uns anos mais tarde em Itália.

Estas dúvidas deram a D. Sebastião outros dois cognomes, O Encoberto ou O Adormecido, devido à lenda que fala no seu regresso numa manhã de nevoeiro para salvar o país.

D_sebastiao_1562