14 de agosto de 1385

14 de agosto de 1385

Neste dia aconteceu uma das batalhas mais importantes da história de Portugal, a Batalha de Aljubarrota.

As forças portuguesas, comandadas por D. João I e Nuno Álvares Pereira e com cerca de 6500 homens, derrotaram as forças castelhanas com cerca de 31 000 homens e que eram comandadas por D. João I de Castela e pelo meio-irmão de Nuno Álvares Pereira, Pedro Álvares Pereira.

Esta vitória determinou o fim da crise de 1383-1385, o reforço da aliança Luso-Britânica e a confirmação do Mestre de Avis, D. João I, como rei de Portugal.

Deste modo, iniciou-se na história de Portugal a Dinastia de Avis.

Batalha_de_Aljubarrota_02.jpg

Personalidade nascida neste dia

No dia 14 de agosto de 1888 nasceu Rosa Ramalho, que se veio a tornar uma grande ceramista portuguesa.

Apesar de ter aprendido a trabalhar o barro muito jovem, durante 50 anos dedicou-se à família e só depois de ter enviuvado com 68 anos retomou o trabalho de ceramista que lhe deu a fama merecida.

Morreu no dia 24 de setembro de 1977, estando o seu trabalho a ser continuado pela neta Júlia Ramalho.

O reconhecimento das suas qualidades artísticas foi consumado com a atribuição póstuma pela presidência da república em 9 de abril de 1981 do grau de Dama da Ordem de Sant’Iago da Espada.

rosa_ramalho

 

27 de junho de 1980

27 de junho de 1980

Neste dia a Assembleia da República aprovou numa longa sessão legislativa de 24 horas  os Estatutos Autonómicos das Regiões dos Açores e Madeira.

Personalidade nascida neste dia 

No dia 27 de junho de 1885 nasceu a famosa violoncelista portuguesa Guilhermina Augusta Xavier de Medin Suggia.

Foi sem dúvida uma das maiores artistas da história da música portuguesa e internacional, tendo tido uma carreira que, além do território nacional, passou por Leipzig onde estudou, por Paris onde tocou para Pau Casals, seu futuro marido, e por Londres.

Na capital inglesa tocou com os melhores e nos melhores palcos, tendo recebido sempre as melhores críticas e obtidos êxitos estrondosos junto do público.

Daily Mail de 27 de outubro de 1922 dizia o seguinte:

Suggia é soberbamente temperamental, sendo sempre ela que dirige o seu temperamento, sem nunca ser dirigida por ele. No Concerto de Schumann anima com o fogo da sua personalidade o que de outro modo ficaria morto; com a esplêndida largueza de arco e a vivacidade do seu som, Suggia dá alento e brilho à peça.

Regressou ao Porto no final dos anos 20 do século XX e tocou pela última vez no dia 31 de maio de 1950 no Teatro Aveirense acompanhada ao piano por Maria Adelaide de Freitas Gonçalves.

Refiram-se ainda o reconhecimento de Portugal através das condecorações recebidas no dia 5 de outubro de 1937 (Comenda da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada) e no dia 2 de fevereiro de 1944 (Grande-Oficial da Ordem Militar de Cristo).

Morreu na cidade que a viu nascer, Porto, no dia 30 de julho de 1950.

200px-Guilhermina_Suggia

23 de junho de 1940

23 de junho de 1940

Neste dia foi inaugurada a maior exposição realizada em Portugal até à Expo 98.

Este evento designado por Exposição do Mundo Português pretendia celebrar a Fundação do Estado Português e a Restauração da Independência.

Bandeira_exposição_mundo_português.svg

Contudo, o seu maior objetivo foi celebrar o Estado Novo que se encontrava numa fase de consolidação.

A estrutura da exposição, localizada entre a margem direita do rio Tejo e o Mosteiro dos Jerónimos, foi assegurada por um grupo de arquitetos liderado por Cottinelli Telmo, autor de obras grandiosas, entre as quais o Padrão dos Descobrimentos.

Personalidade nascida neste dia

No dia 23 de junho de 1928 nasceu Armando Cortez e Almeida, mais conhecido por Armando Cortez, que foi um notável ator, encenador, argumentista e produtor português.

Além das suas qualidades artísticas, que expressou nas inúmeras obras em que participou, destaca-se como o seu grande legado a fundação da Casa do Artista em conjunto com Raúl Solnado.

Morreu aos 73 anos no dia 11 de abril de 2002.

Armando_Cortez_900

 

 

7 de abril de 1924

7 de abril de 1924

Neste dia os aviadores Brito Pais, Sarmento Beires e Manuel Gouveia iniciaram a primeira viagem aérea Portugal-Macau a bordo do avião Pátria.

Depois de um acidente na Índia, o percurso foi completado com o Pátria II, avião adquirido com as contribuições da população portuguesa numa ampla campanha popular.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu em São Tomé e Príncipe no dia 7 de abril de 1893 o artista português José Sobral de Almada Negreiros.

Foi um artista ligado às artes plásticas e à escrita, ocupando uma posição central na primeira geração de modernistas portugueses.

O legado que nos deixou este artista multidisciplinar e autodidata é demasiado vasto para se poder fazer um resumo adequado.

Recebeu os prémios Prémio Columbano, SPN, (1942), Prémio Domingos Sequeira (1946), Prémio Nacional das Artes, SNI (1959), Prémio extra concurso da I Exposição Gulbenkian (1957) e o
Prémio Diário de Notícias (1966).

Morreu em Lisboa no dia 15 de junho de 1970.

almadanegreiro_0.jpg

 

9 de fevereiro de 1808

9 de fevereiro de 1808

Neste dia foram fuzilados nove portugueses pelas tropas francesas alegadamente por terem causado desacatos (insultos e agressões a soldados franceses).

fuzilamento_caldas

Com efeito, durante as invasões napoleónicas Junot tinha advertido que reprimiria exemplarmente quaisquer atos de violência praticados contra os franceses.

Na sequência destes atos, quinze homens foram condenados à pena de morte, embora as tropas francesas só tenham conseguido prender dez. Contudo, um dos dez presos viu adiada a sua execução por ter uma perna fraturada, tendo acabado por conseguir fugir posteriormente.

Assim, Pedro José Pedrosa, escrivão da Câmara das Caldas da Rainha, e João de Proença, filho do Correio Mór (ambos jovens de vinte anos), Casimiro José Henriques, padeiro da vila Manuel Joaquim, Tenente do 2.º Regimento do Porto, bem como um Cadete, três Soldados e um Tambor perderam a vida na mão dos franceses.

Personalidade nascida neste dia

No dia 9 de fevereiro de 1909 nasceu em Marco de Canaveses a atriz e cantora Maria do Carmo Miranda da Cunha, mais conhecida por Carmen Miranda.

A sua família emigrou para o Brasil onde chegou com menos de um ano de idade.

A sua carreira artística na rádio, televisão, teatro de revista e cinema repartiu-se entre o Brasil e os Estados Unidos da América, tendo alcançado um sucesso assinalável. Chegou a ser a terceira personalidade mais popular nos Estados Unidos da América em 1940.

Além dos seus êxitos musicais como O que é que a baiana tem, participou em catorze filmes americanos, nove deles na 20th Century Fox.

É considerada pelo American Film Institute uma das 500 grandes lendas do cinema.

Morreu de ataque cardíaco fulminante em Los Angeles no dia 5 de agosto de 1955.

CarmemMiranda4