21 de julho de 1327

21 de julho de 1327

Neste dia travou-se a Batalha Naval do Cabo de São Vicente entre as armadas portuguesa e castelhana.

A armada portuguesa era comandada pelo almirante genovês ao serviço de Portugal, Manuel Passanha ou Pessanha, que tinha sido contrato pelo rei D. Dinis com o objetivo de reorganizar as muito incipiente forças navais portuguesas.

Esta batalha resultou numa derrota portuguesa e na prisão do almirante que só foi libertado em 1339, nunca tendo esquecido nem perdoado esta humilhação.

Personalidade nascida neste dia

No dia 21 de julho de 1941 nasceu Diogo Pinto de Freitas do Amaral na Póvoa de Varzim.

É um destacado professor universitário, jurisconsulto e político português.

Foi fundador do Centro Democrático Social (CDS), fez parte do governo de Francisco Sá Carneiro com a coligação da Aliança Democrática ocupando as funções de vice-primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros.

Assumiu a chefia do governo entre 4 de dezembro de 1980 e 9 de janeiro de 1981 depois da morte do primeiro-ministro em Camarate.

Em 1986 foi candidato à presidência da república, apoiado pelo PSD e CDS, tendo perdido para Mário Soares na segunda volta depois de ter ganho a primeira.

É importante destacar que nos anos de 1995 e 1996 foi Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, o cargo mais importante até então ocupado por um português naquela organização internacional.

Foi novamente ministro dos Negócios Estrangeiros entre 12 de março de 2005 e 1 de julho de 2006 no governo liderado por José Sócrates.

Tem algumas dezenas de obras publicadas desde 1965 até à atualidade.

diogo_freitas_amaral

Anúncios

4 de dezembro de 1980

4 de dezembro de 1980

Neste dia o avião em que viajava o primeiro-ministro de Portugal, Francisco Sá Carneiro, caiu em Camarate e todos os ocupantes perderam a vida.

aviao_sa_carneiro

Este desastre aconteceu a três dias das eleições presidenciais quando o avião iniciava a sua viagem para o Porto levando Francisco Sá Carneiro e a sua companheira Snu Abecassis, Adelino Amaro da Costa, ministro da Defesa, e o chefe de gabinete, António Patrício Gouveia, para um comício do general Soares Carneiro, candidato presidencial apoiado pelo PSD e pelo CDS.

Até hoje permanece a dúvida se foi um acidente ou um atentado, tendo sido criadas sucessivas comissões de inquérito parlamentares que têm tido sempre conclusões díspares.

Personalidade nascida neste dia

No dia 4 de dezembro de 1711 nasceu Maria Madalena Josefa Teresa Bárbara de Bragança, infanta de Portugal e futura rainha de Espanha.

Era a filha mais velha do rei D. João V de Portugal e da arquiduquesa de Áustria Maria Ana, filha de Leopoldo I, Sacro-Imperador Romano-Germânico.

A infanta de Portugal, D. Maria Bárbara de Bragança, foi uma das protagonistas de um dos episódios mais curiosos da história de Portugal, que ficou conhecido como a Troca das Princesas.

Com efeito, no dia 19 de janeiro de 1729 consumou-se no rio Caia, entre Elvas e Badajoz, a troca das princesas portuguesa e espanhola, Maria Ana Vitória de Bourbon, para cumprimentos dos acordos pré-nupciais de casamento com os príncipes português, D. José, e o príncipe espanhol, D. Filipe.

A infanta de Portugal, como rainha-consorte de Filipe VI de Espanha, teve um papel importante na corte espanhola como mediadora entre o rei de Portugal e o marido.

Promoveu também a construção do Convento das Salésias Reais de Madrid.

Morreu no dia 27 de agosto de 1758 em Aranjuez, o que provocou uma profunda tristeza e possível loucura de Fernando VI que acabaria por morrer no ano seguinte.

D._Maria_Barbara_de_Bragança,_c._1730