26 de julho de 1582

26 de julho de 1582

Neste dia travou-se a Batalha Naval de Vila Franca, também conhecida por Batalha de Ponta Delgada.

Desembarcoislasterceiras.jpg

As forças leais a Filipe II de Espanha, Filipe I de Portugal, comandadas por Álvaro de Bazán e com tropas portuguesas e espanholas, infligiram uma derrota às forças leais a D. António Prior do Crato constituídas por tropas francesas, inglesas, das províncias unidas e portuguesas.

A batalha foi muito violenta, com mais de 2500 mortos e seguida de um enorme massacre em Vila Franca do Campo.

Personalidade nascida neste dia

No dia 26 de julho de 1820 nasceu em Lisboa a cantora portuguesa de fado e considerada a sua mítica fundadora, Maria Severa Onofriana.

Era filha de Severo Manuel e de Ana Gertrudes e dona de uma beleza exótica atribuída à sua ascendência cigana do lado paterno.

Tal como a mãe, foi prostituta mas a sua beleza e maneira de cantar trouxeram-lhe alguma notoriedade nomeadamente com alguns amantes conhecidos. Destes destaca-se o conde de Vimioso, D. Francisco de Paula de Portugal e Castro.

Morreu muito jovem no dia 30 de novembro de 1846 e foi sepultada no cemitério do Alto de S. João numa vala comum sem caixão.

Reza a história que as suas últimas palavras foram Morro sem nunca ter vivido.

Maria_Severa_-_Fado-Sängerin

 

Anúncios

28 de abril de 1886

28 de abril de 1886

Neste dia foi inaugurado o monumento à libertação de Portugal do domínio espanhol em 1 de dezembro de 1640.

Este monumento, que consiste num obelisco com 30 metros de altura, foi custeado por subscrição pública aberta em Portugal e no Brasil.

A autoria do monumento é de António Tomás da Fonseca, de José Simões de Almeida (execução das estátuas do lado norte) e de Alberto Nunes (execução das estátuas do lado sul).

A sua construção foi da responsabilidade de Sérgio Augusto de Barros.

restauradores

Personalidade nascida neste dia

No dia 28 de abril de 1568 nasceu em Vila Viçosa o 7.º duque de Bragança, D. Teodósio II.

Foi feito pagem do rei D. sebastião que, estimando tanto a sua presença, levou-o para Alcácer-Quibir com apenas 10 anos.

Durante a batalha só abandonou a companhia do rei quando este, vendo a situação a ficar muito grave, determinou a sua retirada.

Contudo, D. Teodósio fugiu à primeira oportunidade para a frente de combate tendo acabado por ser ferido e capturado pelos marroquinos.

A sua bravura impressionou tanto o rei de Marrocos que o deixou regressar a casa, via Espanha, em agosto de 1579.

As suas aspirações ao trono de Portugal, depois da morte do Cardeal-Rei Henrique de Portugal em 1580, foram frustradas pelo início da dinastia filipina.

Morreu na localidade onde nasceu no dia 29 de novembro de 1630.

210px-Teodósio_II.png

31 de janeiro de 1891

31 de janeiro de 1891

Neste dia teve lugar o primeiro movimento revolucionário para a implantação do regime republicano em Portugal.

O que aconteceu foi um levantamento militar na cidade do Porto contra  as cedências do governo ao ultimato britânico de 1890 relacionado com o Mapa Cor-de-Rosa.

Contudo, a revolta foi debelada e teve como resultado a morte de 12 revoltosos, 40 feridos e a fuga para o estrangeiro de alguns dos implicados.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu no dia 31 de janeiro de 1512 D.Henrique, rei de Portugal. Era filho do rei D. Manuel I e da infanta de Espanha, D. Maria de Aragão e Castela.

Reinou no período de 4 de agosto de 1578 até ao dia da sua morte, 31 de janeiro de 1580. Ficou conhecido pelos cognomes de O Casto, por ser um membro do clero e não poder deixar descendência legítima, O Cardeal-Rei, por ser um membro do clero ou O Eborense, por ter sido arcebispo da cidade de Évora, onde fundou a primeira universidade desta cidade.

Sucedeu a D. Sebastião depois da sua morte na batalha de Alcácer-Quibir.

Por não ter conseguido do papa Gregório XIII autorização para renunciar à sua posição clerical e procurar uma noiva para gerar descendência e por não ter querido nomear como seu sucessor o seu sobrinho, Prior do Crato, após a sua morte foi uma junta de cinco governadores que assumiu a regência de Portugal.

O trono acabaria por ser ocupado por Filipe II de Espanha e I de Portugal, iniciando-se assim a dinastia filipina.

Henrique_o_Rei