28 de maio de 1891

28 de maio de 1891

Neste dia foi assinado um tratado Luso-Britânico pondo fim ao projeto de Portugal apresentado na Conferência de Berlim e que se denominava de Mapa Cor de Rosa.

Deste modo, caiu por terra a pretensão de Portugal administrar os territórios que ligavam Angola a Moçambique.

Com efeito, o ultimato britânico de 11 de janeiro de 1890 exigiu a Portugal a retirada dos territórios sob pena do corte das relações diplomáticas existentes.

O recuo de Portugal deixou marcas na sua história bem patentes na obra de Guerra Junqueiro, Finis Patriae.

Foi também na sequência deste ultimato que Alfredo Keil compôs A Portuguesa, que é hoje o hino nacional.

Personalidade nascida neste dia

No dia 28 de maio de 1851 nasceu Luis Maria Augusto Pinto de Soveral, mais tarde 1.º marquês de Soveral.

Foi um diplomata de excelência, tendo sido Embaixador de Portugal em Londres e Ministro dos Negócios Estrangeiros.

As suas qualidades granjearam-lhe a admiração do rei de Inglaterra, Eduardo VII, que o tratava com grande intimidade, hospedando-o no seu palácio e colocando ao seu serviço o iate real para viajar para Lisboa.

Recebeu do monarca inglês a grã-cruz da mais prestigiada ordem inglesa. Aliás, em Inglaterra era tido como um dos homens mais elegantes, bastante admirado pelas senhoras e considerado o melhor dançarino da Europa.

Fez parte do grupo denominado Os Vencidos da Vida, o grupo jantante que acreditava na possibilidade de Portugal se modernizar e do qual também faziam parte Eça de Queiroz, Oliveira Martins, Guerra Junqueiro e Ramalho Ortigão, entre outros. Este grupo influenciava o rei D. Carlos I, tendo inclusivamente Eça de Queiroz escrito que O Rei surge como a única força que no País ainda vive e opera.

Morreu em Paris no dia 5 de outubro de 1922, tendo sido acompanhado nos seus últimos momentos pela rainha D. Amélia que o admirava bastante.

Foi sepultado com honras de príncipe na cripta da igreja de Saint Piérre de Chaillot e mais tarde transladado para jazigo particular no cemitério Père Lachaise.

MarquêsDeSoveral.png

 

 

23 de janeiro de 1918

23 de janeiro de 1918

Neste dia o papa Bento XV beatificou D. Nuno Álvares Pereira e consagrou-lhe o dia 6 de novembro.

250px-Estátua_de_D._Nuno_Álvares_Pereira

Personalidade nascida neste dia

No dia 23 de janeiro de 1756 nasceu D. João Vicente de Almeida de Melo e Castro, 5.º conde das Galveias.

Foi um nobre e político português, que foi embaixador de Portugal nas cidades de Viena, Londres, Roma e Haia.

Foi ainda ministro da Guerra, ministro interino da Marinha e Ultramar, Conselheiro de Estado e Oficial-Mor da Casa Real.

Morreu no Rio de Janeiro no dia 18 de janeiro de 1814.

conde_das_galveias

 

17 de janeiro de 1462

17 de janeiro de 1462

Neste dia o navegador português Diogo Afonso descobriu uma ilha no arquipélago de Cabo Verde a que deu o nome de Santo Antão em homenagem ao santo do dia da descoberta.

300px-Canyon_Forminguinhas

A colonização desta ilha, que era desabitada quando foi descoberta, iniciou-se apenas em 1548 com pouco sucesso.

No século XVII, populações das ilhas de Santiago e do Fogo, conjuntamente com colonos oriundos do norte de Portugal, fundaram a Povoação, atual Ribeira Grande.

Personalidade nascida neste dia

No dia 17 de janeiro de 1626 nasceu Henrique de Sousa Tavares da Silva na cidade invicta.

Além de ser o 28.º senhor da Casa de Sousa e 3.º conde de Miranda, recebeu de D. AFonso VI o título nobiliárquico de marquês de Arronches em 27 de abril de 1674.

Além de embaixador de Portugal em Inglaterra e na Holanda, foi membro do Conselho de Estado do rei D. Pedro II.

Morreu em Lisboa no dia 10 de abril de 1706.

marques_arronches

 

17 de outubro de 1778

17 de outubro de 1778

Neste dia é nomeado o primeiro embaixador de Portugal na Rússia, Francisco José da Horta Osório Machado. Mais de um ano depois, no dia 20 de outubro de 1779 chega a S. Petersburgo e quatro dias depois apresenta as suas credenciais na corte russa.

Refira-se que Francisco José da Horta Osório Machado, além de embaixador na Rússia, foi Fidalgo Cavaleiro da Casa Real, pertenceu ao Conselho da Fazenda, foi Enviado Extraordinário e Ministro Plenipotenciário à Corte de Madrid, aos Estados Gerais das Provincias Unidas dos Países Baixos e à Corte de S.Petersburgo. Foi também Alcaide-Mór de Niza na Ordem de Cristo e Comendador desta mesma ordem.

Enquanto embaixador na Rússia, assumiu ao longo de mais de 20 anos a condução das relações entre Portugal e a Rússia, com destaque no apoio à penetração nos mercados do Báltico da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, criada pelo Marquês de Pombal em 1756.

Personalidade nascida neste dia

No dia 17 de outubro de 1977 nasceu no Porto D. Luís André de Pina Cabral e Villas-Boas, mais conhecido por André Villas-Boas. É bisneto do Visconde de Guilhomil e tem ascendência inglesa.

Desde muito cedo que se interessou por desporto, em particular pelo futebol, sendo atualmente o treinador principal do Zenit de S. Petersburgo. Já treinou as Ilhas Virgens Britânicas, a Académica, o Futebol Clube do Porto, o Chelsea e o Tottenham. Foi treinador-adjunto de José Mourinho no Futebol Clube do Porto, no Chelsea e no Inter de Milão.

Em Janeiro de 2011, num ranking anual publicado pela IFFHS, foi considerado o 4.º melhor treinador de futebol do mundo, ficando atrás de Pep Guardiola, José Mourinho e Alex Ferguson.

O seu palmarés tem vários títulos, destacando-se uma Primeira Liga, Taça de Portugal e Liga Europa da UEFA em 2010/2011 e uma Primeira Liga Russa em 2014/2015.

andre_villas_boas