12 de julho de 1824

12 de julho de 1824

Neste dia iniciaram-se as conversações entre Portugal e o Brasil que viriam a culminar com a independência deste último país.

Estas negociações tiveram a mediação britânica e um representante austríaco no processo.

Personalidade nascida neste dia

No dia 12 de julho de 1780 nasceu em Castelo de Vide o estadista, jurisconsulto e político português José Xavier Mouzinho da Silveira.

Foi uma das personagens centrais da revolução liberal, tendo inclusivamente que se exilar em 1828 em Paris pela defesa intransigente que sempre fez da Carta Constitucional.

Foi também o responsável por mudanças  institucionais muito significativas nas áreas da fiscalidade e da justiça.

Regressou do exílio em 1834 para defender as suas ideias no Parlamento, mas voltou a exilar-se em 1836 novamente em França.

Regressou a Portugal em 1839 e ainda desempenhou algumas funções públicas.

Morreu no dia 4 de abril de 1849 em Lisboa.

Mouzinho_Silveira1

Anúncios

12 de junho de 1875

12 de junho de 1875

Neste dia surgiu pela primeira vez na revista Lanterna Mágica a personagem Zé Povinho criada por Rafael Bordalo Pinheiro e que foi adotada como a personificação nacional portuguesa.

220px-Ze_povinho_lanterna_magica_1875.jpg

Personalidade nascida neste dia

Em Castelo de Vide nasceu no dia 12 de junho de 1780 José Xavier Mouzinho da Silveira.

Teve um papel muito relevante na revolução liberal. A sua formação nas ciências jurídicas permitiu-lhe concretizar algumas das mais profundas mudanças institucionais nas áreas da fiscalidade e da justiça.

As suas convicções políticas determinaram o seu exílio por duas vezes, tendo acabado por se retirar da vida política nos últimos dez anos de vida.

Morreu em Lisboa no dia 4 de abril de 1849.

240px-Mouzinho_Silveira1.JPG

15 de novembro de 1656

15 de novembro de 1656

Neste dia D. Afonso VI é jurado e aclamado como rei de Portugal com 13 anos de idade.

O infante Afonso não estava destinado a governar, uma vez que o herdeiro ao trono era o seu irmão mais velho, Teodósio de Bragança, que vem a morrer no dia 13 de maio de 1653.

Com a morte de D. João IV, o infante Afonso fica como sucessor do trono, embora sem idade para governar e com capacidade mental duvidosa para reinar.

Apesar disto, foi aclamado como rei e a sua mãe, D. Luisa de Gusmão, assume a regência do reino.

O rei D. Afonso VI fica conhecido como O Vitorioso pelas inúmeras vitórias contra Espanha em diversas batalhas da Guerra da Restauração.

200px-Afonso_VI_de_Portugal

Personalidade nascida neste dia

No dia 15 de novembro de 1889 nasceu em Lisboa Manuel Maria Filipe Carlos Amélio Luís Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis Eugénio de Bragança Orleães Sabóia e Saxe-Coburgo-Gotha, que veio a ser o último rei de Portugal, D. Manuel II.

D. Manuel II sucedeu ao seu pai, o rei D. Carlos I, depois do seu assassinato e do irmão mais velho, o príncipe D. Luís Filipe, no dia 1 de janeiro de 1908.

O seu reinado durou até ao dia 5 de outubro de 1910, ano de implantação da república, tendo vivido no exílio em Inglaterra.

Apesar de ter sido deposto e exilado, D. Manuel II, teve sempre um elevado sentido de patriotismo, evidenciado pelo seu testamento em 1915 legando todos os seus bens pessoais ao Estado Português para a fundação de um museu e dando nota da sua vontade de ser sepultado em Portugal.

Morreu tragicamente no dia 2 de julho de 1932 sufocado por um edema da glote, tendo um funeral com honras de Estado no dia 2 de agosto. Está sepultado no Panteão dos Braganças no Mosteiro de São Vicente de Fora em Lisboa.

ManuelIIPortugal

26 de outubro de 1823

26 de outubro de 1823

Neste dia, D. Miguel e D. Carlota Joaquina viram frustrado o seu projeto de conjuração para afastar D. João VI, prendê-lo em Vila Viçosa e substituí-lo no trono por D. Miguel.

Com efeito, D. Carlota Joaquina não aceitava muito bem o facto de ser descartada das decisões, tendo organizado um partido à sua volta com o objetivo de retirar as rédeas da governação ao príncipe regente. Contudo, esta conspiração foi descoberta e D. João VI, para evitar um escândalo público, resolve opor-se à prisão de D. Carlota Joaquina e prefere confinar-lhe os movimentos no Palácio de Queluz.

200px-DomJoao6_CarlotaJoaquina

Fica para a história o facto de D. Carlota Joaquina ser considerada por muitos a cabeça do partido absolutista que pretendia colocar no trono D. Miguel.

Personalidade nascida neste dia

No dia 26 de outubro 1802 nasceu no Palácio de Queluz Miguel Maria do Patrocínio João Carlos Francisco de Assis Xavier de Paula Pedro de Alcântara António Rafael Gabriel Joaquim José Gonzaga Evaristo de Bragança e Bourbon, que viria a ser o rei D. Miguel I.

Reinou no período de 1828 a 1834 e foi pretendente ao trono entre 1834 e 1866. D. Miguel I era o terceiro filho varão do rei D. João VI de Portugal e de D. Carlota Joaquina de Bourbon e irmão mais novo do rei D. Pedro IV de Portugal e I do Brasil.

A sua derrota nas guerras liberais tiveram como principal consequência ter sido despojado do seu estatuto de realeza e todos os seus descendentes ficaram para sempre excluídos da sucessão ao trono português e sob pena de morte se regressassem a Portugal. Esta lei de 19 de dezembro de 1834, conhecida como Lei do Banimento, foi revogada em 27 de maio de 1950 pela Assembleia Nacional, permitindo aos descendentes de D. Miguel I regressar a Portugal.

Após a sua derrota, D. Miguel I, exila-se primeiro em Itália, depois em Inglaterra e finalmente na Alemanha.

Morreu no dia 14 de novembro de 1866, depois de ter casado com a princesa Adelaide de Lowenstein-Wertheim-Rosenberg e ter tido seis filhas e um filho.

Desde 1967 está sepultado no Panteão dos Braganças juntamente com a sua mulher.

Retrato_de_D._Miguel_de_Bragança,_1848