19 de janeiro de 1218

19 de janeiro de 1218

Nesta data o papa Honório III pôs termo à questão da primazia entre Braga e Toledo com as bulas Cum tu fraterCum veberabilis frater.

Refira-se que esta contenda arrastava-se desde os tempos do papa Inocêncio III, antecessor de Honório III.

É de salientar que ainda hoje o arcebispo de Braga utiliza o título de Primaz das Espanhas, título usado por Braga ser a diocese mais antiga da Península Ibérica, remontando a sua fundação a 45 d.C.

Personalidade nascida neste dia

O poeta português Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas, nasceu no dia 19 de janeiro de 1923.

Recebeu inúmeras distinções, entre as quais o Prémio da Associação Internacional de Críticos Literários (1986), Prémio D. Dinis da Fundação Casa de Mateus (1988), Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores (1989) e Prémio Camões (2001).

O seu enorme prestígio nacional e internacional não o impediu de viver afastado da vida social e mundana, sendo raras as suas aparições públicas.

A 8 de julho de 1982 foi feito Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada e a 4 de fevereiro de 1989 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito.

Morreu a 13 de junho de 2005, no Porto, após uma doença neurológica prolongada.

eugenio-andrade120615

 

7 de janeiro de 1325

7 de janeiro de 1325

Neste dia D. Afonso IV, o Bravo, filho de D. Dinis e da rainha Santa Isabel iniciou o seu reinado que terminou no dia 28 de maio de 1357 com a sua morte.

D._Afonso_IV_de_Portugal_-_The_Portuguese_Genealogy_(Genealogia_dos_Reis_de_Portugal)

A cerimónia de coroação teve lugar em Santarém no mês de fevereiro de 1325.

O seu reinado ficou marcado pela importância que deu ao desenvolvimento da marinha mercante e pelo financiamento das primeiras viagens de exploração atlânticas, que resultaram, por exemplo, na descoberta das Ilhas Canárias.

Personalidade nascida neste dia

No dia 7 de janeiro de 1939 nasceu o poeta português António Barahona, de seu nome completo António Manuel Baptista Barahona da Fonseca.

É um poeta integrado no movimento surrealista e pertenceu ao designado Grupo do Café Gelo, do qual faziam parte, por exemplo, Mário Cesariny ou Herberto Helder.

Em 1975 converteu-se ao islamismo tendo adotado o nome de Muhammed Rashid.

antonio_barahona

19 de dezembro de 1999

19 de dezembro de 1999

Este dia foi o último da administração portuguesa em Macau encerrando um período de 422 anos.

Com efeito, precisamente às zero horas do dia 20 de dezembro nascia a Região Administrativa Especial de Macau, agora sob administração chinesa.

Esta transferência de soberania foi selada com um aperto de mão entre o presidente da república portuguesa, Jorge Sampaio, e o presidente da República Popular da Cina, Jiang Zemin.

Ficou para a história a imagem do 127.º e último governador português de Macau, Rocha Vieira, com a bandeira portuguesa sobre o coração.

rocha_vieira

Personalidade nascida neste dia

No dia 19 de dezembro de 1924 nasceu Alexandre Manuel Vahia de Castro O’Neill de Bulhões, que ficou conhecido apenas por Alexandre O’Neill.

Foi um dos maiores poetas portugueses e um dos fundadores do Movimento Surrealista de Lisboa, que teve as suas primeiras reuniões na Pastelaria Mexicana em Lisboa.

A sua atividade política valeu-lhe a perseguição pela PIDE e inclusivamente alguns períodos na prisão.

Nunca conseguiu viver profissionalmente da escrita e, entre outras atividades, dedicou-se à publicidade tendo ficado famoso o slogan “Há mar e mar, há ir e voltar”.

Depois de alguns problemas de saúde acabou por morrer em Lisboa no dia 21 de agosto de 1986.

Postumamente foi agraciado no dia 10 de junho de 1990 como Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada.

alex_o_neill.jpg

 

 

8 de dezembro de 1489

8 de dezembro de 1489

Neste dia o rei D. João II de Portugal e o rei Henrique VII de Inglaterra assinaram em Évora a confirmação e a renovação do Tratado Luso-Britânico de 9 de maio de 1386.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu em Vila Viçosa no dia 8 de dezembro de 1894 Flor Bela Lobo, que optou por se auto-nomear Florbela d’Alma da Conceição Espanca.

Apesar de ter vivido apenas 36 anos, teve uma existência plena, embora cheia de inquietudes e sofrimento. Estes sentimentos foram transformados numa poesia carregada de erotização, feminilidade e panteísmo.

Embora seja a poesia que escreveu que lhe trouxe a fama, geralmente em forma de soneto, também tem na sua obra contos, um diário, epístolas e a tradução de diversos romances, bem como diversas colaborações em jornais e revistas.

Morreu em Matosinhos em 1930 no mesmo dia em que nasceu.

240px-Espanca_Florbela

 

1 de dezembro de 1640

1 de dezembro de 1640

Neste dia Portugal reconquistou a sua independência perdida em 1580 para a Espanha, sendo conhecido como o Dia da Restauração.

180px-MonumentoRestauradoresLisboa

Nestes 60 anos Portugal foi como uma província espanhola, obrigada a custear as despesas do império espanhol que se encontrava em declínio.

Esta situação criou um sentimento crescente de revolta entre os portugueses e chegou um momento em que cerca de 40 nobres, designados de conjurados, começaram a reunir-se secretamente para organizar a melhor forma de derrotar o rei Filipe III de Portugal (IV de Espanha).

Havia também consenso face ao herdeiro legítimo do trono, que seria D. João, Duque de Bragança, neto de D. Catarina de Bragança, candidata ao trono em 1580.

Foi assim que no primeiro dia de dezembro de 1640 os nobres revoltosos convenceram D. João a aderir à conspiração e invadiram de surpresa o Palácio Real, prenderam a Duquesa de Mântua, vice-rei de Portugal desde 1634, e mataram Miguel de Vasconcelos, o seu Secretário de Estado.

O Duque de Bragança foi aclamado como rei de Portugal com o título de D. João IV e deu-se início à quarta dinastia, denominada de Bragança.

O tratado de paz definitivo entre Portugal e Espanha foi assinado em 1668 (Tratado de Lisboa).

Personalidade nascida neste dia

No dia 1 de dezembro de 1934 nasceu Pedro Mário Alles Tamen, poeta e tradutor literário português.

É licenciado em Direito e foi administrador da Fundação Calouste Gulbenkian entre 1975 e 2000.

O seu livro de estreia foi Poema para Todos os Dias de 1956. Traduziu diversas obras literárias de Gabriel Garcia Marquez, Marcel Proust e Gustave Flaubert.

Recebeu diversos prémios literários destacando-se Prémio de Poesia Luís Miguel Nava em 2006 e o Prémio Literário Casino da Póvoa em 2011.

pedro_tamen

 

 

2 de novembro de 1830

2 de novembro de 1830

Neste dia, o rei Guilherme IV de Inglaterra declara que se D. Miguel concedesse uma amnistia completa e a restituição dos bens dos liberais que tinham sido perseguidos, reataria as relações diplomáticas com Portugal.

Neste período, em Inglaterra governava o duque de Wellington, que considerava a causa de D. Maria legítima, mas revolucionária, enquanto a de D. Miguel rebelde, mas da realeza.

Neste sentido, e escudando-se na sua neutralidade, a Inglaterra recusou qualquer apoio moral ou material à causa de D. Maria.

Personalidade nascida neste dia

No dia 2 de novembro de 1877 nasceu em Amarante Joaquim Teixeira de Vasconcelos, mais conhecido pelo pseudónimo Teixeira de Pascoaes.

Foi um poeta e escritor português, principal representante do Saudosismo, doutrina que foi encarada como uma atitude perante a vida que definia a “alma nacional”. Esta corrente influenciaria muitos escritores portugueses do início do século XX, entre os quais Fernando Pessoa.

Contudo, por considerarem Teixeira de Pascoaes “utópico” e “passadista” esta corrente foi abandonada com o aparecimento do grupo “Seara Nova” e mesmo Fernando Pessoa já havia abandonado esta influência dando novos rumos à sua poesia.

Teixeira de Pascoaes morreu em Amarante no dia 14 de dezembro de 1952, deixando vasta obra de poesia e prosa

A enciclopédia Barsa define-o como “o principal inspirador do saudosismo sebastianista em Portugal início do século XX”.

Teixeira_de_Pascoais_por_António_Carneiro