26 de abril de 1500

26 de abril de 1500

Neste dia o Frei Henrique de Coimbra, pertencente à Ordem dos Frades Menores, celebrou a primeira missa no Brasil.

De facto, este missionário célebre na Índia e em África, viajou na frota de Pedro Álvares Cabral, dirigindo um grupo de religiosos destinados às missões no Oriente.

200px-Meirelles-primeiramissa2

Personalidade nascida neste dia

No dia 26 de abril de 1648 nasceu D. Pedro II, rei de Portugal desde 1683 até 9 de dezembro de 1706, data da sua morte.

No entanto, já exercia as funções de regente desde 1668 por força da instabilidade mental do seu irmão, D. Afonso VI.

O historiador Veríssimo Serrão refere na sua História de Portugal que “Um historiador coevo exaltou as suas qualidades físicas, tanto na destreza das armas como no toureio a cavalo, por ter uma agilidade e fortaleza que o predispunham para exercícios de violência.”

O seu reinado ficou marcado pela confirmação da aliança luso-inglesa, pela consolidação da independência de Portugal depois da Guerra da Restauração com a assinatura do Tratado de Lisboa em 1668 e pela assinatura do Tratado de Methuen em 1703, que levou à estagnação da indústria textil no reino lusitano.

Morreu com 58 anos de apoplexia e jaz sepultado no Panteão dos Braganças em São Vicente de Fora.

D._Pedro_II,_Rei_de_Portugal

 

25 de abril de 1974

25 de abril de 1974

Neste dia deu-se a revolução que ficou conhecida como a Revolução dos Cravos. Este movimento depôs a ditadura do Estado Novo, que governava Portugal desde 1933.

Iniciou-se assim a instauração de um regime democrático consolidado com a entrada em vigor da Constituição da República Portuguesa de 1976.

Esta revolução foi liderada pelo Movimento das Forças Armadas composto pelos chamados capitães de Abril, entre os quais o capitão Salgueiro Maia.

No seguimento desta revolução iniciou-se um período de grande agitação social, política e militar conhecido pelo Processo Revolucionário em Curso (PREC), que culminou com o 25 de novembro de 1975.

Personalidade nascida neste dia

No dia 25 de abril de 1960 nasceu o pianista de jazz e compositor Mário João Laginha dos Santos.

Tem mais de 20 discos publicados e em 2007 recebeu o Prémio Carlos Paredes.

São muito conhecidos os seus trabalhos com os artistas Maria João, Pedro Burmester e Bernardo Sassetti.

laginha

 

 

23 de abril de 1982

23 de abril de 1982

Este dia ficou marcado pela apresentação de exigências por parte de Portugal à NATO para aceitar a adesão de Espanha a esta organização internacional.

Entre as exigências portuguesas constava a recusa na existência de um comando unificado das Forças Armadas dos dois países ibéricos.

Personalidade nascida neste dia

No dia 23 de abril de 1185 nasceu em Coimbra o terceiro rei de Portugal, D. Afonso II.

Teve como cognomes o Gordo, o Crasso ou o Gafo, por força da doença que o terá afetado.

O seu reinado ficou caraterizado pela criação das primeiras leis escritas e pelas primeiras cortes com representantes do clero e da nobreza. O estilo de governação deste rei caraterizou-se também pela ausência de tendências belicistas, apesar do exército português ter desempenhado um papel significativo na batalha de Navas de Tolosa ao lado dos castelhanos, aragoneses e franceses contra os muçulmanos.

Outro aspeto relevante do seu reinado foi o conflito com o papa, que lhe valeu a excomunhão, retirada apenas quando D. Sancho II, o seu sucessor, conseguiu resolver o diferendo com a Igreja.

O rei D. Afonso II morreu em Santarém no dia 25 de março de 1223 e jaz sepultado no Mosteiro de Alcobaça.

Afonso_II_Portugal

22 de abril de 1500

22 de abril de 1500

Nesta data Pedro Álvares Cabral torna-se no primeiro europeu a chegar ao Brasil.

Desembarque_de_Pedro_Álvares_Cabral_em_Porto_Seguro_em_1500_by_Oscar_Pereira_da_Silva_(1865–1939).jpg

Este território era habitado pelos indígenas ameríndios, que estavam divididos entre milhares de grupos étnicos e linguísticos, mas com a chegada do navegador português passa a fazer parte do Império Português.

Personalidade nascida neste dia

No dia 22 de abril de 1640 nasceu a freira portuguesa, Mariana Mendes da Costa Alcoforado ou Mariana Vaz Alcoforado.

Era freira no convento de Nossa Senhora da Conceição em Beja, mas ficou famosa por ser considerada a autora das cinco Lettres Portugaises, que foram dirigidas ao Marquês Noel Bouton de Chamilly. Este marquês, oficial militar francês, lutou ao lado dos portugueses na Guerra da Restauração.

Esta obra literária tornou-se num clássico da literatura mundial e refletia o escandoloso amor desta freira pelo oficial francês.

Houve quem pusesse em causa a autenticidade destas cartas, incluindo Rousseau, por achá-las belas demais para serem escritas por uma mulher, e os escritores portugueses Alexandre Herculano e Camilo Castelo Branco. A freira Mariana Alcoforado reabilitou-se pelas boas obras e sacrifícios feitos, tendo chegado à posição de abadessa.

Morreu aos 83 anos no dia 28 de julho de 1723.

Sóror_Mariana_Alcoforado_-_Capa

21 de abril de 1500

21 de abril de 1500

Neste dia foi avistado pela primeira vez o Brasil por europeus, ou seja, foi o dia em que a armada de Pedro Álvares Cabral viu as terras de Vera Cruz.

Este evento está registado na Carta de Pêro Vaz de Caminha ao rei D. Manuel I.

Personalidade nascida neste dia

O engenheiro agrónomo e apresentador do TV Rural, José Carlos Souto de Sousa Veloso, nasceu em Lisboa no dia 21 de abril de 1926.

As emissões deste programa iniciaram-se no dia 6 de dezembro de 1960 e o entusiasmo e talento do Eng.º Sousa Veloso tornaram o TV Rural um sucesso.

Este sucesso durou 1500 horas de emissão até 15 de setembro de 1990.

O Eng.º Sousa Veloso, apesar das suas muitas qualidades e cultura acima da média, era um homem muito humilde e terminava os seus programas sempre com a mesma frase:

Despeço-me com amizade, até ao próximo programa

No dia 9 de maio de 1991 recebeu a comenda da Ordem Civil do Mérito Agrícola e Industrial Classe Agrícola.

Morreu com 88 anos no dia 27 de novembro de 2014.

sousa-veloso271411

20 de abril de 1263

20 de abril de 1263

Neste dia o rei de Castela, Afonso X, enviou uma delegação para celebrar um acordo entre Portugal e o reino castelhano sobre a posse definitiva do Algarve.

Este acordo só seria formalmente consumado em 1267 com a assinatura do Tratado de Badajoz.

Personalidade nascida neste dia

No dia 20 de abril de 1846 nasceu em Cinfães o militar, explorador e administrador colonial português, de seu nome Alexandre Alberto da Rocha de Serpa Pinto, 1.º Visconde de Serpa Pinto.

Ficou para a história como um dos exploradores, designados por decreto de 11 de maio de 1877, encarregues de participar numa expedição científica à África Central. O seu principal objetivo era explorar os territórios entre Angola e Moçambique e reclamá-los.

Esta intenção, que foi tentada na Conferência de Berlim e que ficou conhecida pelo mapa cor-de-rosa, falhou por força do ultimato britânico.

A atual vila de Menongue em Angola foi chamada de Serpa Pinto em sua homenagem até 1975.

Morreu em Lisboa com 54 anos no dia 28 de dezembro de 1900.

200px-AlexandreSerpaPinto.jpg

19 de abril de 1648

19 de abril de 1648

Neste dia terminou o primeiro confronto da Batalha dos Guararapes, travado entre o exército português, comandado por João Fernandes Vieira, André Vidal de Negreiros, Francisco B. de Meneses, Filipe Camarão, Henrique Dias e Antônio Dias Cardoso, e o exército holandês, comandado por Sigismund von Schkoppe e Johan van den Brinken.

Esta batalha terminou com a vitória do reino de Portugal, pese embora o exército holandês ter mais de 3 vezes o número de soldados do exército português (2200 contra 7400).

Este episódio é marcante na Insurreição Pernambucana, que culminou com o fim das invasões holandesas do Brasil no século XVII.

324px-Victor_Meirelles_-_'Battle_of_Guararapes',_1879,_oil_on_canvas,_Museu_Nacional_de_Belas_Artes,_Rio_de_Janeiro_2

Personalidade nascida neste dia

No dia 19 de abril de 1900 nasceu Duarte José Pacheco, engenheiro e estadista português.

As suas qualidades começaram a ser reveladas muito cedo considerando que aos 27 anos já era diretor do Instituto Superior Técnico onde se tinha formado em Engenharia Eletrotécnica e aos 29 era nomeado para Ministro da Instrução Pública.

Foi Duarte Pacheco quem se deslocou a Coimbra para convencer António de Oliveira Salazar a regressar à pasta das Finanças.

É da sua autoria a construção do primeiro campus universitário português quando deu início à construção dos edifícios do Instituto Superior Técnico em Lisboa.

Assumiu a pasta das Obras Públicas e Comunicações com 33 anos e terminou as suas funções no dia 18 de julho de 1936.

Regressou ao Instituto Superior Técnico, mas no dia 1 de janeiro de 1938 assumiu a presidência da Câmara Municipal de Lisboa e meses mais tarde acumulou com a pasta ministerial que já havia ocupado.

Morreu no dia 15 de novembro de 1943 num acidente de viação quando a sua viatura oficial se despistou por se deslocar a alta velocidade para chegar a tempo de um Conselho de Ministros ao regressar de Vila Viçosa para se inteirar dos trabalhos de construção da estátua de D. João IV.

Deixou para a posteridade muitas obras, entre as quais a atual Avenida de Roma e a criação do Parque de Monsanto.

Foi ainda o grande responsável pela organização da Exposição do Mundo Português realizada em Lisboa em 1940.

No dia 1 de julho de 1933 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo e a 18 de dezembro de 1940 com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada.

Duarte_Pacheco

18 de abril de 1120

18 de abril de 1120

Neste dia o bispo do Porto, D. Hugo, recebeu de D. Teresa de Leão, mãe do futuro primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, um vasto território denominado de Couto de Portucale (atual Porto).

couto_portucale

Passados três anos, D. Hugo concedeu carta de foral desta cidade aos seus moradores.

Personalidade nascida neste dia

No dia 18 de abril de 1943 nasceu Adelino Manuel Lopes Amaro da Costa, engenheiro civil e político português.

Foi um dos fundadores do Centro Democrático Social (CDS), deputado à Assembleia Constituinte em 1975 e deputado à Assembleia da República nas legislativas de 1976, 1979 e 1980.

Ocupou o cargo de Ministro da Defesa Nacional no VI Governo Constitucional depois da vitória da Aliança Democrática (AD) nas eleições legislativas de 1980.

Morreu no dia 4 de dezembro de 1980 num acidente de aviação juntamente com Francisco Sá Carneiro, Snu Abecassis e António Patrício Gouveia, quando se deslocavam para um comício no Porto do candidato presidencial General Soares Carneiro.

No dia 13 de julho de 1981 recebeu, a título póstumo, a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

adelino_amaro_costa.JPG

 

17 de abril de 1922

17 de abril de 1922

Neste dia foi celebrado um acordo denominado de Pacto de Paris entre o rei D. Manuel II e a tia de D. Duarte Nuno de Bragança, D. Aldegundes de Bragança, condessa de Bardi.

Este acordo é um desenvolvimento dos princípios do Pacto de Dover que estabelecia como princípio fundamental a restauração da monarquia em Portugal, com o reconhecimento da titularidade do trono a D. Manuel que, por seu lado, reconhecia que na ausência de herdeiro direto lhe sucederia um príncipe descendente do ramo de D. Miguel I.

O Pacto de Paris é menos preciso que o Pacto de Dover, limitando-se a referir que D. Manuel II aceitava o sucessor indicado pelas Cortes Gerais de Portugal.

Personalidade nascida neste dia

No dia 17 de abril de 1945 nasceu D. Fernando José Fernandes Costa Mascarenhas, 12.º Marquês de Fronteira, 9.º Marquês de Alorna, 12.º Conde de Torre, 13.º Conde de Assumar e 12.º Conde de Coculim.

Foi um aristocrata e livre pensador português. Era formado em Filosofia e deu aulas na Universidade de Évora entre 1979 e 1988.

Em 1989 fundou a Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, que promove estudos, encontros culturais, científicos e educacionais.

Fica para a história o seu livro Sermão ao meu Sucessor – Notas para uma Ética da Sobrevivência, dirigido ao seu sobrinho e herdeiro.

Morreu no dia 12 de novembro de 2014.

fernando_mascarenhas