19 de abril de 1648

19 de abril de 1648

Neste dia terminou o primeiro confronto da Batalha dos Guararapes, travado entre o exército português, comandado por João Fernandes Vieira, André Vidal de Negreiros, Francisco B. de Meneses, Filipe Camarão, Henrique Dias e Antônio Dias Cardoso, e o exército holandês, comandado por Sigismund von Schkoppe e Johan van den Brinken.

Esta batalha terminou com a vitória do reino de Portugal, pese embora o exército holandês ter mais de 3 vezes o número de soldados do exército português (2200 contra 7400).

Este episódio é marcante na Insurreição Pernambucana, que culminou com o fim das invasões holandesas do Brasil no século XVII.

324px-Victor_Meirelles_-_'Battle_of_Guararapes',_1879,_oil_on_canvas,_Museu_Nacional_de_Belas_Artes,_Rio_de_Janeiro_2

Personalidade nascida neste dia

No dia 19 de abril de 1900 nasceu Duarte José Pacheco, engenheiro e estadista português.

As suas qualidades começaram a ser reveladas muito cedo considerando que aos 27 anos já era diretor do Instituto Superior Técnico onde se tinha formado em Engenharia Eletrotécnica e aos 29 era nomeado para Ministro da Instrução Pública.

Foi Duarte Pacheco quem se deslocou a Coimbra para convencer António de Oliveira Salazar a regressar à pasta das Finanças.

É da sua autoria a construção do primeiro campus universitário português quando deu início à construção dos edifícios do Instituto Superior Técnico em Lisboa.

Assumiu a pasta das Obras Públicas e Comunicações com 33 anos e terminou as suas funções no dia 18 de julho de 1936.

Regressou ao Instituto Superior Técnico, mas no dia 1 de janeiro de 1938 assumiu a presidência da Câmara Municipal de Lisboa e meses mais tarde acumulou com a pasta ministerial que já havia ocupado.

Morreu no dia 15 de novembro de 1943 num acidente de viação quando a sua viatura oficial se despistou por se deslocar a alta velocidade para chegar a tempo de um Conselho de Ministros ao regressar de Vila Viçosa para se inteirar dos trabalhos de construção da estátua de D. João IV.

Deixou para a posteridade muitas obras, entre as quais a atual Avenida de Roma e a criação do Parque de Monsanto.

Foi ainda o grande responsável pela organização da Exposição do Mundo Português realizada em Lisboa em 1940.

No dia 1 de julho de 1933 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo e a 18 de dezembro de 1940 com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada.

Duarte_Pacheco

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s