17 de agosto de 1808

17 de agosto de 1808

Neste dia travou-se o combate da Roliça entre as forças anglo-lusas e as forças francesas.

Batalha_da_Roliça

Este combate deu-se durante a primeira invasão francesa de Portugal e foi acima de tudo uma confirmação para os britânicos que era possível vencer os franceses apesar da hegemonia que Napoleão e as suas forças espalhava pela Europa.

Personalidade nascida neste dia

No dia 17 de agosto de 1906 nasceu em Lisboa o último presidente do Conselho do Estado Novo, Marcello José das Neves Alves Caetano.

Além de político foi um ilustre jurisconsulto e professor de direito, tendo conseguido a cátedra de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 1939.

Academicamente é considerado o fundador em Portugal do Direito Administrativo moderno.

Foi um apoiante dos ideais monárquicos católicos ligados ao Integralismo Lusitano, tendo rompido com esta via em 1929 e deu o seu apoio à ditadura militar e por conseguinte ao regime totalitário de António de Oliveira Salazar.

A impossibilidade de Salazar manter a condução do país determinou que o presidente da república Américo Thomaz o tenha designado em 27 de setembro de 1968 como presidente do Conselho de Ministros de Portugal, função que exerceu até 25 de abril de 1974.

A revolução dos cravos determinou o seu exílio no Brasil, tendo morrido na cidade maravilhosa no dia 26 de outubro de 1980.

A sua previsão para o futuro de Portugal ficou registada nestas palavras proferidas depois da revolução de abril:

Sem o Ultramar estamos reduzidos à indigência, ou seja, à caridade das nações ricas, pelo que é ridículo continuar a falar de independência nacional. Para uma nação que estava em vésperas de se transformar numa pequena Suíça, a revolução foi o princípio do fim. Restam-nos o Sol, o Turismo, a pobreza crónica, a emigração em massa e as divisas da emigração, mas só enquanto durarem.

As matérias-primas vamos agora adquiri-las às potências que delas se apossaram, ao preço que os lautos vendedores houverem por bem fixar. Tal é o preço por que os Portugueses terão de pagar as suas ilusões de liberdade.

imagem_marcelo_caetano_ok_0.png

14 de agosto de 1385

14 de agosto de 1385

Neste dia aconteceu uma das batalhas mais importantes da história de Portugal, a Batalha de Aljubarrota.

As forças portuguesas, comandadas por D. João I e Nuno Álvares Pereira e com cerca de 6500 homens, derrotaram as forças castelhanas com cerca de 31 000 homens e que eram comandadas por D. João I de Castela e pelo meio-irmão de Nuno Álvares Pereira, Pedro Álvares Pereira.

Esta vitória determinou o fim da crise de 1383-1385, o reforço da aliança Luso-Britânica e a confirmação do Mestre de Avis, D. João I, como rei de Portugal.

Deste modo, iniciou-se na história de Portugal a Dinastia de Avis.

Batalha_de_Aljubarrota_02.jpg

Personalidade nascida neste dia

No dia 14 de agosto de 1888 nasceu Rosa Ramalho, que se veio a tornar uma grande ceramista portuguesa.

Apesar de ter aprendido a trabalhar o barro muito jovem, durante 50 anos dedicou-se à família e só depois de ter enviuvado com 68 anos retomou o trabalho de ceramista que lhe deu a fama merecida.

Morreu no dia 24 de setembro de 1977, estando o seu trabalho a ser continuado pela neta Júlia Ramalho.

O reconhecimento das suas qualidades artísticas foi consumado com a atribuição póstuma pela presidência da república em 9 de abril de 1981 do grau de Dama da Ordem de Sant’Iago da Espada.

rosa_ramalho

 

4 de agosto de 1578

4 de agosto de 1578

Neste dia aconteceu uma das batalhas mais negras da história de Portugal, a batalha de Alcácer-Quibir, conhecida em Marrocos como a batalha dos Três Reis.

Esta batalha resultou numa derrota estrondosa das forças portuguesas comandadas pelo rei D. Sebastião, o país perdeu grande parte da sua nobreza e da sua capacidade económica com o dinheiro gasto nos resgates para reaver os prisioneiros de guerra.

Foi na sequência desta derrota que surgiu o mito do Sebastianismo com a alegada morte do rei português, mas acima de tudo contribuiu para o fim da Dinastia de Avis e o início da Dinastia Filipina em 1580 com a consequente perda da independência nacional até 1 de dezembro de 1640.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu na cidade flaviense no dia 4 de agosto de 1745 aquele que viria a ser o primeiro conde de Linhares, D. Rodrigo Domingos de Sousa Coutinho Teixeira de Andrade.

Foi um diplomata e político português com grande preponderância nas áreas de administração do reino relacionadas com as finanças e os negócios estrangeiros.

Teve um papel preponderante na corte, que acompanhou até ao Brasil. Foi neste país que promoveu com grande empenho a criação da siderurgia em grande escala.

Morreu na cidade maravilhosa no dia 26 de janeiro de 1812.

Rodrigo_de_Sousa_Coutinho

 

29 de julho de 1180

29 de julho de 1180

Neste dia deu-se a primeira batalha naval da história de Portugal entre a armada portuguesa comandada pelo primeiro Comandante Naval Português, D. Fuas Roupinho, e uma armada sarracena liderada por Ben Jami.

A batalha decorreu junto ao Cabo Espichel e teve como desfecho a vitória portuguesa, que compensou a sua inexperiência neste tipo de batalhas com uma grande valentia e heroísmo.

Personalidade nascida neste dia

No dia 29 de julho de 1859 nasceu Francisco Rodrigues da Cruz, mais conhecido por Padre Cruz.

Exerceu a sua atividade de sacerdote sempre em benefício dos mais pobres e dos mais infelizes e granjeou o respeito de todos, mesmo daqueles que eram radicalmente contra o clero.

Deu a primeira comunhão a Lúcia, vidente de Fátima,  e visitou o local das aparições com os três pastorinhos, tendo rezado o terço com eles.

Morreu no dia 1 de outubro de 1948, oito anos depois de ter entrado para a Companhia de Jesus como era seu desejo, através de um privilégio concedido pelo papa Pio XII.

A cerimónia fúnebre foi realizada na Sé Patriarcal “excepcionalmente, como excepcional fora o querido morto”  nas palavras do Cardeal Patriarca D. Manuel Gonçalves Cerejeira.

PC-Ainda_novo-a

 

 

 

 

28 de julho de 1131

28 de julho de 1131

Neste dia foi fundado o Mosteiro de Santa Cruz na cidade de Coimbra, onde se encontram sepultados os dois primeiros reis de Portugal, D. Afonso Henriques e D. Sancho I.

A sua fundação foi concretizada pelo Arcediago D. Telo, D. João Peculiar e o primeiro santo português, S. Teotónio, que foi o primeiro Prior deste mosteiro.

Foi a mais importante casa monástica do reino, recebendo grandes privilégios e doações dos monarcas, e uma escola de grande qualidade, tendo ainda na Idade Média um estudante muito famoso, Fernando Martins de Bulhões, mais tarde Santo António de Lisboa.

Em agosto de 2003 foi-lhe reconhecido o estatuto de Panteão Nacional, partilhado com o Mosteiro dos Jerónimos, o Mosteiro da Batalha e a Igreja de Santa Engrácia em Lisboa.

Personalidade nascida neste dia

No dia 28 de julho de 1853 nasceu em Cucujães aquele que é considerado o pai da química portuguesa, António Joaquim Ferreira da Silva.

Foi Conselheiro do rei, par do reino e o primeiro presidente da Sociedade Portuguesa de Química.

As suas qualidades foram reconhecidas com a atribuição da comenda da Ordem de S. Tiago e quando foi feito cavaleiro da Legião de Honra.

Hoje dá nome ao mais importante prémio da química em Portugal.

Morreu no dia 23 de agosto de 1923.

Dr._Ferreira_da_Silva

 

26 de julho de 1582

26 de julho de 1582

Neste dia travou-se a Batalha Naval de Vila Franca, também conhecida por Batalha de Ponta Delgada.

Desembarcoislasterceiras.jpg

As forças leais a Filipe II de Espanha, Filipe I de Portugal, comandadas por Álvaro de Bazán e com tropas portuguesas e espanholas, infligiram uma derrota às forças leais a D. António Prior do Crato constituídas por tropas francesas, inglesas, das províncias unidas e portuguesas.

A batalha foi muito violenta, com mais de 2500 mortos e seguida de um enorme massacre em Vila Franca do Campo.

Personalidade nascida neste dia

No dia 26 de julho de 1820 nasceu em Lisboa a cantora portuguesa de fado e considerada a sua mítica fundadora, Maria Severa Onofriana.

Era filha de Severo Manuel e de Ana Gertrudes e dona de uma beleza exótica atribuída à sua ascendência cigana do lado paterno.

Tal como a mãe, foi prostituta mas a sua beleza e maneira de cantar trouxeram-lhe alguma notoriedade nomeadamente com alguns amantes conhecidos. Destes destaca-se o conde de Vimioso, D. Francisco de Paula de Portugal e Castro.

Morreu muito jovem no dia 30 de novembro de 1846 e foi sepultada no cemitério do Alto de S. João numa vala comum sem caixão.

Reza a história que as suas últimas palavras foram Morro sem nunca ter vivido.

Maria_Severa_-_Fado-Sängerin

 

25 de julho de 1139

25 de julho de 1139

Neste dia travou-se a Batalha de Ourique no atual Baixo Alentejo entre as forças portuguesas comandadas por D. Afonso Henriques e as forças muçulmanas em muito maior número e lideradas por Ali ibn Yusuf.

BatalhaOurique

Apesar de estarem em desvantagem numérica, as tropas de D. Afonso Henriques derrotaram o exército de almorávidas.

Esta vitória é o primeiro momento em que D. Afonso Henriques é aclamado como rei de Portugal, reconhecimento que lhe foi oficialmente feito no Tratado de Zamora a 5 de outubro de 1143.

Personalidade nascida neste dia

A data, bem como o local de nascimento, do nosso rei fundador, D. Afonso Henriques, permanece sem certezas.

Contudo, alguns autores defendem que o primeiro rei de Portugal terá nascido no dia 25 de julho de 1109, filho do Conde D. Henrique e de D. Teresa de Leão.

Após a morte do seu pai, D. Afonso Henriques encetou uma luta contra a sua mãe que se tinha aliado a nobres galegos, designadamente Fernão Peres de Trava.

O reconhecimento como rei de Portugal por parte do reino de Leão foi efetivado a 5 de outubro de 1143 no Tratado de Zamora e em 1179 pelo papa Alexandre III através da bula Manifestis Probatum.

Ficou conhecido pelo cognome de o Conquistador, tendo duplicado o território que herdara.

Morreu com 76 anos no dia 6 de dezembro de 1185 e jaz sepultado no Mosteiro de Santa Cruz em Coimbra.

alfonsoi

22 de julho de 1916

22 de julho de 1916

Neste dia foi constituído o Corpo Expedicionário Português em Tancos com cerca de 30000 homens.

Foi o General Norton de Matos, ministro da Guerra entre 1915 e 1917, o responsável por este processo em colaboração com o General Tamagnini.

A instrução destes homens foi feita em Tancos.

Apesar de terem iniciado a sua participação na I Grande Guerra com elevados níveis de desempenho, acabaram por sofrer uma derrota contra os alemães na tragicamente famosa Batalha de La Lys.

Personalidade nascida neste dia

No dia 22 de julho de 1632 nasceu Luís de Meneses, 3.º conde da Ericeira.

Foi um militar, político, vedor da Fazenda e historiador.

Era um dos homens mais cultos da sua época e possuía uma biblioteca excelente no seu palácio. Falava francês, espanhol e italiano e foi o autor da obra História de Portugal Restaurado.

Suicidou-se no dia 26 de maio de 1690 atirando-se de uma janela do seu palácio, atitude causada por uma depressão.

D._Luís_de_Meneses,_3.º_Conde_da_Ericeira_(1632-1690),_1673-1675_-_Feliciano_de_Almeida_(Galleria_degli_Uffizi,_Florence).png

21 de julho de 1327

21 de julho de 1327

Neste dia travou-se a Batalha Naval do Cabo de São Vicente entre as armadas portuguesa e castelhana.

A armada portuguesa era comandada pelo almirante genovês ao serviço de Portugal, Manuel Passanha ou Pessanha, que tinha sido contrato pelo rei D. Dinis com o objetivo de reorganizar as muito incipiente forças navais portuguesas.

Esta batalha resultou numa derrota portuguesa e na prisão do almirante que só foi libertado em 1339, nunca tendo esquecido nem perdoado esta humilhação.

Personalidade nascida neste dia

No dia 21 de julho de 1941 nasceu Diogo Pinto de Freitas do Amaral na Póvoa de Varzim.

É um destacado professor universitário, jurisconsulto e político português.

Foi fundador do Centro Democrático Social (CDS), fez parte do governo de Francisco Sá Carneiro com a coligação da Aliança Democrática ocupando as funções de vice-primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros.

Assumiu a chefia do governo entre 4 de dezembro de 1980 e 9 de janeiro de 1981 depois da morte do primeiro-ministro em Camarate.

Em 1986 foi candidato à presidência da república, apoiado pelo PSD e CDS, tendo perdido para Mário Soares na segunda volta depois de ter ganho a primeira.

É importante destacar que nos anos de 1995 e 1996 foi Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, o cargo mais importante até então ocupado por um português naquela organização internacional.

Foi novamente ministro dos Negócios Estrangeiros entre 12 de março de 2005 e 1 de julho de 2006 no governo liderado por José Sócrates.

Tem algumas dezenas de obras publicadas desde 1965 até à atualidade.

diogo_freitas_amaral

19 de julho de 1717

19 de julho de 1717

Neste dia travou-se no mar Mediterrâneo no extremo sul da Grécia uma batalha naval entre uma armada de aliados cristãos e a armada do Império Otomano, que ficou conhecida como a Batalha de Matapão.

A armada cristã era constituída por forças de Portugal, da república de Veneza, da Ordem de Malta e dos Estados Pontifícios com 22 naus, 21 fragatas e 9 galés em contraponto com a armada otomana de 34 naus, 1 fragata e 24 galés.

A componente portuguesa dos aliados cristãos era comandada pelo almirante Lopo Furtado de Mendonça, o conde de Rio Grande. Tinha sete naus de guerra e quatro naves auxiliares, 526 canhões e 3480 homens.

O papel das forças portuguesas nesta batalha foi considerado um grande êxito diplomático para o rei D. João V projetando o reino português na Europa.

Refira-se que não terá sido alheia à participação portuguesa nesta batalha a eleição de D. António Manuel de Vilhena para grão-mestre da Ordem de Malta, papel que exerceu com grande distinção para ainda hoje ser considerado um dos mais importantes mestres desta ordem.

Personalidade nascida neste dia

No dia 19 de julho de 1885 nasceu Aristides de Sousa Mendes do Amaral e Abranches em Cabanas de Viriato.

Ficou conhecido por ter desafiado as ordens de António de Oliveira Salazar e, enquanto cônsul de Portugal em Bordéus, concedeu milhares de vistos de entrada em Portugal durante três dias e três noites a refugiados que queriam fugir de França em 1940 durante a ocupação Nazi.

A sua carreira diplomática é caraterizada por diversas situações que sempre o colocaram em posições menos ortodoxas e merecedoras de repreensão, além das constantes dificuldades financeiras em que vivia.

A sua desobediência às ordens de Salazar valeram-lhe um processo disciplinar que culminou com um ano de inatividade e direito a metade do seu salário habitual, seguido de aposentação.

Teve um final de vida muito atribulado, com muitas dificuldades financeiras, querelas familiares e acaba por morrer praticamente só no Hospital da Ordem Terceira na companhia de uam sobrinha.

O reconhecimento do seu valor aconteceu muito tarde, apesar de ter concedido vistos a pessoas como Otto de Habsburgo, filho de Carlos I, o último imperador austro-húngaro ou a Salvador Dali e sua mulher.

ariatides-principal