20 de agosto de 1890

20 de agosto de 1890

Neste dia foi assinado em Londres mais um Tratado Luso-Britânico em consequência do ultimato feito por Inglaterra.

Foram assim delimitados os limites territoriais portugueses de Angola e Moçambique e, de acordo com muitos autores, infligida mais uma humilhação a Portugal por Inglaterra.

Personalidade nascida neste dia

No dia 20 de agosto de 1858 nasceu em Montemor-o-Velho a atriz Esther Amélia da Costa Coutinho da Silva Carvalho.

Notabilizou-se na arte cénica em Portugal e no Brasil, tendo-se radicado neste último país onde morreu no dia 15 de janeiro de 1884.

A sua terra natal homenageou-a com a atribuição do nome Teatro Esther Carvalho ao teatro desta sede de concelho.

esther_carvalho

Anúncios

5 de agosto de 1954

5 de agosto de 1954

Neste dia o embaixador português em Londres, Pedro Teotónio Pereira, comunicou ao governo português que a Grã-Bretanha não pretendia intervir militarmente no conflito entre Portugal e a União Indiana, que grassava desde 1949 e viria a culminar com a independência de Goa, Damão e Diu na década de 60 do século XX.

Personalidade nascida neste dia

No dia 5 de agosto de 1824 nasceu em Massarelos o futuro militar e administrador colonial português, Vasco Guedes de Carvalho e Meneses.

Era fidalgo da Casa Real e foi Governador de Moçambique entre 1854 e 1857, Governador de Cabo Verde em 1878, Governador de Angola entre 1878 e 1880 e Governador da Índia entre 1889 e 1891.

Foi agraciado com as comendas da Ordem de Cristo e da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.

Morreu em Amarante no primeiro dia do ano de 1905.

Vasco_Guedes_de_Carvalho_e_Meneses

7 de julho de 1877

7 de julho de 1877

Neste dia partiu de Lisboa a expedição chefiada por Serpa Pinto e Hermenegildo Capelo no paquete Zaire com o intuito de efetuar a travessia do continente africano, ligando os territórios de Angola e Moçambique.

Personalidade nascida neste dia

No dia 7 de julho de 1736 nasceu na cidade invicta Pedro van Zeller.

Foi cavaleiro da Ordem de Cristo, cônsul da Rússia no Porto e fidalgo de Cota d’ Armas.

Morreu no dia 9 de outubro de 1802.

pes_21331

30 de maio de 1879

30 de maio de 1879

Neste dia o 36.º governo da Monarquia Constitucional assinou o chamado Tratado de Lourenço Marques através do qual se permitia a presença da marinha britânica em águas territoriais moçambicanas.

Este acordo foi fortemente contestado e ajudou à queda deste governo.

Refira-se ainda que a razão desta cedência portuguesa estava relacionada com a construção da linha férrea entre Lourenço Marques, hoje Maputo, ao Traansval e à necessidade de garantir que as tribos zulus não prejudicavam a conclusão deste projeto.

Personalidade nascida neste dia

No dia 30 de maio de 1674 nasceu D. António Caetano de Sousa, escritor, bibliógrafo e genealogista português.

Pertenceu ao grupo dos primeiros 50 membros que fundaram a Academia Real de História Portuguesa.

Entre as muitas obras que são da sua autoria é de destacar a Historia Genealógica da Casa Real Portuguesa. Esta obra, publicada entre 1735 e 1749, é composta por 13 volumes de texto com mais de 14 000 páginas e 6 volumes de provas documentais com cerca de 4500 páginas.

D. António Caetano de Sousa morreu no dia 5 de julho de 1759 deixando um elevado número de manuscritos por publicar.

210px-Antonio_Caetano_de_Sousa

 

 

20 de abril de 1263

20 de abril de 1263

Neste dia o rei de Castela, Afonso X, enviou uma delegação para celebrar um acordo entre Portugal e o reino castelhano sobre a posse definitiva do Algarve.

Este acordo só seria formalmente consumado em 1267 com a assinatura do Tratado de Badajoz.

Personalidade nascida neste dia

No dia 20 de abril de 1846 nasceu em Cinfães o militar, explorador e administrador colonial português, de seu nome Alexandre Alberto da Rocha de Serpa Pinto, 1.º Visconde de Serpa Pinto.

Ficou para a história como um dos exploradores, designados por decreto de 11 de maio de 1877, encarregues de participar numa expedição científica à África Central. O seu principal objetivo era explorar os territórios entre Angola e Moçambique e reclamá-los.

Esta intenção, que foi tentada na Conferência de Berlim e que ficou conhecida pelo mapa cor-de-rosa, falhou por força do ultimato britânico.

A atual vila de Menongue em Angola foi chamada de Serpa Pinto em sua homenagem até 1975.

Morreu em Lisboa com 54 anos no dia 28 de dezembro de 1900.

200px-AlexandreSerpaPinto.jpg

16 de abril de 1850

16 de abril de 1850

Neste dia foi referendada por António José de Ávila, 1.º duque de Ávila e Bolama, a carta de lei que confirmou a criação do Banco de Portugal, cuja designação surgiu no artigo 9.º do decreto de 17 de novembro de 1846.

antonio_jose_avila.jpg

Personalidade nascida neste dia

No dia 16 de abril de 1921 nasceu o médico, professor e político português, Baltazar Rebelo de Sousa.

Ocupou diversos cargos políticos, entre os quais o de deputado à Assembleia Nacional pelo círculo de Évora em 1953 e em 1957 pelo círculo de Braga. Foi ainda secretário do Ministro das Colónias, Marcelo Caetano, e Governador-Geral de Moçambique no período de 1968 a 1970.

No regresso a Portugal ainda ocupou as pastas ministeriais da Saúde e Assistência, das Corporações e Previdência Social e a do Ultramar.

Recebeu diversas condecorações como a de Grande-Oficial da Ordem Militar de Cristo e da Ordem do Infante D. Henrique, respetivamente a 19 de março de 1959 e a 3 de janeiro de 1961. A 16 de fevereiro de 1967 foi elevado a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique e a 15 de julho de 1967 foi feito Grande-Oficial da Orddem de Instrução Pública. A 22 de maio de 1971 foi elevado a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.

Morreu em Lisboa no dia 1 de dezembro de 2002.

Refira-se ainda que é o pai do atual Presidente da República, Professor Marcelo Rebelo de Sousa.

Baltasar_Rebelo_de_Sousa

8 de março de 1881

8 de março de 1881

Neste dia a Câmara dos Deputados aprovou o Tratado de Lourenço Marques assinado no dia 31 de maio de 1879, com o qual Portugal perdeu as vantagens conseguidas em 1875 sobre os britânicos.

De facto, este tratado permitia o patrulhamento da costa moçambicana por navios britânicos, bem como o desembarque de tropas desta nacionalidade no porto de Lourenço Marques.

A aprovação deste tratado desencadeou uma onda de protestos, quer dos republicanos, quer dos monárquicos, assim como da Sociedade de Geografia de Lisboa e da Associação Primeiro de Dezembro.

Personalidade nascida neste dia

No dia 8 de março de 1495 nasceu em Montemor-o-Novo aquele que veio a ser um santo da Igreja Católica, São João de Deus, de seu nome, João Cidade.

Distinguiu-se na assistência aos pobres e aos doentes, fundando um hospital em Granada em 1539 e criando a Ordem dos Irmãos Hospitaleiros.

Foi beatificado no dia 28 de outubro de 1630 pelo papa Urbano VIII e canonizado pelo papa Alexandre VIII no dia 16 de outubro de 1690.

São João de Deus, que morreu em Granada no dia em que nasceu do ano de 1550, é o padroeiro dos hospitais, dos doentes e dos enfermeiros.

Sao-Joao_Deus

 

2 de março de 1498

2 de março de 1498

Neste dia a armada comandada por Vasco da Gama chega à ilha de Moçambique depois de ter sofrido grandes temporais e de ter repelido com mão de ferro uma revolta dos marinheiros.

Personalidade nascida neste dia

No dia 2 de março de 1898 nasceu em Lisboa a atriz e encenadora Amélia Schmidt Lafourcade Rey Colaço Robles Monteiro.

É por muitos considerada a figura mais importante do teatro português do século XX.

As suas qualidades artísticas criaram uma escola seguida por todos aqueles que se tornaram os grandes atores portugueses, como Ruy de Carvalho ou Eunice Muñoz, entre tantos outros.

Foi muito acarinhada em toda a sua carreira, inclusivamente por António de Oliveira Salazar e antigos monarcas, tendo mesmo sido amiga da rainha D. Amélia.

Foi agraciada com as comendas da  Ordem da Instrução Pública de Portugal (17 de março de 1933), da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada de Portugal (2 de novembro de 1961) e da Ordem Militar de Cristo de Portugal (13 de dezembro de 1967), além de ter sido feita Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada de Portugal (30 de agosto de 1978).

Morreu no dia 8 de julho de 1990.

2651937479_68ce320940_z

 

14 de janeiro de 1659

14 de janeiro de 1659

 

Neste dia travou-se a Batalha das Linhas de Elvas entre as forças portuguesas, comandadas por D. António Luís de Meneses, conde de Cantanhede, e espanholas, comandadas por D. Luís de Haro.

Elvas-Forte_de_Santa_Luzia-01

O exército português com 10 500 combatentes (8000 de infantaria e 2500 de cavalaria) e 7 canhões derrotou de forma esmagadora o exército espanhol com 17 500 combatentes (14 000 de infantaria e 3500 de cavalaria), 19 canhões e 3 morteiros.

Esta vitória deu ao conde Cantanhede o título de marquês de Marialva por carta de lei de 11 de junho de 1661.

Personalidade nascida neste dia

No dia 14 de janeiro de 1862 nasceu Pedro Francisco Massano de Amorim, militar e administrador colonial português.

Exerceu altos cargos para a nação, tendo sido governador de Gaza, de Angola, de Moçambique e da Índia.

Pelos serviços prestados foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Avis em 2 de julho de 1919 e feito Grande-Oficial da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor Lealdade e Mérito em 12 de novembro de 1921.

Postumamente, a 14 de julho de 1932, foi agraciado com a Grã-Cruz do Império Colonial.

Morreu em Goa no dia 2 de junho de 1929.

pedro_amorim

30 de dezembro de 1886

30 de dezembro de 1886

Neste dia Portugal assinou um declaração com a Alemanha para o reconhecimento da soberania portuguesa em Angola e Moçambique, cedendo algum território no sul de Angola.

Em anexo a esta declaração estava o designado “mapa cor-de-rosa”, que continha as zonas de soberania no interior de África.

A estratégia de Barros Gomes era conseguir o reconhecimento da soberania portuguesa nos territórios entre Angola e Moçambique.

Refira-se ainda que este entendimento luso-germânico fez com que Inglaterra invocasse a conferência de Berlim para o seu não reconhecimento.

Personalidade nascida neste dia

No dia 30 de dezembro de 1861 nasceu na capital de Portugal o grande monárquico Henrique Mitchell de Paiva Cabral Couceiro.

Foi um ilustre militar, administrador colonial e político, com um desempenho notável nas campanhas de ocupação colonial em Angola e Moçambique.

Também se notabilizou nas incursões monárquicas contra a primeira república, tendo inclusivamente presidido ao governo da Monarquia do Norte entre 19 de janeiro e 13 de fevereiro de 1919.

A defesa dos princípios do Integralismo Lusitano conduziu-o por diversas vezes ao exílio antes e depois do Estado Novo.

Morreu com 82 anos no dia 11 de fevereiro de 1944.

200px-Avô_Henrique_wiki2