23 de abril de 1982

23 de abril de 1982

Este dia ficou marcado pela apresentação de exigências por parte de Portugal à NATO para aceitar a adesão de Espanha a esta organização internacional.

Entre as exigências portuguesas constava a recusa na existência de um comando unificado das Forças Armadas dos dois países ibéricos.

Personalidade nascida neste dia

No dia 23 de abril de 1185 nasceu em Coimbra o terceiro rei de Portugal, D. Afonso II.

Teve como cognomes o Gordo, o Crasso ou o Gafo, por força da doença que o terá afetado.

O seu reinado ficou caraterizado pela criação das primeiras leis escritas e pelas primeiras cortes com representantes do clero e da nobreza. O estilo de governação deste rei caraterizou-se também pela ausência de tendências belicistas, apesar do exército português ter desempenhado um papel significativo na batalha de Navas de Tolosa ao lado dos castelhanos, aragoneses e franceses contra os muçulmanos.

Outro aspeto relevante do seu reinado foi o conflito com o papa, que lhe valeu a excomunhão, retirada apenas quando D. Sancho II, o seu sucessor, conseguiu resolver o diferendo com a Igreja.

O rei D. Afonso II morreu em Santarém no dia 25 de março de 1223 e jaz sepultado no Mosteiro de Alcobaça.

Afonso_II_Portugal

Anúncios

15 de abril de 1377

15 de abril de 1377

Nesta data chegou a Santarém uma embaixada do rei de Castela com o intuito de fazer uma aliança com Portugal contra o reino de Aragão.

Personalidade nascida neste dia

A cidade de Aveiro viu nascer no dia 15 de abril de 1902 um dos mais famosos jornalistas portugueses do século XX, Fernando Luís de Oliveira Pessa.

Iniciou a sua atividade de jornalista na Emissora Nacional que, pelo seu desempenho, deu origem a um convite da BBC para trabalhar na secção brasileira desta rádio inglesa.

Viveu em Londres durante os bombardeamentos da II Guerra Mundial e as suas crónicas tiveram uma grande popularidade neste período, para a qual também contribuiu a censura imposta em Portugal por António de Oliveira Salazar.

Realizou a primeira emissão da RTP em direto na Feira Popular de Lisboa, mas só no dia 1 de janeiro de 1976 entrou para os quadros desta operadora de televisão, ostentando já 74 anos.

Ficaram célebres os seus bilhetes postais, que denunciavam situações menos simpáticas do quotidiano português, e que terminavam invariavelmente com a expressão E esta, hein?.

O seu trabalho como correspondente durante a II Guerra Mundial valeu-lhe a distinção com a Ordem do Império Britânico e em Portugal foi agraciado com a comenda da Ordem do Infante D. Henrique (13 de julho de 1981) e com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Mérito (10 de junho de 1991).

Reformou-se em 1995 com 93 anos e morreu no dia 29 de abril de 2002, poucos dias depois de ter completado 100 anos de vida.

2014-04-28-fernando-pessa

19 de março de 1373

19 de março de 1373

Neste dia foi celebrado o Tratado de Santarém entre o rei Fernando I de Portugal e Henrique II de Castela.

Este tratado pôs um fim à segunda guerra com Castela e estipulava, entre outras coisas, a expulsão dos apoiantes galegos do rei português.

Personalidade nascida neste dia

No dia 19 de março de 1604 nasceu o vigésimo primeiro rei de Portugal, D. João IV, e o primeiro da Dinastia de Bragança, a quarta e última do período monárquico português.

Reinou com os cognomes de O Restaurador ou o O Afortunado.

Refira-se que aceitou com relutância assumir o reino de Portugal e que para esta decisão muito contribuiu a sua mulher, D. Luísa de Gusmão, a quem se atribui a frase “…antes rainha por um dia que duquesa toda a vida.”.

Morreu no dia 6 de novembro de 1656 do mal da gota e da pedra, que já se manifestava desde 1648.

O historiador Joaquim Veríssimo Serrão considera que os liberais ao procurarem denegrir a sua ação enquanto monarca, não levaram em conta a sua ação muito relevante na defesa das fronteiras do reino.

São prova disso a criação do Conselho de Guerra em 1640, da Junta dos Três Estados  e do Conselho Ultramarino em 1643 e da Companhia da Junta de Comércio em 1649.

Joao_IV

 

 

 

 

15 de março de 1147

15 de março de 1147

Neste dia D. Afonso Henriques conquistou Santarém aos mouros num golpe audacioso executado durante a noite e com um exército reduzido.

Refira-se que Santarém estava sob domínio mouro desde 715.

Personalidade nascida neste dia

No dia 15 de março de 1700 nasceu em Lisboa a 3.ª marquesa de Távora, D. Leonor Tomásia de Lorena e Távora.

Ficou conhecida por ter sido uma das vítimas executadas durante o processo dos Távoras.

Com efeito, foi acusada de ter sido a grande instigadora da tentativa de assassinato de D. José I, rei de Portugal.

Foi presa em sua casa no dia 13 de dezembro de 1758 e no dia 12 de janeiro seguinte foi sentenciada com a pena de decapitação.

No dia 13 de janeiro foi executada juntamente com o seu marido, os filhos Luís Bernardo e José Maria, o seu genro e o seu cunhado, todos considerados cúmplices da tentativa de regicídio.

D._Leonor_Tomásia_de_Lorena_e_Távora_(c._1770)_-_J.B._Gérard.png

13 de janeiro de 1750

13 de janeiro de 1750

Nesta data, o rei de Portugal, D. João V, e o rei D. Fernando VI de Espanha, assinaram em Madrid o tratado com o nome da capital espanhola.

Este tratado tinha como grande objetivo substituir o Tratado de Tordesilhas que já não era respeitado e assim definir os limites das colónias sul-americanas portuguesas e espanholas.

Este diploma consagrou o princípio do direito privado romano uti possidetis, ita possideatis, que estabelece que quem possui de facto, deve possuir de direito.

A historiografia brasileira considera que este documento representa a base histórico-jurídica da formação territorial do Brasil, uma vez que define pela primeira vez com precisão as suas fronteiras naturais.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu em Santarém no dia 13 de janeiro de 1400 o infante D. João, filho do rei D. João I e da rainha D. Filipa de Lencastre.

Foi o 3.º Condestável de Portugal, sucedendo a D. Nuno Álvares Pereira.

Exerceu oposição, juntamente com o seu irmão, D. Pedro, duque de Coimbra, à expedição a Tânger que acabou em desgraça para o exército português e com a captura do infante D. Fernando, o Infante Santo.

Casou-se com Isabel de Bragança e Pereira, também conhecida por Isabel de Barcelos, filha de D. Afonso I de Bragança, 1.º duque de Bragança.

Este casamento gerou quatro filhos, entre os quais Isabel de Portugal, que viria a casar com o rei de Castela, D. João II, e, deste modo, tornar-se mãe da futura rainha Isabel, a Católica.

Morreu em Alcácer do Sal no dia 18 de outubro de 1442.

180px-John_of_Reguengos_(St._Vincent_Panels)

 

 

7 de janeiro de 1325

7 de janeiro de 1325

Neste dia D. Afonso IV, o Bravo, filho de D. Dinis e da rainha Santa Isabel iniciou o seu reinado que terminou no dia 28 de maio de 1357 com a sua morte.

D._Afonso_IV_de_Portugal_-_The_Portuguese_Genealogy_(Genealogia_dos_Reis_de_Portugal)

A cerimónia de coroação teve lugar em Santarém no mês de fevereiro de 1325.

O seu reinado ficou marcado pela importância que deu ao desenvolvimento da marinha mercante e pelo financiamento das primeiras viagens de exploração atlânticas, que resultaram, por exemplo, na descoberta das Ilhas Canárias.

Personalidade nascida neste dia

No dia 7 de janeiro de 1939 nasceu o poeta português António Barahona, de seu nome completo António Manuel Baptista Barahona da Fonseca.

É um poeta integrado no movimento surrealista e pertenceu ao designado Grupo do Café Gelo, do qual faziam parte, por exemplo, Mário Cesariny ou Herberto Helder.

Em 1975 converteu-se ao islamismo tendo adotado o nome de Muhammed Rashid.

antonio_barahona

5 de janeiro de 1876

5 de janeiro de 1876

Neste dia iniciou-se a construção da Ponte de D. Maria Pia, assim chamada em honra da rainha D. Maria Pia de Sabóia, e que foi inaugurada no dia 4 de novembro de 1877.

300px-Ponte_Maria_Pia_-_Porto.JPG

É considerada, a par do Viaduto de Garabit, como uma das maiores obras-primas de Gustave Eiffel.

Foi classificada em 1982 como Monumento Nacional pelo IGESPAR e em 1990 como International Historic Civil Engineering Landmark pela American Society of Engineering (ASCE).

Em setembro de 2013, o jornal inglês The Guardian considerou-a uma das 10 pontes mais belas do mundo.

Personalidade nascida neste dia

 

No dia 5 de janeiro de 1801 nasceu Manuel da Silva Passos, mais conhecido por Passos Manuel.

Foi um advogado e parlamentar brilhante, tendo sido ministro em diversos ministérios e o líder incontestado dos setembristas.

Com o restabelecimento da monarquia absoluta por D. Miguel esteve no exílio. No entanto, esta experiência mostrou-lhe o quanto Portugal estava atrasado e a urgente necessidade de reformas estruturais inadiáveis.

A sua ação governativa no decurso da monarquia constitucional foi vasta em áreas como a educação, a cultura, as finanças ou a organização territorial.

Terminou os seus dias na cidade de Santarém. Morreu no dia 18 de janeiro de 1862.

Atualmente a Fundação Passos Canavarro, liderada por Pedro Canavarro, um seu descendente, preserva a sua memória.

Passos_Manuel

 

 

4 de janeiro de 1960

4 de janeiro de 1960

Neste dia na cidade de Estocolmo sete países (Reino Unido, Portugal, Dinamarca, Noruega, Suiça, Áustria e Suécia) assinaram a convenção que instituiu a Associação Europeia de Comércio Livre, em inglês com o acrónimo EFTA, que significa European Free Trade Association.

Atualmente, porque foi criada a Comunidade Económica Europeia, hoje União Europeia (UE), fazem parte da EFTA apenas quatro países: Suiça, Noruega, Islândia admitida em 1970 e o Lichtenstein admitido em 1991.

A área geográfica da UE e da EFTA constitui o que se designa por Espaço Económico Europeu.

Contudo, o que há a reter é o facto de Portugal ter sido um dos países fundadores da EFTA, beneficiando até janeiro de 2002 dos seus apoios financeiros para o desenvolvimento industrial.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu em Angra do Heroísmo no dia 4 de janeiro de 1871, Ruy Telles Palhinha, que veio a ser um eminente botânico e professor universitário dedicado à exploração sistemática da flora açoriana.

Começou por ser professor de liceu em Santarém, onde também foi presidente da Câmara de 1899 a 1900. Na Universidade de Lisboa foi professor e diretor da Faculdade de Farmácia e professor da Faculdade de Ciências, tendo ainda sido secretário e dirigido a biblioteca e o Jardim Botânico.

Morreu no dia 13 de novembro de 1957 num brutal acidente de viação, sem terminar a obra dedicada às espermatófitas açorianas, que considerava a última peça dos seus estudos acerca da flora açoriana.

220px-Ruy_Telles_Palhinha

2 de dezembro de 1640

2 de dezembro de 1640

No seguimento da restauração da independência de Portugal no dia 1 de dezembro, Santarém foi a primeira cidade a aclamar D. João IV como rei de Portugal.

Esta ação foi liderada por Fernão Teles de Meneses, conde de Unhão, descendente de Vasco da Gama, e marcou a história de Santarém na segunda metade do século XVII, tendo este período da história local ficado conhecido pelo “século do conde de Unhão”.

Personalidade nascida neste dia

No dia 2 de dezembro de 1798 nasceu em pleno Oceano Atlântico nas imediações de Cabo Verde no navio Santa Cruz, António Luís de Seabra e Sousa, 1.º visconde de Seabra.

Foi um jurisconsulto e magistrado português, além de ministro de estado, reitor da Universidade de Coimbra, juiz da Relação do Porto, deputado, Par do Reino, juiz do Supremo Tribunal de Justiça e um político ímpar da monarquia constitucional portuguesa.

Na sua atividade legislativa destaca-se o facto de ser um dos principais autores do projeto do primeiro Código Civil português no período entre 1850 e 1865. Este Código Civil foi aprovado por carta de lei de 1 de julho de 1867 e entrou em vigor no dia 22 de março de 1868, permanecendo até 1967, apesar das diferentes alterações sofridas. Era frequentemente designado por Código Seabra.

O seu título nobiliárquico de visconde de Seabra foi-lhe atribuído pelo rei D. Luís I através de um decreto de 25 de abril de 1865. Foi ainda comendador da Ordem de Torre e Espada e da Ordem de Cristo, grã-cruz da Ordem dos Santos Maurício e Lázaro, de Itália, e comendador da Imperial Ordem da Rosa, do Brasil. Terá ainda recusado a grã-cruz de Sant’Iago da Espada com que terá sido agraciado em 20 de julho de 1860 por carta régia.

Morreu na Quinta de Santa Luzia em Mogofores no mês de fevereiro de 1895.

Antonio_Luis_de_Seabra