15 de julho de 1799

15 de julho de 1799

A rainha D. Maria I, por força da sua instabilidade mental, deixou de ter condições para manter a chefia de Estado.

Este processo de crescente incapacidade mental para gerir o país terá começado em 1792 e para o qual contribuiu o facto do pai, rei D. José I, ter permitido ao marquês de Pombal perseguir os jesuítas, as mortes do marido, D. Pedro III e do príncipe herdeiro, bem como a revolução francesa que culminou com a execução do rei Luís XVI na guilhotina.

É assim que neste dia, o príncipe D. João assume a regência atè à morte da rainha no dia 20 de março de 1816, data em que se inicia o seu reinado como D. João VI.

Personalidade nascida neste dia

No dia 15 de julho de 1939 nasceu Aníbal António Cavaco Silva na localidade algarvia de Boliqueime.

É economista e professor universitário, tendo exercido diversas funções políticas, destacando-se as de primeiro-ministro e de presidente da república.

Iniciou as suas funções políticas como ministro das Finanças de Francisco Sá Carneiro de 2 de janeiro de 1980 até 10 de janeiro de 1981.

Foi o 13.º primeiro-ministro de Portugal entre 5 de novembro de 1985 e 27 de outubro de 1995, destacando-se o facto de ter conseguido a primeira maioria absoluta da democracia portuguesa depois do 25 de abril.

No período de 9 de março de 2006 até ao mesmo dia do ano de 2016 exerceu as funções de presidente da república, o 19.º da história de Portugal.

cavaco_silva

Anúncios

9 de julho de 1708

9 de julho de 1708

Neste dia o rei D. João V de Portugal casou com a arquiduquesa Maria Ana de Áustria, filha do imperador Leopoldo I e irmã do arquiduque Carlos.

Este casamento foi um dos resultados da aliança de Portugal com a Áustria na Guerra da Sucessão Espanhola.

O casamento deu-se na Catedral de Santo Estevão em Viena com o imperador a representar o rei de Portugal e com o conde de Vilar Maior como embaixador.

A nova rainha consorte veio para Lisboa a bordo da armada de catorze naus do embaixador português.

Apesar das constantes infidelidades de D. João V, este casamento gerou seis filhos, entre os quais se destacam a rainha consorte de Espanha, D. Bárbara, e os reis de Portugal D. José e D. Pedro III, marido da rainha D. Maria I.

Personalidade nascida neste dia

No dia 9 de julho de 1860 nasceu António Leão Tavares Festas em Gândara de Mortágua.

Foi um político liberal progressista português muito influente com formação nas ciências jurídicas.

Destacou-se também como um dos impulsionadores da Região Demarcada do Dão e como um defensor dos direitos da mulher.

Era um monárquico convicto, ideal que não abandonou até à sua morte no dia 5 de maio de 1920.

António_Leão_Tavares_Festas_wiki

5 de julho de 1833

5 de julho de 1833

Neste dia aconteceu a batalha naval do Cabo de São Vicente entre a armada miguelista comandada pelo almirante António Torres de Aboim e o esquadrão naval comandado pelo oficial britânico Charles John Napier ao serviço dos liberais.

Este confronto resultou numa vitória das forças liberais, que ficaram com o domínio pleno do mar.

BatalhaCaboS.Vicente

Personalidade nascida neste dia

No dia 5 de julho de 1717 nasceu aquele que viria a ser rei-consorte de Portugal, de seu nome Pedro Clemente Francisco José António (D. Pedro III de Portugal), por casamento com a sua sobrinha, a rainha D. Maria I.

Era o segundo filho mais novo do rei D. João V e da arquiduquesa Maria Ana da Áustria.

Teve como cognomes “o Capacidónio”, “o Sacristão” e “o Edificador”.

É considerado pelos historiadores um rei politicamente neutro, tendo deixado sempre os afazeres da nação para D. Maria I, merecendo inclusivamente da parte de Oliveira Martins a seguinte descrição:

“… O rei (…) não se concebe homem mais feio, com cara de idiota, expressão feroz, cabeleira desalinhada, ar de bêbado, um sacristão.”

Morreu no dia 25 de maio de 1786 no Paço da Nossa Senhora da Ajuda e jaz sepultado no Panteão dos Braganças.

Anônimo_-_Retrato_do_rei_Dom_Pedro_III_de_Portugal_-_século_XVIII.jpg

2 de maio de 1998

2 de maio de 1998

Neste dia é ratificada pelo Conselho Europeu a aprovação do Parlamento Europeu para que no dia 1 de janeiro de 1999 comece a circular o euro na Alemanha, França, Espanha, Itália, Portugal, Áustria, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Finlândia e Irlanda.

Deste modo, Portugal foi incluído nos primeiros países da Zona Euro.

Personalidade nascida neste dia

A cidade de Beja viu nascer no dia 2 de maio de 1458 a princesa e futura rainha de Portugal da Casa de Avis, Leonor de Avis ou Leonor de Portugal ou Leonor de Lencastre ou Infanta Leonor.

A prática constante da misericórdia e as suas virtudes cristãs levaram alguns historiadores a atribuir-lhe o cognome de Princesa Perfeitíssima, também em homenagem ao seu marido, o rei D. João II, o Príncipe Perfeito.

Foi também a primeira representante dos Braganças a ocupar o trono de Portugal, uma vez que a sua avó materna, infanta Isabel de Barcelos, era filha do 1.º duque de Bragança.

Usou sempre a sua influência e dinheiro em prol dos mais desfavorecidos, destacando-se o apoio dado na fundação dos Hospital Real de Todos os Santos ou o hospital termal das Caldas da Rainha.

Morreu no dia 17 de novembro de 1525, pedindo para ser sepultada no seu Convento da Madre de Deus em campa rasa num lugar de passagem, gesto de grande humildade para demonstração da pequenez das coisas do mundo perante a eternidade.

250px-Leonor_de_Viseu_-_José_Malhoa

 

8 de abril de 1813

8 de abril de 1813

Neste dia foi extinta a Junta dos Três Estados, passando para o Conselho da Fazenda a inspeção sobre os direitos reais e para o Conselho da Guerra a inspeção das coudelarias.

A Junta dos Três Estados foi um órgão criado pelo rei D. João IV em 1643 que, conjuntamente com o Conselho de Guerra e o Conselho Ultramarino, formava um grupo de aconselhamento do monarca português.

Tinha também uma ação vigilante sobre a governação monárquica para evitar os exageros de um poder absolutista.

Personalidade nascida neste dia

No dia 8 de abril de 1320 nasceu em Coimbra o oitavo rei de Portugal, D. Pedro I.

Os cognomes que recebeu foram O Justiceiro (ou O Cruel, O Cru) pela forma como vingou o assassinato de Inês de Castro, a sua grande amada, que era a aia galega da sua mulher, D. Constança Manuel.

O seu pai, o rei D. Afonso IV, mandou assassinar Inês de Castro, o que revoltou D. Pedro. Mais tarde conseguiu capturar os assassinos, Pêro Coelho e Álvaro Gonçalves, que foram executados com grande brutalidade e crueldade.

Mandou coroar Inês de Castro rainha de Portugal mesmo depois de morta, obrigando os nobres a procederem à cerimónia do beija-mão no cadáver.

O seu reinado ficou marcado por ser o único no século XIV sem guerra e com grande prosperidade financeira.

O historiador Fernão Lopes considerou-o o avô da Dinastia de Avis.

Morreu no dia 18 de janeiro de 1367 em Estremoz.

Jaz sepultado no Mosteiro de Santa Maria em Alcobaça ao lado de Inês de Castro.

D._Pedro_I_de_Portugal

 

4 de abril de 1693

4 de abril de 1693

Neste dia o papa Inocêncio XII beatificou a princesa de Portugal, Santa Joana.

200px-Aveiro_March_2012-2a

Era filha do rei D. Afonso V e da sua primeira mulher, rainha D. Isabel de Portugal.

Personalidade nascida neste dia

No dia 4 de abril de 1819 nasceu no Rio de Janeiro a rainha de Portugal, Maria da Glória Joana Carlota Leopoldina da Cruz Francisca Xavier de Paula Isidora Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bragança, mais conhecida por D. Maria II.

Era filha do rei D. Pedro IV de Portugal e da arquiduquesa Dona Leopoldina de Áustria.

Teve como cognomes A Educadora ou A Boa Mãe pela educação exemplar que deu aos seus muitos filhos.

Foi a 31.ª rainha de Portugal e dos Algarves aquando da abdicação de seu pai no período de 1826 a 1828 e de 1834 a 1853.

Morreu no dia 15 de novembro de 1853 depois de treze horas de trabalho de parto do seu 11.º filho, o infante D. Eugénio.

No dia seguinte, o Diário do Governo publicou o seguinte texto:

“Paço das Necessidades, 15 de Novembro de 1853, à meia hora depois do meio dia.
Sua Magestade a Rainha começou a sentir annuncios do parto às nove horas e meia da noite de hontem. Appareceram difficuldades no progresso do mesmo parto, as quaes obrigaram os facultativos a recorrer a operações, pelas quaes se conseguiu a extracção de um Infante, de tempo, que recebeu o baptismo antes de extrahido.
O resultado destas operações teve lugar às dez horas da manhã. Desgraçadamente, passada hora e meia, Sua Magestade, exhausta de todas as forças, rendeo a alma a Deos, depois de haver recebido todos os sacramentos.
Francisco Elias Rodrigues da Silveira. Dr. Kessler. Ignacio António da Fonseca Benevides. António Joaquim Farto. Manuel Carlos Teixeira.”

150px-Maria_II_Portugal_1829.jpg

20 de março de 1843

20 de março de 1843

Neste dia a rainha D. Maria II assinou um tratado de comércio e navegação com o império otomano.

A assinatura aconteceu na cidade de Londres.

Personalidade nascida  neste dia

No dia 20 de março de 1439 nasceu Joana de Avis, infanta de Portugal e rainha de Castela por casamento com o rei D. Henrique IV.

Era filha do rei português, D. Duarte, e de sua mulher, D. Leonor de Aragão.

Descendia dos primeiros reis de Portugal, dos reis de Castela e Aragão e dos primeiros reis ingleses.

Casou com o rei de Castela, tendo apenas 16 anos quando o monarca castelhano já tinha 31.

As relações extra-matrimoniais que teve, e das quais resultaram pelo menos dois filhos, levaram a que fosse repudiada por Henrique IV, legítimo consorte.

Regressou a Portugal e morreu precocemente no dia 13 de junho de 1475.

D._Joana_de_Portugal,_Rainha_de_Castela_-_The_Portuguese_Genealogy_(Genealogia_dos_Reis_de_Portugal).png

24 de fevereiro de 1777

24 de fevereiro de 1777

Neste dia morreu D. José I, rei de Portugal, sucedendo-lhe a sua filha, Maria Francisca Isabel Josefa Antónia Gertrudes Rita Joana de Bragança.

Deste modo, Portugal tem pela primeira vez nos comandos do reino uma rainha, D. Maria I, a Pia.

Personalidade nascida neste dia

No dia 24 de fevereiro de 1927 nasceu o escritor e poeta português, David de Jesus Mourão-Ferreira.

Foi um dos grandes poetas portugueses do século XX, tendo publicado mais de uma vintena de obras e escrito poemas para a voz de Amália Rodrigues.

É-lhe atribuída a criação da Companhia Nacional de Bailado quando foi secretário de estado da cultura entre 1976 e janeiro de 1978.

Entre vários prémios, como o Prémio de Carreira da Sociedade Portuguesa de Autores em 1996, destaque também para a condecoração a 13 de julho de 1981 com o grau de Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada, que em 3 de junho de 1996 foi elevada a Grã-Cruz da mesma ordem.

Morreu no dia 16 de junho de 1996 em Lisboa.

david_mourao_ferreira

 

13 de janeiro de 1750

13 de janeiro de 1750

Nesta data, o rei de Portugal, D. João V, e o rei D. Fernando VI de Espanha, assinaram em Madrid o tratado com o nome da capital espanhola.

Este tratado tinha como grande objetivo substituir o Tratado de Tordesilhas que já não era respeitado e assim definir os limites das colónias sul-americanas portuguesas e espanholas.

Este diploma consagrou o princípio do direito privado romano uti possidetis, ita possideatis, que estabelece que quem possui de facto, deve possuir de direito.

A historiografia brasileira considera que este documento representa a base histórico-jurídica da formação territorial do Brasil, uma vez que define pela primeira vez com precisão as suas fronteiras naturais.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu em Santarém no dia 13 de janeiro de 1400 o infante D. João, filho do rei D. João I e da rainha D. Filipa de Lencastre.

Foi o 3.º Condestável de Portugal, sucedendo a D. Nuno Álvares Pereira.

Exerceu oposição, juntamente com o seu irmão, D. Pedro, duque de Coimbra, à expedição a Tânger que acabou em desgraça para o exército português e com a captura do infante D. Fernando, o Infante Santo.

Casou-se com Isabel de Bragança e Pereira, também conhecida por Isabel de Barcelos, filha de D. Afonso I de Bragança, 1.º duque de Bragança.

Este casamento gerou quatro filhos, entre os quais Isabel de Portugal, que viria a casar com o rei de Castela, D. João II, e, deste modo, tornar-se mãe da futura rainha Isabel, a Católica.

Morreu em Alcácer do Sal no dia 18 de outubro de 1442.

180px-John_of_Reguengos_(St._Vincent_Panels)

 

 

17 de dezembro de 1327

17 de dezembro de 1327

Neste dia o rei de Portugal, D. Afonso IV, assina em Coimbra um tratado de paz com o seu sobrinho, D. Afonso XI de Castela, que veio ratificar contratos anteriores entre estes dois reinos.

Entre estes contratos está o Tratado de Agreda celebrado em 1304 entre D. Dinis de Portugal, D. Fernando IV de Castela, D. Jaime II de Aragão e o infante D. João de Castela com o qual se estabeleceu a concórdia entre todos.

Personalidade nascida neste dia

No dia 17 de dezembro de 1734 nasceu Maria Francisca Isabel Josefa Antónia Gertrudes Rita Joana de Bragança na cidade do Rio de Janeiro.

Maria de Bragança veio a ser a rainha de Portugal, D. Maria I, governando o país entre 24 de fevereiro de 1777 a 20 de março de 1816.

Ficou conhecida pelos cognomes de A Piedosa ou a A Pia pela sua devoção à igreja católica materializada, por exemplo, com a construção da Basílica da Estrela onde jaz sepultada depois de ter sido transladada do Brasil quando a família real portuguesa regressou do Brasil em 1821.

O seu reinado foi iniciado com a demissão e exílio do marquês de Pombal, uma vez que D. Maria I considerou brutal o Processo dos Távora.

Destacaram-se outras iniciativas como a assinatura de um tratado de comércio com a Rússia em 1789, a fundação da Academia Real das Ciências de Lisboa, da Academia Real da Marinha ou da Casa Pia de Lisboa.

Morreu com 81 anos no dia 20 de março de 1816.

D_Maria_I