17 de agosto de 1808

17 de agosto de 1808

Neste dia travou-se o combate da Roliça entre as forças anglo-lusas e as forças francesas.

Batalha_da_Roliça

Este combate deu-se durante a primeira invasão francesa de Portugal e foi acima de tudo uma confirmação para os britânicos que era possível vencer os franceses apesar da hegemonia que Napoleão e as suas forças espalhava pela Europa.

Personalidade nascida neste dia

No dia 17 de agosto de 1906 nasceu em Lisboa o último presidente do Conselho do Estado Novo, Marcello José das Neves Alves Caetano.

Além de político foi um ilustre jurisconsulto e professor de direito, tendo conseguido a cátedra de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 1939.

Academicamente é considerado o fundador em Portugal do Direito Administrativo moderno.

Foi um apoiante dos ideais monárquicos católicos ligados ao Integralismo Lusitano, tendo rompido com esta via em 1929 e deu o seu apoio à ditadura militar e por conseguinte ao regime totalitário de António de Oliveira Salazar.

A impossibilidade de Salazar manter a condução do país determinou que o presidente da república Américo Thomaz o tenha designado em 27 de setembro de 1968 como presidente do Conselho de Ministros de Portugal, função que exerceu até 25 de abril de 1974.

A revolução dos cravos determinou o seu exílio no Brasil, tendo morrido na cidade maravilhosa no dia 26 de outubro de 1980.

A sua previsão para o futuro de Portugal ficou registada nestas palavras proferidas depois da revolução de abril:

Sem o Ultramar estamos reduzidos à indigência, ou seja, à caridade das nações ricas, pelo que é ridículo continuar a falar de independência nacional. Para uma nação que estava em vésperas de se transformar numa pequena Suíça, a revolução foi o princípio do fim. Restam-nos o Sol, o Turismo, a pobreza crónica, a emigração em massa e as divisas da emigração, mas só enquanto durarem.

As matérias-primas vamos agora adquiri-las às potências que delas se apossaram, ao preço que os lautos vendedores houverem por bem fixar. Tal é o preço por que os Portugueses terão de pagar as suas ilusões de liberdade.

imagem_marcelo_caetano_ok_0.png

13 de agosto de 1647

13 de agosto de 1647

Nesta data o Padre António Vieira, no exercício das suas funções de diplomata, partiu numa missão secreta a França e Holanda.

Em França pretendia que fosse combinado o casamento entre o príncipe herdeiro, D. Teodósio, e a duquesa de Montpensier. Contudo, este plano falhou.

De seguida, partiu para a Holanda para tentar dirimir o conflito que opunha portugueses e holandeses no Nordeste brasileiro.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu na cidade invicta no dia 13 de agosto de 1875 o jornalista, cronista, romancista, contista, político e historiador Carlos Malheiro Dias.

Foi um monárquico militante, tendo sido deputado entre 1897 e 1910, exilando-se voluntariamente no Brasil depois da implantação da república em Portugal.

Foi um dos fundadores da Academia Portuguesa de História e membro-correspondente da Academia Brasileira de Letras, sucedendo a Eça de Queiroz.

Aliás, Carlos Malheiro Dias é considerado um dos mais talentosos escritores portugueses da geração seguinte à do autor d’ Os Maias. Aquela que é considerada a sua maior obra, A verdade nua, foi publicada em 1916.

Morreu na capital portuguesa no dia 19 de outubro de 1941.

cmd1 001

 

19 de julho de 1717

19 de julho de 1717

Neste dia travou-se no mar Mediterrâneo no extremo sul da Grécia uma batalha naval entre uma armada de aliados cristãos e a armada do Império Otomano, que ficou conhecida como a Batalha de Matapão.

A armada cristã era constituída por forças de Portugal, da república de Veneza, da Ordem de Malta e dos Estados Pontifícios com 22 naus, 21 fragatas e 9 galés em contraponto com a armada otomana de 34 naus, 1 fragata e 24 galés.

A componente portuguesa dos aliados cristãos era comandada pelo almirante Lopo Furtado de Mendonça, o conde de Rio Grande. Tinha sete naus de guerra e quatro naves auxiliares, 526 canhões e 3480 homens.

O papel das forças portuguesas nesta batalha foi considerado um grande êxito diplomático para o rei D. João V projetando o reino português na Europa.

Refira-se que não terá sido alheia à participação portuguesa nesta batalha a eleição de D. António Manuel de Vilhena para grão-mestre da Ordem de Malta, papel que exerceu com grande distinção para ainda hoje ser considerado um dos mais importantes mestres desta ordem.

Personalidade nascida neste dia

No dia 19 de julho de 1885 nasceu Aristides de Sousa Mendes do Amaral e Abranches em Cabanas de Viriato.

Ficou conhecido por ter desafiado as ordens de António de Oliveira Salazar e, enquanto cônsul de Portugal em Bordéus, concedeu milhares de vistos de entrada em Portugal durante três dias e três noites a refugiados que queriam fugir de França em 1940 durante a ocupação Nazi.

A sua carreira diplomática é caraterizada por diversas situações que sempre o colocaram em posições menos ortodoxas e merecedoras de repreensão, além das constantes dificuldades financeiras em que vivia.

A sua desobediência às ordens de Salazar valeram-lhe um processo disciplinar que culminou com um ano de inatividade e direito a metade do seu salário habitual, seguido de aposentação.

Teve um final de vida muito atribulado, com muitas dificuldades financeiras, querelas familiares e acaba por morrer praticamente só no Hospital da Ordem Terceira na companhia de uam sobrinha.

O reconhecimento do seu valor aconteceu muito tarde, apesar de ter concedido vistos a pessoas como Otto de Habsburgo, filho de Carlos I, o último imperador austro-húngaro ou a Salvador Dali e sua mulher.

ariatides-principal

 

 

 

 

12 de julho de 1824

12 de julho de 1824

Neste dia iniciaram-se as conversações entre Portugal e o Brasil que viriam a culminar com a independência deste último país.

Estas negociações tiveram a mediação britânica e um representante austríaco no processo.

Personalidade nascida neste dia

No dia 12 de julho de 1780 nasceu em Castelo de Vide o estadista, jurisconsulto e político português José Xavier Mouzinho da Silveira.

Foi uma das personagens centrais da revolução liberal, tendo inclusivamente que se exilar em 1828 em Paris pela defesa intransigente que sempre fez da Carta Constitucional.

Foi também o responsável por mudanças  institucionais muito significativas nas áreas da fiscalidade e da justiça.

Regressou do exílio em 1834 para defender as suas ideias no Parlamento, mas voltou a exilar-se em 1836 novamente em França.

Regressou a Portugal em 1839 e ainda desempenhou algumas funções públicas.

Morreu no dia 4 de abril de 1849 em Lisboa.

Mouzinho_Silveira1

21 de fevereiro de 1560

21 de fevereiro de 1560

Neste dia o fidalgo e administrador colonial português, Mem de Sá, chegou à Baía de Guanabara para destruir o Forte Coligny e assim expulsar os franceses que lá se tinham estabelecido desde 1555.

300px-Serigipe_1560_Forte_Coligny

Personalidade nascida neste dia

No dia 21 de fevereiro de 1397 nasceu em Évora a princesa portuguesa, Isabel de Portugal.

Era filha do Mestre de Avis, rei D. João I, e de D. Filipa de Lencastre.

Casou com Filipe III, duque de Borgonha de quem teve três filhos, António e José, falecidos durante a infância, e Carlos, o Temerário.

Era uma mulher muito inteligente e grande mecenas das artes.

Foi através da sua influência que muitos flamengos foram viver para os Açores.

Morreu em Dijon no dia 17 de dezembro de 1471.

Rogier_van_der_Weyden_(workshop_of)_-_Portrait_of_Isabella_of_Portugal

 

12 de dezembro de 1807

12 de dezembro de 1807

Neste dia, os reis da Etrúria, Luís e Maria Luísa, abdicaram com a intenção de serem compensados com o então designado reino da Lusitânia Setentrional (atuais distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto).

page1-250px-Fontainebleau1807.pdf

Com efeito, em outubro de 1807, França e Espanha celebram um tratado secreto (Tratado de Fontainebleau), no qual estava definida a invasão de Portugal, que seria repartido em três estados:

Reino da Lusitânia Setentrional para os reis da Etrúria, permitindo assim a Napoleão I oferecer aquele reino da Itália à sua irmã;

Portugal, reduzido às regiões de Trás-os-Montes, Beira e Estremadura, com destino final a decidir posteriormente;

Principado dos Algarves, que incluía as regiões do Alentejo e Algarve e que seria governado por Manuel de Godoy, chefe do governo espanhol.

Como sabemos, porque as invasões francesas nunca atingiram os seus objetivos em Portugal, este tratado nunca foi efetivamente implementado.

Personalidade nascida neste dia

No dia 12 de dezembro de 1948 nasceu Marcelo Nuno Duarte Rebelo de Sousa, atual candidato à presidência da república.

Marcelo Rebelo de Sousa é professor catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, Conselheiro de Estado, jurisconsulto e político.

A sua atividade profissional incluiu também a experiência de jornalista, tendo dirigido inclusivamente os jornais Expresso Semanário.

Na área política é militante do Partido Social Democrata, tendo exercido diversos cargos incluindo os de secretário de estado e de ministro.

É muito reconhecido pela sua capacidade de trabalho quase infindável e pelas suas qualidades de comentador e analista político.

Foi agraciado com a Comenda da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada em 9 de junho de 1994 e com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique em 9 de junho de 2005.

mrs