6 de maio de 1908

6 de maio de 1908

A Assembleia de Cortes realizada neste dia aclamou D. Manuel II como rei de Portugal, tendo o monarca jurado cumprir a Carta Constitucional.

Este juramento foi mantido mesmo no exílio, atitude reveladora do caráter excecional de D. Manuel II.

180px-Manuel_II_of_Portugal

Durante o seu reinado seguiu sempre a máxima que o rei reina, não governa. Com efeito, entendia que a intervenção direta de seu pai nos assuntos da governação tinha sido a causa do desfecho trágico que teve no dia 1 de fevereiro de 1908.

No entanto, debruçou-se diretamente sobre a Questão Social, ou seja, com as consequências da Revolução Industrial no crescente proletariado urbano criado ao longo do século XIX.

Personalidade nascida neste dia

No dia 6 de maio de 1738 nasceu Pascoal José de Melo Freire dos Reis, notável jurisconsulto, professor, magistrado, estadista e estudioso da História do Direito Português.

Foi aluno e lente da Universidade de Coimbra e sócio da Academia de Ciências de Lisboa, tendo sido nomeado por D. João, príncipe regente, Desembargador de Agravos da Casa de Suplicação, um dos mais altos cargos na magistratura da época.

Escreveu obras muito importantes de direito como Instituições do Direito Civil português, Instituições do Direito Criminal e História do Direito Civil Português.

Foi ainda autor de um projeto de código penal encomendado pela rainha D. Maria I.

Morreu em Lisboa no dia 24 de setembro de 1798.

Pascoal_José_de_Melo_Freire.png

 

21 de março de 1915

21 de março de 1915

Neste dia foi publicado o primeiro número da revista Orpheu, com periodicidade trimestral.

Apesar de só terem sido publicados dois números, esta publicação exerceu uma influência significativa na literatura portuguesa, uma vez que o seu vanguardismo literário foi fonte de inspiração para a renovação da literatura portuguesa.

Nesta revista colaboraram nomes como Fernando Pessoa, Mário de Sá-Carneiro e José de Almada Negreiros.

Personalidade nascida neste dia

No dia 21 de março de 1887 nasceu D. Luís Filipe, de seu nome completo Luís Filipe Maria Carlos Amélio Fernando Victor Manuel António Lourenço Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis Bento de Bragança Orleães Sabóia e Saxe-Coburgo-Gotha.

Era o filho mais velho do rei D. Carlos e da rainha D. Amélia de Orleães, destinado a reinar em Portugal.

Contudo, foi assassinado na Praça do Comércio no dia 1 de fevereiro de 1908 juntamente com o seu pai naquele que é um dos dias mais negros da monarquia em Portugal.

Apesar da sua muito curta vida, D. Luís Filipe ainda teve tempo de reger o reino na ausência de seu pai no estrangeiro em visita protocolar e de efetuar uma visita às colónias, o que não acontecia desde D. João VI.

Tal como tinha jurado, no dia do regicídio procurou defender o seu pai do cobarde assassinato atingindo um dos regicidas com o seu revólver antes de sucumbir.

Malhoa_February_2015-4a

 

15 de março de 1147

15 de março de 1147

Neste dia D. Afonso Henriques conquistou Santarém aos mouros num golpe audacioso executado durante a noite e com um exército reduzido.

Refira-se que Santarém estava sob domínio mouro desde 715.

Personalidade nascida neste dia

No dia 15 de março de 1700 nasceu em Lisboa a 3.ª marquesa de Távora, D. Leonor Tomásia de Lorena e Távora.

Ficou conhecida por ter sido uma das vítimas executadas durante o processo dos Távoras.

Com efeito, foi acusada de ter sido a grande instigadora da tentativa de assassinato de D. José I, rei de Portugal.

Foi presa em sua casa no dia 13 de dezembro de 1758 e no dia 12 de janeiro seguinte foi sentenciada com a pena de decapitação.

No dia 13 de janeiro foi executada juntamente com o seu marido, os filhos Luís Bernardo e José Maria, o seu genro e o seu cunhado, todos considerados cúmplices da tentativa de regicídio.

D._Leonor_Tomásia_de_Lorena_e_Távora_(c._1770)_-_J.B._Gérard.png

14 de fevereiro de 1991

14 de fevereiro de 1991

Este dia fica marcado como a data em que Portugal devolveu à União Indiana as jóias que trouxe de Goa antes da invasão do Estado Português da Índia.

joias_goa

Com efeito, após o restabelecimento das relações diplomáticas entre Portugal e a União Indiana, foi estabelecido um contrato entre o Banco Nacional Ultramarino e o State Bank of India, para a devolução das jóias que no dia 12 de dezembro de 1961, Jorge Esteves Anastácio, gerente do banco português em Goa, mandou para Lisboa perante a invasão iminente das tropas indianas.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu no dia 14 de fevereiro de 1855 em Alcaide, Fundão, aquele que foi um dos políticos mais dominantes nos anos finais da monarquia em Portugal, João Ferreira Franco Pinto Castelo Branco.

Foi o sucessor de Ernesto Hintze Ribeiro na presidência do Conselho de Ministros do rei D. Carlos no período entre 19 de maio de 1906 e 4 de fevereiro de 1908.

Os conflitos com o seu antecessor levaram-no a abandonar o Partido Regenerador e a fundar o Partido Regenerador Liberal que, com o apoio do Partido Progressista, acabou por chegar à presidência do Conselho de Ministros.

O_primeiro_ministério_de_João_Franco,_1906

O regicídio de D. Carlos e a agitação social provocada em grande medida pelo Partido Republicano forçam a sua substituição por um governo de aclamação chefiado por Francisco Joaquim Ferreira do Amaral.

Morreu em Lisboa no dia 4 de abril de 1929.

João_Franco

 

1 de fevereiro de 1908

1 de fevereiro de 1908

Neste dia a familia real regressou de Vila Viçosa, tendo viajado de comboio até ao Barreiro e depois de vapor até ao Terreiro do Paço.

Chegados ao Terreiro do Paço entraram numa carruagem para seguirem para o Palácio das Necessidades. Nesse percurso, ainda no Terreiro do Paço, o rei D. Carlos foi ferido mortalmente, tal como o príncipe herdeiro D. Luís Filipe de Bragança.

220px-L'attentat_de_Lisbonne

Os assassinos Alfredo Costa e Manuel Buiça foram mortos no local por membros da guarda real, tendo mais tarde sido descoberto que faziam parte do movimento republicano.

Velório_de_D._Carlos_e_de_D._Luís_Filipe

Neste dia o rei D. Carlos morreu no cumprimento do seu dever, mas também terá morrido a última tentativa séria de reforma do sistema monárquico constitucional.

Personalidade nascida neste dia

No dia 1 de fevereiro de 1605 nasceu em Castro Daire o rabino e intelectual sefardita português Isaac Aboab da Fonseca.

Foi educado a partir dos sete anos na Holanda e foi o primeiro religioso judeu de toda a América, tendo chegado ao Brasil em 1642. Neste país torna-se no primeiro escritor hebraico do Novo Mundo.

Em 1654 regressou a Amsterdão onde morreu no dia 4 de abril de 1693. Também ficou conhecido pelo apelido São João de Luz.

250px-Isaac_Aboab_Fonseca

28 de janeiro de 1908

28 de janeiro de 1908

Neste dia ocorreu uma tentativa de golpe de estado em Portugal designada por Golpe do Elevador da BibliotecaIntentona do Elevador ou ainda Golpe de 28 de janeiro de 1908.

ElevBibliotecaLx1909(JoshuaBenoliel)

Este golpe de estado pretendia proclamar a república em Portugal e foi levado a cabo pelo Partido Republicano Português em parceria com a Dissidência Progressista.

Apesar de ter sido debelado, não evitou que no dia 1 de fevereiro ocorresse o regicídio do rei D. Carlos.

Neste golpe participaram, entre outros, Afonso Costa, Egas Moniz e José Maria de Alpoim.

Personalidade nascida neste dia

No dia 28 de janeiro de 1947 nasceu o físico português Fernando Carvalho Rodrigues.

É professor catedrático e conhecido por ser o pai do satélite português, lançado no dia 26 de setembro de 1993 através do cosórcio PoSAT.

Entre os prémios e distinções recebidos, destacam-se o Prémio Pfizer em 1977, a comenda da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada em 1995 e, no mesmo ano, o doutoramento Honoris Causa pela Universidade da Beira Interior.

fernando_carvalho_rodrigues

 

7 de dezembro de 1758

7 de dezembro de 1758

Neste dia confirma-se o pleno restabelecimento do rei D. José I de Portugal, após uma alegada tentativa de regicídio que sofreu no dia 3 de setembro.

350px-AtentadoJoseI

Este acontecimento teve um desfecho final muito rápido com o processo dos Távoras, mas que ainda hoje levanta muitas dúvidas relativamente à culpa efetiva desta família e das suas verdadeiras intenções.

O Marquês de Pombal aproveitou para ilegalizar a Companhia de Jesus e expulsar os jesuítas de Portugal e das colónias.

Personalidade nascida neste dia

No dia 7 de dezembro de 1606 nasceu António de Sousa Macedo, que foi um escritor e jornalista português.

Escreveu em português, castelhano e latim, sendo autor de obras como Flores de España, Excelências de Portugal (1631), Ulissipo (1640), Harmonia Política dos Documentos Divinos com as Conveniências do Estado (1651) e  Eva e Ave (1671).

É geralmente considerado o primeiro jornalista português, tendo redigido entre 1663 e 1666 o Mercurio Portuguez, no qual se evidenciava o seu discurso direto e conciso.

Exerceu os cargos de embaixador do rei D. João IV nas cortes de Londres e Países Baixos e foi secretário de estado do rei D. Afonso VI.

Morreu em Lisboa no dia 1 de novembro de 1682.

AntonioDeSousaDeMacedo

15 de novembro de 1656

15 de novembro de 1656

Neste dia D. Afonso VI é jurado e aclamado como rei de Portugal com 13 anos de idade.

O infante Afonso não estava destinado a governar, uma vez que o herdeiro ao trono era o seu irmão mais velho, Teodósio de Bragança, que vem a morrer no dia 13 de maio de 1653.

Com a morte de D. João IV, o infante Afonso fica como sucessor do trono, embora sem idade para governar e com capacidade mental duvidosa para reinar.

Apesar disto, foi aclamado como rei e a sua mãe, D. Luisa de Gusmão, assume a regência do reino.

O rei D. Afonso VI fica conhecido como O Vitorioso pelas inúmeras vitórias contra Espanha em diversas batalhas da Guerra da Restauração.

200px-Afonso_VI_de_Portugal

Personalidade nascida neste dia

No dia 15 de novembro de 1889 nasceu em Lisboa Manuel Maria Filipe Carlos Amélio Luís Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis Eugénio de Bragança Orleães Sabóia e Saxe-Coburgo-Gotha, que veio a ser o último rei de Portugal, D. Manuel II.

D. Manuel II sucedeu ao seu pai, o rei D. Carlos I, depois do seu assassinato e do irmão mais velho, o príncipe D. Luís Filipe, no dia 1 de janeiro de 1908.

O seu reinado durou até ao dia 5 de outubro de 1910, ano de implantação da república, tendo vivido no exílio em Inglaterra.

Apesar de ter sido deposto e exilado, D. Manuel II, teve sempre um elevado sentido de patriotismo, evidenciado pelo seu testamento em 1915 legando todos os seus bens pessoais ao Estado Português para a fundação de um museu e dando nota da sua vontade de ser sepultado em Portugal.

Morreu tragicamente no dia 2 de julho de 1932 sufocado por um edema da glote, tendo um funeral com honras de Estado no dia 2 de agosto. Está sepultado no Panteão dos Braganças no Mosteiro de São Vicente de Fora em Lisboa.

ManuelIIPortugal