20 de agosto de 1890

20 de agosto de 1890

Neste dia foi assinado em Londres mais um Tratado Luso-Britânico em consequência do ultimato feito por Inglaterra.

Foram assim delimitados os limites territoriais portugueses de Angola e Moçambique e, de acordo com muitos autores, infligida mais uma humilhação a Portugal por Inglaterra.

Personalidade nascida neste dia

No dia 20 de agosto de 1858 nasceu em Montemor-o-Velho a atriz Esther Amélia da Costa Coutinho da Silva Carvalho.

Notabilizou-se na arte cénica em Portugal e no Brasil, tendo-se radicado neste último país onde morreu no dia 15 de janeiro de 1884.

A sua terra natal homenageou-a com a atribuição do nome Teatro Esther Carvalho ao teatro desta sede de concelho.

esther_carvalho

Anúncios

16 de agosto de 1648

16 de agosto de 1648

Neste dia as forças holandesas capitularam em Luanda no contexto da reconquista portuguesa de Angola.

Esta ocupação holandesa de Angola foi concretizada no contexto da Guerra Luso-Holandesa que resultou de um ataque generalizado das forças armadas deste país contra o império e as colónias portuguesas.

A reconquista da capital angolana foi comandada pelo político e militar português Salvador Correia de Sá e Benevides.

Personalidade nascida neste dia

No dia 16 de agosto de 1924 nasceu em Évora o cantor português Francisco José, de seu nome completo Francisco José Galopim de Carvalho.

Apesar de ter uma obra relativamente vasta ficou muito conhecida a balada romântica Olhos Castanhos lançada em 1951.

Profissionalmente era professor universitário, ocupação que mantinha quando morreu no dia 31 de julho de 1988.

francisco_jose

 

5 de agosto de 1954

5 de agosto de 1954

Neste dia o embaixador português em Londres, Pedro Teotónio Pereira, comunicou ao governo português que a Grã-Bretanha não pretendia intervir militarmente no conflito entre Portugal e a União Indiana, que grassava desde 1949 e viria a culminar com a independência de Goa, Damão e Diu na década de 60 do século XX.

Personalidade nascida neste dia

No dia 5 de agosto de 1824 nasceu em Massarelos o futuro militar e administrador colonial português, Vasco Guedes de Carvalho e Meneses.

Era fidalgo da Casa Real e foi Governador de Moçambique entre 1854 e 1857, Governador de Cabo Verde em 1878, Governador de Angola entre 1878 e 1880 e Governador da Índia entre 1889 e 1891.

Foi agraciado com as comendas da Ordem de Cristo e da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.

Morreu em Amarante no primeiro dia do ano de 1905.

Vasco_Guedes_de_Carvalho_e_Meneses

13 de julho de 1979

13 de julho de 1979

Neste dia o Presidente da República, General Ramalho Eanes, tomou a decisão de dissolver o parlamento, de marcar eleições intercalares e de indigitar uma personalidade para assumir um governo que preparasse este processo eleitoral.

Esta ato levou à indigitação do V Governo Constitucional liderado, pela primeira vez e até agora única, por uma mulher. Esta responsabilidade recaiu sobre Maria de Lourdes Pintassilgo.

lourdes_pintassilgo

Este percurso de 1 de agosto de 1979 a 3 de janeiro de 1980 foi denominado pela primeira-ministra como a marcha dos cem dias.

As razões da escolha desta personalidade pelo General Ramalho Eanes foram por considerá-la “uma mulher de princípios, valores, culta, de boa formação académico-científica, com experiência política, com longa prática de ação na área internacional, e, além disso, ousada, determinada e corajosa”.

Personalidade nascida neste dia

No dia 13 de julho de 1882 nasceu em Chacim, Macedo de Cavaleiros, Jaime de Morais, de seu nome completo Jaime Alberto de Castro de Morais.

Foi médico e oficial da Armada Portuguesa, tendo-se distinguido como opositor do regime ditatorial que resultou do Golpe de 28 de maio de 1926.

Também desempenhou as funções de governador-geral de Angola e governador da Índia Portuguesa.

Participou ativamente no golpe de 5 de outubro de 1910, que resultou na implantação da república.

Morreu no Brasil no dia 20 de dezembro de 1973.

Jaime_Morais,_em_uniforme_de_gala_(1906).png

 

 

7 de julho de 1877

7 de julho de 1877

Neste dia partiu de Lisboa a expedição chefiada por Serpa Pinto e Hermenegildo Capelo no paquete Zaire com o intuito de efetuar a travessia do continente africano, ligando os territórios de Angola e Moçambique.

Personalidade nascida neste dia

No dia 7 de julho de 1736 nasceu na cidade invicta Pedro van Zeller.

Foi cavaleiro da Ordem de Cristo, cônsul da Rússia no Porto e fidalgo de Cota d’ Armas.

Morreu no dia 9 de outubro de 1802.

pes_21331

Portugal e Angola

Acabei de ler quase de um fôlego os livros “Luanda como ela era 1960-1975” e “S.O.S. Angola – os dias da ponte aérea” da Rita Garcia.São 15 anos alucinantes com muitas coisas boas e muitas coisas más, nos quais fica evidente que a diferença está sempre nas pessoas e na capacidade de fazer o que é correto. Os relatos destes dois livros mostram de forma muito clara que “o certo e o errado” são sempre dependentes do referencial que temos definido no nosso sistema cartesiano.

Contudo, é importante que estas memórias não se percam porque fazem parte da história de povos afastados por milhares de quilómetros, mas que terão sempre a uni-los uma identidade suportada pelo maior património de um povo: a língua.

Sejamos capazes de ceder à tentação fácil dos ódios individuais e dos interesses económicos para não perder o que levou séculos a cimentar apesar dos erros cometidos por ambas as partes.

Sejamos capazes de unir novamente o que a história e os homens separaram, mas que essa união seja “atada” com laços culturais e de cooperação entre iguais.

20 de abril de 1263

20 de abril de 1263

Neste dia o rei de Castela, Afonso X, enviou uma delegação para celebrar um acordo entre Portugal e o reino castelhano sobre a posse definitiva do Algarve.

Este acordo só seria formalmente consumado em 1267 com a assinatura do Tratado de Badajoz.

Personalidade nascida neste dia

No dia 20 de abril de 1846 nasceu em Cinfães o militar, explorador e administrador colonial português, de seu nome Alexandre Alberto da Rocha de Serpa Pinto, 1.º Visconde de Serpa Pinto.

Ficou para a história como um dos exploradores, designados por decreto de 11 de maio de 1877, encarregues de participar numa expedição científica à África Central. O seu principal objetivo era explorar os territórios entre Angola e Moçambique e reclamá-los.

Esta intenção, que foi tentada na Conferência de Berlim e que ficou conhecida pelo mapa cor-de-rosa, falhou por força do ultimato britânico.

A atual vila de Menongue em Angola foi chamada de Serpa Pinto em sua homenagem até 1975.

Morreu em Lisboa com 54 anos no dia 28 de dezembro de 1900.

200px-AlexandreSerpaPinto.jpg

19 de fevereiro de 1524

19 de fevereiro de 1524

Neste dia foi assinada uma convenção luso-espanhola para tratar da questão das ilhas Molucas.

A designada questão das ilhas Molucas estava relacionada com a falta de entendimento entre Portugal e Espanha relativamente à posse legítima deste território, descoberto pelos portugueses, mas que os espanhóis pretendiam por ser um ponto importante no comércio de especiarias.

Após alguns avanços e recuos, o território acabou por ficar na posse de Portugal contra o pagamento de uma compensação monetária a Espanha com a assinatura do Tratado de Saragoça em 22 de abril de 1529.

Personalidade nascida neste dia

No dia 19 de fevereiro de 1809 nasceu António Sérgio de Sousa, 1.º e único visconde de Sérgio de Sousa.

Foi um militar, ajudante de El-Rei D. Luís, governador de Angola entre 1851 e 1853, governador de Macau entre 1868 e 1872 e governador da Índia entre 1877 e 1878. Foi neste último país que morreu, em Goa, no dia 3 de maio de 1878.

Recebeu ainda a Grã-Cruz das Ordens de Aviz, de Isabel, a Católica, de Carlos III de Espanha, de S. Maurício e S. Lázaro de Itália, a Cruz e Espada da Suécia e foi Grande Oficial da Legião de Honra de França, de Leopoldo da Bélgica, de Mérito da Baviera, de Torre e Espada, Águia Vermelha e da Coroa da Prússia.

antonio_sergio_sousa

4 de fevereiro de 1961

4 de fevereiro de 1961

Neste dia um grupo de cerca de 200 angolanos ligados ao Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) atacou a Casa de Reclusão Militar em Luanda, a 7.ª esquadra da polícia, a sede dos CTT e a Emissora Nacional de Angola.

Esta é a data que o MPLA considera como o início da Guerra de Independência de Angola ou Luta Armada de Libertação Nacional.

Personalidade nascida neste dia

Na cidade do Porto nasceu João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett no dia 4 de fevereiro de 1799.

Foi um escritor e dramaturgo português, além de orador, par do reino, ministro e secretário de estado honorário português.

Ficou conhecido por ser um grande impulsionador do teatro português e uma das grandes figuras do romantismo em Portugal.

Uma das suas obras mais conhecidas é Viagens na Minha Terra de 1846.

Morreu em Lisboa no dia 9 de dezembro de 1854.

240px-Almeida_Garrett_por_Guglielmi

 

25 de janeiro de 1576

25 de janeiro de 1576

O fidalgo e explorador português Paulo Dias de Novais fundou São Paulo da Assunção de Loanda, hoje Luanda, no dia 25 de janeiro de 1576.

Paulo_Dias_de_Novais,_1º_capitão-governador_de_Angola

É atualmente a terceira cidade lusófona com mais população só superada por São Paulo e Rio de Janeiro.

luanda.jpg

Tem um porto natural excecional de onde saem as principais exportações de Angola como o café, o algodão, o açúcar, os diamantes, o ouro, entre outros.

Personalidade nascida neste dia

No dia 25 de janeiro de 1935 nasceu em Alcains o futuro militar e presidente da república portuguesa, António dos Santos Ramalho Eanes.

Foi fundamental no golpe de 25 de novembro, tendo-se tornado no 16.º presidente da república e no primeiro democraticamente eleito após o 25 de abril.

Enquanto militar do exército, na arma de Infantaria, combateu na Índia portuguesa, em Macau, Moçambique, Guiné-Bissau e Angola.

O então Tenente-Coronel Ramalho Eanes dirigiu com sucesso as operações militares do 25 de novembro de 1975 contra a fação mais radical de esquerda do MFA (Movimento das Forças Armadas).

Foi presidente da república entre 14 de julho de 1976 e 9 de março de 1986, sucedendo a Francisco da Costa Gomes e precedido Mário Soares.

É considerado um cidadão exemplar, tendo inclusivamente recusado receber cerca de um milhão de euros a que tinha direito pela reforma de general que nunca recebeu.

Refira-se ainda que recebeu o grau de doutor na Universidade de Navarra no dia 15 de novembro de 2006 através da defesa da tese Sociedade Civil e poder político em Portugal com mais de duas mil páginas.

A iniciativa de encetar uma carreira de investigação depois de ser chefe de estado é inédita em Portugal e provavelmente na Europa.

Foi agraciado com mais de 20 condecorações de ordens estrangeiras e com quatro de ordens nacionais (cavaleiro da Ordem Militar de Avis no dia 19 de janeiro de 1972, Grande-Colar da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito de Portugal no dia 9 de março de 1986, Grã-Cruz da Ordem da Liberdade no dia 25 de abril de 2004 e Grande-Colar da Ordem da Liberdade no dia 18 de dezembro de 2015).

ramalho_eanes