Um novo paradigma?

Hoje adquiri o primeiro livro do Adolfo Mesquita Nunes intitulado “A grande escolha – mundo global ou países fechados?”, uma vez que este é um tema que me interessa há algum tempo como já partilhei aqui neste blogue. Ao ler a contracapa constata-se que o autor é apologista de um mundo global, ficando para a […]

O papel dos ex-presidentes da república

Sou um monárquico inconformado com a forma como a república gere a res publica. Sou um monárquico inconformado com a forma como os republicanos impuseram o seu regime recorrendo ao assassinato do Chefe de Estado Português legítimo. Sou um monárquico inconformado com as promessas não cumpridas dos republicanos invocadas para impor a república. Sou um […]

Razões reais – parte XVII

Um imperativo nacional A última das razões reais do livro do Dr. Mário Saraiva é escrita num contexto histórico que não é o atual. De facto, o livro tem a sua primeira edição em 1970 com Portugal em plena guerra do Ultramar. Fazendo uma transposição para os tempos atuais e, de algum modo, uma súmula […]

Razões reais – parte XIII

Governo real O conceito adotado pelo Integralismo que dizia que o rei governava, mas não administrava, não se aplica às monarquias modernas. Parece assim legítimo perguntar que papel tem então o rei num país. Ora, a resposta a esta pergunta foi dada pelo Imperador Austro-húngaro Francisco José quando o presidente americano Theodore Roosevelt lhe fez […]

Razões reais – parte XII

Qual o programa monárquico? O Dr. Mário Saraiva postula que há um grande equívoco que é preciso desfazer relativamente à existência de um programa monárquico. Com efeito, recorda-nos que a monarquia confia a chefia de Estado a uma única figura, o Rei, sendo esse o seu princípio indiscutível. Ora, o que à partida parece uma […]

Razões reais – parte IV

Competência directiva O exercício da chefia de estado exige um conjunto de competências para o qual não existe nenhuma preparação que qualquer cidadão possa frequentar. De facto, num processo eleitoral republicano não é assegurado que os candidatos que alguém escolheu por nós possuem as habilitações necessárias para o exercício do mais alto cargo da nação. […]

Razões reais – parte I

O problema político  Neste capítulo, em cerca de duas páginas, o autor defende que não é possível, nem admissível, ignorar a política e as respectivas opções, já que delas dependem as orientações nos diversos setores da sociedade. Com efeito, não consta da história nenhum estado apolítico. A frase que considero basilar neste capítulo e que […]