22 de maio de 1998

22 de maio de 1998

Neste dia começou a última exposição mundial do século XX, a EXPO 98, ou a Exposição Internacional de Lisboa de 1998.

O tema desta exposição foi “Os oceanos: um património para o futuro” e teve também o objetivo de comemorar os 500 anos dos Descobrimentos Portugueses.

Esta exposição decorreu de 22 de maio a 30 de setembro de 1998 e promoveu a revitalização da zona ribeirinha do Tejo em Lisboa.

Teve cerca de 11 milhões de habitantes e deixou construções que até hoje perduram na sua importância na capital portuguesa, como são o Oceanário ou o Pavilhão Atlântico, hoje MEO Arena, entre outros.

Personalidade nascida neste dia

No dia 22 de maio de 1941 nasceu Artur Eduardo Brochado dos Santos Silva, jurista e administrador de empresas.

Foi diretor-geral do Banco Português de Atlântico, secretário de Estado do Tesouro do VI Governo Provisório e vice-governador do Banco de Portugal.

Fez ainda parte das administrações da Fundação de Serralves e da Fundação da Calouste Gulbenkian, onde é presidente até 2017.

Recebeu diversas condecorações estrangeiras como a Ordem Nacional do Mérito de França, a Ordem do Mérito Civil de Espanha e Cavaleiro da Ordem Nacional da Legião de Honra de França.

Em Portugal foi feito comendador da Ordem do Mérito a 7 de novembro de 1991, recebeu a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique a 9 de junho de 2004 e a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade a 25 de abril de 2011.

artur_santos_silva

 

 

 

16 de abril de 1850

16 de abril de 1850

Neste dia foi referendada por António José de Ávila, 1.º duque de Ávila e Bolama, a carta de lei que confirmou a criação do Banco de Portugal, cuja designação surgiu no artigo 9.º do decreto de 17 de novembro de 1846.

antonio_jose_avila.jpg

Personalidade nascida neste dia

No dia 16 de abril de 1921 nasceu o médico, professor e político português, Baltazar Rebelo de Sousa.

Ocupou diversos cargos políticos, entre os quais o de deputado à Assembleia Nacional pelo círculo de Évora em 1953 e em 1957 pelo círculo de Braga. Foi ainda secretário do Ministro das Colónias, Marcelo Caetano, e Governador-Geral de Moçambique no período de 1968 a 1970.

No regresso a Portugal ainda ocupou as pastas ministeriais da Saúde e Assistência, das Corporações e Previdência Social e a do Ultramar.

Recebeu diversas condecorações como a de Grande-Oficial da Ordem Militar de Cristo e da Ordem do Infante D. Henrique, respetivamente a 19 de março de 1959 e a 3 de janeiro de 1961. A 16 de fevereiro de 1967 foi elevado a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique e a 15 de julho de 1967 foi feito Grande-Oficial da Orddem de Instrução Pública. A 22 de maio de 1971 foi elevado a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.

Morreu em Lisboa no dia 1 de dezembro de 2002.

Refira-se ainda que é o pai do atual Presidente da República, Professor Marcelo Rebelo de Sousa.

Baltasar_Rebelo_de_Sousa

26 de dezembro de 1846

26 de dezembro de 1846

Neste dia foi materializada a criação do Banco de Portugal, cujo decreto tinha sido publicado no dia 19 de novembro e que obrigava à fusão do Banco de Lisboa com a Companhia Confiança.

sedebp

Personalidade nascida neste dia

No dia 26 de dezembro de 1809 nasceu José Estêvão Coelho de Magalhães na cidade de Aveiro e que veio a ser um notável jornalista, político e parlamentar português.

Foi uma figura dominate na oposição de esquerda na Câmara dos Deputados no período entre 1836 e 1862.

Formou-se em Direito na Universidade de Coimbra e foi um dos veteranos das guerras liberais.

As suas ideias muito radicais e a frontalidade com que as defendia na oposição levou-o a procurar algumas vezes refúgio fora do país, tendo inclusivamente vivido em Inglaterra e na ilha Terceira.

O jornal da imprensa liberal mais influente, A Revolução de Setembro, foi fundado por si.

Participou no desembarque do Mindelo e integrou exército rebelde que operava no Alentejo na Guerra da Patuleia.

Morreu em Lisboa no dia 4 de novembro de 1862.

José_Estêvão