28 de maio de 1891

28 de maio de 1891

Neste dia foi assinado um tratado Luso-Britânico pondo fim ao projeto de Portugal apresentado na Conferência de Berlim e que se denominava de Mapa Cor de Rosa.

Deste modo, caiu por terra a pretensão de Portugal administrar os territórios que ligavam Angola a Moçambique.

Com efeito, o ultimato britânico de 11 de janeiro de 1890 exigiu a Portugal a retirada dos territórios sob pena do corte das relações diplomáticas existentes.

O recuo de Portugal deixou marcas na sua história bem patentes na obra de Guerra Junqueiro, Finis Patriae.

Foi também na sequência deste ultimato que Alfredo Keil compôs A Portuguesa, que é hoje o hino nacional.

Personalidade nascida neste dia

No dia 28 de maio de 1851 nasceu Luis Maria Augusto Pinto de Soveral, mais tarde 1.º marquês de Soveral.

Foi um diplomata de excelência, tendo sido Embaixador de Portugal em Londres e Ministro dos Negócios Estrangeiros.

As suas qualidades granjearam-lhe a admiração do rei de Inglaterra, Eduardo VII, que o tratava com grande intimidade, hospedando-o no seu palácio e colocando ao seu serviço o iate real para viajar para Lisboa.

Recebeu do monarca inglês a grã-cruz da mais prestigiada ordem inglesa. Aliás, em Inglaterra era tido como um dos homens mais elegantes, bastante admirado pelas senhoras e considerado o melhor dançarino da Europa.

Fez parte do grupo denominado Os Vencidos da Vida, o grupo jantante que acreditava na possibilidade de Portugal se modernizar e do qual também faziam parte Eça de Queiroz, Oliveira Martins, Guerra Junqueiro e Ramalho Ortigão, entre outros. Este grupo influenciava o rei D. Carlos I, tendo inclusivamente Eça de Queiroz escrito que O Rei surge como a única força que no País ainda vive e opera.

Morreu em Paris no dia 5 de outubro de 1922, tendo sido acompanhado nos seus últimos momentos pela rainha D. Amélia que o admirava bastante.

Foi sepultado com honras de príncipe na cripta da igreja de Saint Piérre de Chaillot e mais tarde transladado para jazigo particular no cemitério Père Lachaise.

MarquêsDeSoveral.png

 

 

Anúncios

20 de abril de 1263

20 de abril de 1263

Neste dia o rei de Castela, Afonso X, enviou uma delegação para celebrar um acordo entre Portugal e o reino castelhano sobre a posse definitiva do Algarve.

Este acordo só seria formalmente consumado em 1267 com a assinatura do Tratado de Badajoz.

Personalidade nascida neste dia

No dia 20 de abril de 1846 nasceu em Cinfães o militar, explorador e administrador colonial português, de seu nome Alexandre Alberto da Rocha de Serpa Pinto, 1.º Visconde de Serpa Pinto.

Ficou para a história como um dos exploradores, designados por decreto de 11 de maio de 1877, encarregues de participar numa expedição científica à África Central. O seu principal objetivo era explorar os territórios entre Angola e Moçambique e reclamá-los.

Esta intenção, que foi tentada na Conferência de Berlim e que ficou conhecida pelo mapa cor-de-rosa, falhou por força do ultimato britânico.

A atual vila de Menongue em Angola foi chamada de Serpa Pinto em sua homenagem até 1975.

Morreu em Lisboa com 54 anos no dia 28 de dezembro de 1900.

200px-AlexandreSerpaPinto.jpg

26 de fevereiro de 1885

26 de fevereiro de 1885

Neste dia terminou a Conferência de Berlim iniciada no dia 19 de novembro de 1884 e que teve como objetivo organizar a ocupação de África pelas potências coloniais.

Foi promovida pela Alemanha e participaram a Grâ-Bretanha, França, Espanha, Portugal, Itália, Bélgica, Holanda, Dinamarca, Estados Unidos da América, Suécia, Áustria-Hungria e Império Otomano.

Com esta conferência a Alemanha viu satisfeito o desejo de administrar o Sudoeste Africano e Portugal apresentou o projeto do Mapa cor-de-rosa que pretendia ligar Angola a Moçambique e que acabou por não ser concretizado pela pressão de Inglaterra.

Personalidade nascida neste dia

No dia 26 de fevereiro de 1936 nasceu José da Cruz Policarpo, cardeal português, patriarca de Lisboa entre 1998 e 2013 e cardeal-patriarca de 2001 a 2013.

No patriarcado de Lisboa sucedeu ao cardeal-patriarca D. António Ribeiro.

Depois do seu pedido de renúncia feito no dia 17 de fevereiro de 2011 por atingir os 75 anos ter sido aceite pelo papa Francisco no dia 18 de maio de 2013, sucedeu-lhe o bispo do Porto, D. Manuel José Macário do Nascimento Clemente.

Morreu em Lisboa no dia 12 de março de 2014 em Lisboa.

jose_policarpo

 

 

30 de dezembro de 1886

30 de dezembro de 1886

Neste dia Portugal assinou um declaração com a Alemanha para o reconhecimento da soberania portuguesa em Angola e Moçambique, cedendo algum território no sul de Angola.

Em anexo a esta declaração estava o designado “mapa cor-de-rosa”, que continha as zonas de soberania no interior de África.

A estratégia de Barros Gomes era conseguir o reconhecimento da soberania portuguesa nos territórios entre Angola e Moçambique.

Refira-se ainda que este entendimento luso-germânico fez com que Inglaterra invocasse a conferência de Berlim para o seu não reconhecimento.

Personalidade nascida neste dia

No dia 30 de dezembro de 1861 nasceu na capital de Portugal o grande monárquico Henrique Mitchell de Paiva Cabral Couceiro.

Foi um ilustre militar, administrador colonial e político, com um desempenho notável nas campanhas de ocupação colonial em Angola e Moçambique.

Também se notabilizou nas incursões monárquicas contra a primeira república, tendo inclusivamente presidido ao governo da Monarquia do Norte entre 19 de janeiro e 13 de fevereiro de 1919.

A defesa dos princípios do Integralismo Lusitano conduziu-o por diversas vezes ao exílio antes e depois do Estado Novo.

Morreu com 82 anos no dia 11 de fevereiro de 1944.

200px-Avô_Henrique_wiki2

11 de novembro de 1861

11 de novembro de 1861

Neste dia, Luís I de Portugal, iniciou o seu reinado que durou até ao dia 19 de outubro de 1889, data da sua morte com 50 anos.

D._Luis

D. Luís I de Portugal, de seu nome completo Luís Filipe Maria Fernando Pedro de Alcântara António Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis João Augusto Júlio Valfando de Saxe-Coburgo-Gotha e Bragança, herdou o trono depois da morte do seu irmão mais velho, D. Pedro V, em 1861.

Ficou conhecido como O Popular devido à adoração que o povo tinha por ele, tendo Eça de Queirós atríbuido-lhe o cognome de O Bom.

A sua aclamação aconteceu a 22 de dezembro de 1861. Era um homem culto, com grande sensibilidade artística para a pintura e música e falava diversas línguas europeias, tendo inclusivamente traduzido algumas obras de William Shakespeare.

Foi durante o seu reinado que surgiu a Questão Coimbrã e que se realizou a Conferência de Berlim e o consequente Mapa Cor-de-Rosa que definiu a partilha de África entre as grandes potências colonizadoras (Alemanha, Bélgica, França, Inglaterra e Portugal). Foi também durante o seu reinado que surgiram diversos partidos políticos como o Partido Reformista, o Partido Operário Socialista e o Partido Progressista. No final do reinado também o Partido Republicano estava estruturado.

Morreu subitamente no dia 19 de outubro de 1889 na cidadela de Cascais e jaz sepultado no Panteão Real da Dinastia de Bragançla no Mosteiro de São Vicente de Fora em Lisboa.

Personalidade nascida neste dia

No dia 11 de novembro de 1154 nasceu em Coimbra aquele que veio a ser o segundo rei de Portugal, D. Sancho I, o Povoador.

O seu cognome deriva do estímulo que introduziu no povoamento do país, destacando-se a fundação da cidade da Guarda em 1199 e a atribuição de cartas de foral na Beira e em Trás-os-Montes (Gouveia e Covilhã em 1186, Viseu e Brangança em 1187 e Belmonte em 1199). Refira-se que as áreas mais remotas do reino foram povoadas com imigrantes da Flandres e da Borgonha.

Era o quarto filho de D. Afonso Henriques, mas a morte do seu irmão mais velho, D. Henrique, colocou-o na sucessão ao trono.

Foi armado cavaleiro pelo pai no dia 15 de agosto de 1170 e tornou-se o seu braço direito, quer do ponto de vista militar, quer do ponto de vista administrativo. Foi coroado rei no dia 6 de dezembro de 1185 na Sé de Coimbra, cidade que manteve como o centro do seu reino.

Durante o seu reinado, que durou até 26 de março de 1211, dedicou grande parte do seu esforço de governação à organização política, administrativa e económica do reino.

Está sepultado no Mosteiro de Santa Cruz em Coimbra.

SanchoI