23 de maio de 1179

23 de maio de 1179

Neste dia o Papa Alexandre III reconhece Portugal como reino independente ao emitir a bula Manifestis Probatum.

240px-Manifestis_Probatum

Este documento reconheceu ainda D. Afonso Henriques como o soberano deste novo reino e a validade do Tratado de Zamora assinado a 5 de outubro de 1143.

Personalidade nascida neste dia

No dia 23 de maio de 1923 nasceu o professor, filósofo e ensaísta, Eduardo Lourenço de Faria.

É considerado um dos grandes, senão o maior, pensador português.

Tem uma vasta obra publicada, caraterizada por nunca se ter fechado numa determinada escola de pensamento. Pode ser considerada como a sua maior obra O labirinto da saudade: psicanálise mítica do destino português.

Recebeu diversos prémios e homenagens, destacando-se o Prémio Camões em 1996, o Prémio Pessoa em 2011 ou o Prémio Vergílio Ferreira em 2001.

Constam do seu currículo as condecorações estrangeiras de Oficial da Ordem Nacional do Mérito de França (1996), de Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras de França (2000) e de Cavaleiro da Ordem Nacional da Legião de Honra de França (2002).

No panorama nacional recebeu a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique (10 de junho de 1992), a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada (21 de maio de 2003) e a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade (9 de junho de 2014), além de ter sido feito Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada (13 de julho de 1981).

Atualmente é Conselheiro de Estado por convite do Presidente da República, Professor Marcelo Rebelo de Sousa.

eduardo_lourenco

17 de abril de 1922

17 de abril de 1922

Neste dia foi celebrado um acordo denominado de Pacto de Paris entre o rei D. Manuel II e a tia de D. Duarte Nuno de Bragança, D. Aldegundes de Bragança, condessa de Bardi.

Este acordo é um desenvolvimento dos princípios do Pacto de Dover que estabelecia como princípio fundamental a restauração da monarquia em Portugal, com o reconhecimento da titularidade do trono a D. Manuel que, por seu lado, reconhecia que na ausência de herdeiro direto lhe sucederia um príncipe descendente do ramo de D. Miguel I.

O Pacto de Paris é menos preciso que o Pacto de Dover, limitando-se a referir que D. Manuel II aceitava o sucessor indicado pelas Cortes Gerais de Portugal.

Personalidade nascida neste dia

No dia 17 de abril de 1945 nasceu D. Fernando José Fernandes Costa Mascarenhas, 12.º Marquês de Fronteira, 9.º Marquês de Alorna, 12.º Conde de Torre, 13.º Conde de Assumar e 12.º Conde de Coculim.

Foi um aristocrata e livre pensador português. Era formado em Filosofia e deu aulas na Universidade de Évora entre 1979 e 1988.

Em 1989 fundou a Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, que promove estudos, encontros culturais, científicos e educacionais.

Fica para a história o seu livro Sermão ao meu Sucessor – Notas para uma Ética da Sobrevivência, dirigido ao seu sobrinho e herdeiro.

Morreu no dia 12 de novembro de 2014.

fernando_mascarenhas

13 de fevereiro de 1668

13 de fevereiro de 1668

Neste dia a assinatura do Tratado de Lisboa pôs um fim à Guerra da Restauração e Espanha reconhece a independência de Portugal.

O tratado foi assinado pelo rei de Portugal, D. Afonso VI, e pelo rei de Espanha, D. Carlos II.

As consequências deste tratado foram a devolução de conquistas e prisioneiros, com exceção da cidade de Ceuta que permanecerá sob o domínio espanhol.

Personalidade nascida neste dia

Nasceu na cidade do Porto no dia 13 de fevereiro de 1906 um dos maiores pensadores portugueses do século XX, George Agostinho Baptista da Silva.

Agostinho da Silva foi filósofo, poeta e ensaísta, tendo como a sua Magnum opus a obra Vida de Pasteur.

O seu percurso académico foi brilhante, tendo concluído a licenciatura de Filologia Clássica na Faculdade de Letras da Universidade do Porto com 20 valores.

Doutorou-se com louvor com a idade de 23 anos ao apresentar a tese O Sentido Histórico das Civilizações Clássicas.

Viveu no Brasil entre 1947 e 1969 e regressou a Portugal com a morte de Salazar.

Ficaram famosas as suas Conversas Vadias emitidas na RTP 1 em 1990.

Morreu em Lisboa no dia 3 de abril de 1994.

agostinho-da-silva2

 

6 de fevereiro de 1294

6 de fevereiro de 1294

A primeira pedra do Castelo do Alandroal foi lançada no dia 6 de fevereiro de 1294 por D. Lourenço Afonso, Mestre da Ordem de Avis.

castelo_alandroal

A sua edificação foi concluída no dia 24 de fevereiro de 1298 pelo construtor identificado numa inscrição no torreão à direita do portão principal como Eu, Mouro Galvo.

Personalidade nascida neste dia

O religioso, filósofo, escritor e orador português da Companhia de Jesus, Padre António Vieira, nasceu em Lisboa no dia 6 de fevereiro de 1608.

Foi uma das personagens mais influentes do século XVII, tendo defendido os direitos dos povos indígenas do Brasil, os judeus e a abolição da escravatura.

Foi ainda um grande crítico do comportamento dos sacerdotes da sua época, bem como da Inquisição.

Na literatura ficaram famosos os seus sermões como  o “Sermão da Quinta Dominga da Quaresma”, o “Sermão da Sexagésima”, o “Sermão pelo Bom Sucesso das Armas de Portugal contra as de Holanda”, o “Sermão do Bom Ladrão” e “Sermão de Santo António aos Peixes”.

O Padre António Vieira deixou mais de 700 cartas e 200 sermões escritos, destacando-se ainda a redação do livro de profecias Clavis Prophetarum que nunca chegou a concluir.

A sua obra completa em 30 volumes só começou a ser publicada em 2013, quase quatro séculos depois da sua morte.

Morreu em Salvador no dia 18 de julho de 1697.

220px-Padre_António_Vieira

 

 

30 de janeiro de 1917

30 de janeiro de 1917

Neste dia zarparam do rio Tejo três vapores britâncos com a 1.ª brigada do Corpo Expedicionário Português comandada pelo general Gomes da Costa.

Generais_Tamagnini_Hacking_e_Gomes_da_Costa

Personalidade nascida neste dia

Nasceu na freguesia de São Mamede em Lisboa no dia 30 de janeiro de 1943 a historiadora e socióloga Maria Filomena de Carvalho Godinho Mónica.

É licenciada em Filosofia pela Universidade de Lisboa e doutorada em Sociologia pela Universidade de Oxford.

Publicou mais de uma dezena de obras de caráter histórico e sociológico.

A sua Magnum opus é Bilhete de Identidade – Memórias 1943-1976.

maria_filomena_monica

31 de dezembro de 1836

31 de dezembro de 1836

Neste dia, o Ministro do Reino, Passos Manuel, promulgou um novo Código Administrativo, no qual também tinha colaborado o seu irmão José da Silva Passos, e que se inspirava nas reformas iniciais de Mouzinho da Silveira.

Este documento preconizava uma filosofia democrática e descentralizadora da administração pública e vem na sequência do decreto publicado a 6 de novembro do mesmo ano e já referenciado neste blogue.

Personalidade nascida neste dia

No dia 31 de dezembro de 1769 nasceu o filósofo e político português, Silvestre Pinheiro Ferreira.

Nos primeiros anos da década de 1820 ocupou diversos cargos governamentais como os de ministro do Reino, ministro da Guerra ou ministro dos Negócios Estrangeiros.

No período entre 1810 e 1821 viveu no Brasil juntamente com a família real portuguesa durante as invasões napoleónicas ao território nacional.

Foi durante estes anos que estudou filosofia, tendo publicado em 1813 as suas Preleções Filosóficas, que são o resultado das lições de filosofia ministradas no Real Colégio de São Joaquim.

Morreu em Lisboa com 76 anos no dia 2 de julho de 1846.

Silvestre_Pinheiro_Ferreira