Razões reais – parte IX

O custo das instituições

O senso comum parece dizer-nos que as monarquias poderiam originar maior despesa do estado do que as repúblicas, mas os dados demonstram precisamente o contrário.

O Dr. Mário Saraiva faz referência no seu livro Razões Reais a diversos exemplos que evidenciam como a república fica mais cara que as monarquias modernas.

Recorda, por exemplo, um artigo da revista Time de 1966 que dá nota como as repúblicas são muito caras e os presidentes da república nem sequer estão aptos a governar exemplificando com De Gaulle e Sukarno.

São referidos mais dois exemplos muito interessantes:

  1. Quando D. Manuel II visitou Paris, o republicano e chefe de governo francês, Briand, diz ao nosso monarca que Portugal é um país demasiado pobre para sustentar uma república, o que não deixam de ser palavras interessantes para um republicano convicto.
  2. A monarquia na Noruega foi escolhida por uma maioria parlamentar de 100 votos contra 4, tendo o líder da independência norueguesa, Nansen, dito que escolheu a monarquia porque é mais barata, garante melhor a liberdade e tem mais autoridade para defender os interesses nacionais no estrangeiro.

Conclui o Dr. Mário Saraiva escrevendo:

“…mas que a Realeza custasse tanto ou mais que a Presidência, se nos poupava aos prejuízos monetários e morais das repetidas campanhas eleitorais, sairia, feitas bem essas contas e todas as outras, uma forma de governo mais económica e também mais vantajosa à Nação.”

 

Anúncios

2 thoughts on “Razões reais – parte IX

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s